Publicidade:

Os 4 melhores chás afrodisíacos

Que tal apimentar a relação de forma natural e aproveitar para aquecer a alma? Saiba como aumentar a temperatura no seu relacionamento com chás afrodisíacos.

Os 4 melhores chás afrodisíacos
Não é um mito: existem chás que estimulam o desejo sexual

A natureza dá acesso a inúmeros alimentos que oferecem os mais variados benefícios. Desta vez, a pensar na intimidade dos casais, temos dicas de infusões para aquecer a relação. Vamos experimentar os melhores chás afrodisíacos?

Tal como alguns alimentos, estes chás possuem, na sua constituição, nutrientes com propriedades estimulantes do sistema nervoso, que aumentam a produção de hormonas  sexuais. A falta de libido está relacionado com a combinação de fatores emocionais, hormonais e psicossociais, sendo mais frequente ocorrer nas mulheres.

No entanto, a falta de desejo sexual é tão desconfortável tanto no homem como na mulher – sendo motivo de grande angústia e dificuldades nas relações interpessoais.

O chocolate negro, as ostras, os frutos vermelhos, o aipo, as sementes de sésamo e a pimenta são alimentos afrodisíacos que podem revigorar a libido. Mas e as infusões? Sim, elas podem ser poderosas. Tome nota.

4 chás afrodisíacos para melhorar o apetite e o desempenho sexual


Chá de Damiana

damianaFonte: Unsplash/aligrapher

O chá desta planta atua no sistema nervoso, aumentando os níveis de serotonina e dopamina – substâncias que regulam o humor e o ânimo. Funciona como antidepressivo – no caso de falta de libido por ansiedade e depressão -, melhora a sensação de bem-estar e promove o apetite sexual no homem e na mulher. O chá de damiana previne e trata disfunções sexuais, principalmente se associadas a um quadro de stress e ansiedade.

Como tomar? Uma colher de chá por chávena, uma ou duas vezes por dia.

Chá de Maca

chá de macaFonte: Pixaba/Rawpixel

Também apelidado de ginseng peruano, a maca é um tubérculo muito utilizado na alimentação no Perú, tal como o nabo, as batatas e as cenouras em Portugal. É um fantástico revitalizante de energia, principalmente em estados de cansaço, debilidade física e mental.

Muito usado em situações de cansaço crónico, falte de apetite e astenia sexual, este poderoso chá afrodisíaco promove benefícios em ambos os sexos.

Como tomar? Adição de uma colher de sopa do pó de maca a uma chávena de água a ferver, durante dois minutos. Deve-se tomar duas a três chávenas por dia.

Chá de Ginseng

ginsengFonte: Unsplash/veeo   

Uma das principais plantas medicinais, mais estudada e comercializada em todo o mundo. O ginseng é, por excelência, um tónico de energia vital do organismo.

Revigorante físico e psíquico, tem uma ação adaptogénica, pois aumenta a capacidade de resistência às doenças, aumenta a longevidade, é anti-viral e anti-cancerígeno – além de atuar contra os sintomas do stress.

Para além de ser um dos melhores chás afrodisíacos, combate o cansaço e a debilidade, e aumenta a capacidade de trabalho e concentração. Tem sido usado com sucesso na infertilidade masculina e impotência.

Como tomar? A infusão de ginseng pode ser feita a partir do pó de raiz: uma colher de chá por chávena de água a ferver durante uns minutos. Beba uma chávena por dia, pela manhã. Existem também saquetas de ginseng para infusão, já preparadas.

Chá de Gengibre e canela

chas afrodisiacosFonte: Pexels/thought-catalog

Esta combinação tem um sabor quente e picante, muito distinto. O gengibre e a canela, juntos, melhoram a microcirculação sanguínea e aumentam o tónus muscular. O aroma forte e perfumado desta combinação melhora a libido, aumenta o interesse sexual na mulher e no homem, e torna a experiência sexual mais satisfatória.

Como tomar? Este que é um dos melhores chás afrodisíacos é feito adicionando um pau de canela ao rizoma do gengibre fresco, ralado ou em pó, numa chávena de chá de água a ferver, durante cinco minutos.

Veja também:

Ana Luisa Santo Ana Luisa Santo

Enfermeira especializada em acupuntura e medicina tradicional chinesa. É uma apaixonada pela saúde natural e terapias alternativas, explorando ativamente formas seguras de cuidar a saúde e o bem-estar. Trabalhou no Serviço de Cuidados Intensivos do Hospital Geral Santo António, Porto. Atualmente trabalha na consulta de acupuntura do Hospital da Lapa. Docente no Instituto Jean Piaget. Enfermeira voluntária na AMI.