Circular sem seguro automóvel: o que pode correr mal

Se não tem seguro, não ande com o carro. São muito graves as consequências de circular sem seguro automóvel. Evite-as.

Circular sem seguro automóvel: o que pode correr mal
O que pode correr mal sem seguro automóvel

Quem tem automóvel sabe que tem de ter obrigatoriamente um seguro de responsabilidade civil para poder circular com o carro. Pode ainda fazer um seguro automóvel contra todos os riscos, embora este não seja obrigatório. O que importa saber é que o veículo não pode circular sem um seguro associado, podendo ter consequências graves.

Consequências de circular sem seguro automóvel

Se optar por circular na via pública com um automóvel que não tenha seguro, lembre-se sempre que a responsabilidade é sua, principalmente se causar danos a terceiros. Ao circular sem seguro automóvel, pode ter as seguintes consequências:

1. Contra-ordenação

Se for apanhado a circular sem seguro, o Código da Estrada considera que é uma contra-ordenação grave. Se circular sem o comprovativo do seguro, poderá ser punido com uma multa que varia entre os 60 e os 300 euros.

2. Ficar sem carro

É importante que saiba que a lei obriga à apreensão do veiculo quando este andar na estrada sem seguro. Se tiver o azar de bater, ainda será pior. Evite ficar sem carro.

3. Outras multas

Se por acaso tiver seguro e não colocar a vinheta de seguro no pára-brisas do carro, é possível que apanhe uma multa de 250 euros. Isto acontece mesmo que tenha pago o seu seguro a tempo e horas.

4. Prisão

Se for proprietário ou condutor do veículo sem cobertura automóvel e tiver um acidente grave do qual resultem vítimas, saiba que pode sofrer consequências graves que variam entre o âmbito criminal, pagamento de indemnizações ou mesmo prisão.

Nota: Numa situação de acidente, se algum dos intervenientes no acidente não tiver seguro, chame a polícia de imediato. Não há outra forma de resolver a situação, principalmente se o condutor que não tiver seguro for o responsável pelo sinistro.

Veja também: