Publicidade:

Os 4 melhores chás para flatulência

Os gases acumulam-se no estômago e nos intestinos, causando bastante desconforto. Leia as nossas sugestões de chás para flatulência e acabe com o problema.

Os 4 melhores chás para flatulência
Problemas de inchaço abdominal?

O inchaço abdominal e a acumulação de gases são sintomas que podem surgir com bastante frequência e causar mal-estar físico e social. Para eliminar o problema e ter mais qualidade de vida, tome nota de 4 chás para flatulência que vão realmente fazer a diferença.

Os gases intestinais são produzidos durante a digestão pelo processamento dos alimentos ingeridos e, se os movimentos internos do estômago e do intestino forem lentos, a acumulação será maior. Assim, ocorre dilatação, surgindo uma sensação de inchaço à volta cintura.

A alimentação e a flatulência


A alimentação tem um papel importante na produção de gases gastrointestinais. Os alimentos ricos em nitrogénio, como o feijão e o repolho, são conhecidos por causar gases.

As dietas ricas em gorduras e açúcar, principalmente os refrigerantes, espumantes, chantillys maioneses, aumentam os gases. O consumo de leite e derivados, em algumas pessoas que são intolerantes à lactose, pode agravar a fermentação, levando ao inchaço.

À semelhança do feijão, outras leguminosas, como lentilhas e grão de bico, também contribuem para este problema.

Causas da flatulência

A obstipação é uma das principais causas de distensão abdominal e flatulência, mas a ansiedade pode, também, ser uma causa de eructação e flatulência.

A aerofagia – que nada mais é do que a ação de engolir ar enquanto se come – aumenta os gases internos, pelo que se aconselha comer mais devagar, evitar falar muito durante as refeições e evitar mascar chicletes e pastilhas.

Para prevenir e tratar este problema existem chás que promovem a digestão, previnem os espasmos e aumentam os movimentos peristálticos.

4 chás para flatulência e excesso de gases intestinais


1. Chá de funcho

cha de funcho

É uma erva com grande utilidade terapêutica e também muito usada na culinária como aromatizante. Originária do Mediterrâneo e cultivada em regiões de climas temperados, desta planta podem ser utilizadas as raízes, as folhas e as sementes.

As sementes de funcho são as indicadas para combater os gases intestinais pelas suas propriedades antiespasmódicas e estimulante da digestão.

2. Chá de hortelã-pimenta

cha de hortela-pimenta

É uma planta muito comum em Portugal, com aroma e sabor a menta, fresco e o mesmo tempo, picante. A hortelã muito usado em culinária para temperar pratos de carne e em saladas.

Os seus principais constituintes, flavonoides, têm uma ação relaxantes sobre o trato gastrointestinal. O chá atua nas más digestões e na sensação de enfartamento após refeições exageradas. É um potente antiespasmódico, reduz os gases gastrointestinais, eliminando cólicas abdominais.

3. Chá de manjericão

cha de manjericao

Também conhecido por basílico, é uma planta muito utilizada em culinária, principalmente em pratos italianos. De origem africana e indiana, é considerada a mais importante planta medicinal na medicina Ayurvédica. O seu chá regula as funções digestivas, reduzindo gases, espasmos, cólicas, enfartamento e azia.

4. Chá de lúcia-lima

cha de lucia-lima

Originária de América do Sul, introduzida na Europa, pertence à família das Verbenáceas. Também conhecida como Bela-Luisa ou Doce Lima, devido ao seu característico aroma de limão.

A principal propriedade deste chá é auxiliar a digestão, eliminando gases e cólicas intestinais. Pode ser tomado antes ou durante as refeições, frio ou morno.

Experimente este 4 chás para flatulência e diga adeus ao desconforto causado pelos gases.

Veja também:

Ana Luisa Santo Ana Luisa Santo

Enfermeira especializada em acupuntura e medicina tradicional chinesa. É uma apaixonada pela saúde natural e terapias alternativas, explorando ativamente formas seguras de cuidar a saúde e o bem-estar. Trabalhou no Serviço de Cuidados Intensivos do Hospital Geral Santo António, Porto. Atualmente trabalha na consulta de acupuntura do Hospital da Lapa. Docente no Instituto Jean Piaget. Enfermeira voluntária na AMI.