PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Chocolate: 3 mitos e 6 verdades

Será que o chocolate vicia? É verdade que ajuda a emagrecer? Dá mais prazer do que o sexo? Perguntas e respostas para os fãs da delícia açucarada. 

Chocolate: 3 mitos e 6 verdades
É hora de comer sem culpas?

Não há dúvidas: 9 em cada 10 pessoas acha que o chocolate é irresistível. Será que, apesar de delicioso, ele pode prejudicar a saúde? A resposta é negativa e é a ciência que afirma. Hoje já se sabe que, se consumido da melhor forma, ele pode trazer inúmeros benefícios para o corpo. Confuso? Veja aqui as respostas aos mitos e verdades sobre o chocolate

 O chocolate pode até ajudar a vencer a balança. Mas se contribuir para a perda de peso é um dos seus benefícios ainda quase desconhecidos, como saber a melhor forma de consumir esta fonte de prazer? Antes de mais, verifique a composição do chocolate: ele deve ter um mínimo de 50% de cacau na composição. Isto acontece porque todos os outros ingredientes presentes nas receitas são fatores de rico que podem levar ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares e obesidade.

Tome nota: quanto mais cacau na lista, melhor para a saúde.
 

9 mitos e verdades sobre o chocolate

Agora, para que possa finalmente comer sem culpas e livrar-se dos preconceitos, vamos desvendar alguns mistérios sobre o chocolate.



Chocolate é bom para a saúde?

Verdade.  Os flavonoides do chocolate ajudam a reduzir o risco de doenças cardiovasculares, melhoram o fluxo sanguíneo, diminuem a pressão arterial e os níveis do mau colesterol. Para além disso, o cacau ainda é rico em antioxidantes naturais e eles ajudam a combater o envelhecimento prematuro da pele.
 


Emagrecer com chocolate?

Verdade. Alguns estudos mostram que o chocolate pode ajudar a emagrecer, pois os ácidos fenólicos do cacau interferem na produção da leptina, hormona que promove a saciedade e ajuda a queimar calorias. Pesquisas revelaram ainda que o cacau pode dificultar o armazenamento de gordura. 
 


Chocolate provoca acne?

Mito. Esta informação, de certeza, é uma surpresa para muitos. Um dos maiores e mais injustos mitos sobre o chocolate já foi desmentido publicamente por especialistas em dermatologia. Isto só é possível acontecer em casos especiais, como quando apresenta intolerância a algum componente do doce.
Na verdade, a acne é provocada pelo excesso de hidratos de carbono de alto índice glicémico, como pães, bolachas, bolos e outros doces. 
 


O período pré-menstrual desperta a fome de chocolate?

Verdade. Cansaço, tristeza e ansiedade são alguns dos sintomas que as mulheres apresentam durante o período que antecede a menstruação. Isto acontece porque há alterações na produção de dopamina e serotonina, neurotransmissores que são estimulados com o consumo de chocolate e provocam uma sensação de prazer.  O corpo, por instinto, passa a enviar mensagens ao cérebro em busca de chocolate para aliviar os sintomas desta fase.
 


Todos os tipos de chocolate beneficiam a saúde?

Mito.  O chocolate de leite, por exemplo, deve ser consumido com moderação. Privilegie os chocolates mais amargos, com uma concentração de cacau que varie entre os 50% e os 70%. 30 gr por dia é o suficiente.  
 


Chocolate branco prejudica a saúde?

Verdade. Este tipo de chocolate é produzido sem massa de cacau, que é o único componente benéfico para a saúde. O chocolate branco nada mais é que manteiga de cacau, açúcar e leite. Para piorar, é o tipo mais calórico.
 


Chocolate vicia?

Pode ser considerado mito. Ainda não existem estudos ou provas científicas que comprovem que o chocolate pode ser viciante. Sabe-se, no entanto, que ele contém substâncias que promovem a produção de serotonina e dão uma sensação de bem-estar e prazer. Esta pode ser a razão escondida por trás do excesso no consumo de chocolate.
 


Chocolate ajuda a evitar o stress?

Verdade. Após duas semanas de consumo diário, o chocolate ajuda a reduzir os níveis de cortisol, a famosa hormona do stress, que aumenta a pressão sanguínea e os processos inflamatórios. 
 


O chocolate favorece o cérebro?

Verdade. Todas as gorduras do bem são alimento para o cérebro, pois elas funcionam como combustível para o seu bom funcionamento. Estudos recentes mostraram que o chocolate pode provocar a melhoria da memória e estimular as funções motoras. Os pesquisadores concluíram ainda que o doce contribuiu para otimizar o fluxo sanguíneo para o cérebro em cerca de 8%.


Embora os atuais padrões de beleza obriguem ao sonho de um corpo esguio e o consumo de doces seja acompanhado de inúmeros preconceitos, é possível comer chocolate sem culpas e aproveitar todos os benefícios que ele traz à saúde – Inclusive a felicidade!

Veja também: