Castelo da Lousã: um encanto no meio da Serra

O Castelo da Lousã é um dos encantos das Aldeias do Xisto. Saiba mais sobre este Castelo perdido entre as árvores da Serra.

Castelo da Lousã: um encanto no meio da Serra
Saiba mais sobre este Castelo perdido entre as árvores

Também conhecido como Castelo de Arouce, o Castelo da Lousã pertence a uma das primeiras linhas defensivas, que foram criadas para controlo dos acessos meridionais à cidade de Coimbra, na segunda metade do século XI. Localizado em posição dominante, no alto da serra da Lousã, na margem direita do rio Arouce, este monumento é hoje uma das atrações turísticas das Aldeias do Xisto.

Saiba mais sobre o Castelo da Lousã

A lenda


De acordo com o que reza a lenda, o Castelo da Lousã, na época da ocupação muçulmana, terá sido erguido pelo emir (chefe árabe) Arunce, para proteger a filha Peralta e os seus tesouros, após ser derrotado e expulso de Conímbriga.

Época Medieval


Acredita-se que a edificação (ou talvez reedificação) do Castelo da Lousã remonta ao ano de 1080, quando a povoação foi ocupada por Sesnando Davides, governador de Conímbriga. Conquistado pelos mouros em 1124, foi reocupado e restaurado por D. Teresa de Leão. Mais tarde, com a independência de Portugal, o Castelo da Lousã passou a fazer parte da linha raiana do Mondego até 1147, quando D. Afonso Henriques estendeu até ao Tejo.

Na Carta de Foral que o primeiro Rei de Portugal concedeu a Miranda do Corvo, em 1136, é referido o Castelo de Arouce, que viria a receber o seu próprio foral mais tarde, no ano de 1151. Em 1160, surge um novo documento referindo-se à Lousã, distinta de Arouce, o que demonstra que a antiga povoação romana voltara a ser ocupada quando a região foi pacificada, recebendo foral em 1207, durante o reinado de D. Afonso II.

castelo

Principais traços característicos


O Castelo da Lousã é pequeno, apresentando planta hexagonal irregular, dentro dos estilos românico e gótico. As muralhas do Castelo são em alvenaria de xisto, reforçadas por três cubelos. O topo das muralhas é percorrido por um adarve. O Castelo apresenta também a Torre de Menagem, em planta quadrangular, onde se pode encontrar uma porta em arco ogival, que fica ao nível do adarve, com mais duas portas no andar superior, em cada uma das fachadas.

CASTELO

O Castelo da Lousã nos nossos dias


Atualmente, o Castelo da Lousã encontra-se classificado como Monumento Nacional, por Decreto que foi publicado em 23 de Junho de 1910.

Não perca a oportunidade de conhecer este Monumento Nacional, que encanta todos que o visitam.

Para planear uns dias nas Aldeias do Xisto, de forma rápida e muito prática, foi lançada uma nova plataforma digital de reservas, o www.bookinxisto.com, onde poderá reservar alojamentos, experiências e restaurantes disponíveis nas 27 Aldeias do Xisto.

Veja também: