As 6 cidades mais europeias dos Estados Unidos

Quer visitar os EUA sem se sentir totalmente fora da Europa? Comece por visitar as cidades mais europeias dos Estados Unidos.

As 6 cidades mais europeias dos Estados Unidos
Estas são algumas das cidades mais europeias dos Estados Unidos

Não é segredo que existem algumas cidades americanas inspiradas no estilo arquitetónico e no modo de vida da Europa, ou não tivesse a América moderna e as suas cidades sido moldadas pela influência europeia. Descubra quais as cidades mais europeias dos Estados Unidos.

Colombo e os seus compatriotas começaram por se inspirar nos impérios de países como Espanha, Portugal, Grã-Bretanha e França para construírem um novo mundo com base no seu velho mundo. E essas construções assim permaneceram.

Conheça as 6 cidades mais europeias dos Estados Unidos


É fácil esquecer que este enorme país foi desenvolvido com os olhos postos na Europa. Olhe mais de perto e verá que a influência europeia está refletida por todo o país.

Washington DC

Washington

Não é de estranhar que Washington DC seja uma das cidades mais europeias dos Estados Unidos, ou não tivesse esta cidade sido projetada, principalmente, por um francês, Pierre Charles L’Enfant.

A atual cidade de Washington mantém a influência de L’Enfant, que não se reflete apenas no magnífico National Hall ou nas espetaculares cúpulas e avenidas arborizadas, repletas de jardins e monumentos. Sendo uma das cidades mais europeias dos Estados Unidos, esta enche-se de trabalhadores diplomáticos europeus que trazem a sua cultura com eles.

São Francisco, Califórnia

São Francisco

São Francisco é uma absoluta mistura de culturas mundiais. O clima temperado, as palmeiras ocasionais, as colinas e as montanhas distantes e a localização costeira dão à cidade uma sensação muito mediterrânea e vagamente grega, que se justapõe de forma mágica com a arquitetura vitoriana e a cultura espanhola.

Filadélfia, Pensilvânia

Filadélfia

Na Filadélfia há mais do que apenas a história colonial britânica, sendo que se destacam: a magnífica Câmara Municipal, verdadeira obra-prima francesa do Segundo Império, o Museu de Arte da Filadélfia, que se assemelha a um templo grego e a sua grande universidade que revela uma forte presença italiana.

Montpelier, Vermont

Montpelier

A capital de Vermont consegue ser distintamente a Nova Inglaterra, surpreendentemente funky, vagamente ocidental e subtilmente europeia de uma só vez. Esta é a mais pequena capital de estado nos Estados Unidos e é quase uma pequena vila francesa, com os seus mercados de fazendeiros, lojas pitorescas, conhecimentos tradicionais da arquitetura europeia, colinas verdes, restaurantes de origem local e uma multidão literária que promove a sensação de se estar em França.

Leavenworth, Washington

Leavenworth

Leavenworth foi redesenhada na década de 1960 para se parecer uma cidade alemã. Esta cidade de Washington celebra também o Oktoberfest (festival tradicional de Munique) e tem também os seus museus de nozes. Além disto, Leavenworth goza de uma localização nas Cascades, onde se pode sentir um verdadeiro alpino.

Solvang, Califórnia

Solvang

A pequena cidade de Solvang não fica muito longe de Santa Barbara e tem influências dinamarquesas. Embora tenha sido inicialmente do domínio espanhol, a área foi dominada por dinamarqueses-americanos no final do século XX. Sendo uma colónia dinamarquesa longe do resto da América, foi lá construída uma igreja luterana.

Atualmente, a arquitetura de madeira, os moinhos de vento e os odes de Hans Christian Andersen tornam esta cidade uma pequena Dinamarca na Califórnia.

Veja também: