10 coisas para deitar fora e começar o ano sem tralha

Não há nada como o início de um novo ano para limpar a casa e a cabeça. Estes são os itens que tem de deitar fora para começar o ano novo sem tralha.

10 coisas para deitar fora e começar o ano sem tralha
10 itens que pode deitar fora e dicas para decidir

Ditam as novas regras que casas sem tralha são mais práticas. Olhe à sua volta. Vê muitas coisas com as quais deixaria de viver sem problema nenhum? Então está na hora de pôr as mãos à obra para começar o ano novo sem tralha.


10 coisas para deitar fora este ano e dizer adeus à tralha


Revistas antigas

A não ser que seja jornalista e queira guardar o seu trabalho ou seja uma noiva ansiosa e ande a guardar ideias para o grande dia, não há na verdade grandes razões para guardar revistas durante anos. Além de serem ótimas para acumular pó, ocupam demasiado espaço em qualquer casa.
 

Alimentos fora de validade

Tome bem atenção àquela última prateleira do armário e àquela última gaveta do frigorífico. De certeza que vai encontrar alguns alimentos que já não estão próprios para consumo. Comece o ano novo sem tralha e sem perigos para a saúde e coloque-os no lixo. Se realmente fizerem falta e os usar no dia-a-dia, compre novos. Se perceber que se esqueceu deles ali porque não os usa, não volte a comprá-los.



Roupas antigas

Está a tentar emagrecer para poder voltar a usar aquelas calças? Pense bem se quer mesmo voltar a usá-las ou se não valerá mais a pena comprar umas novas quando chegar ao objetivo final… Fora esses casos mais dúbios, há imensos itens em qualquer guarda-roupa que podem muito bem ser doados.



Sacos de papel e plástico

É sempre bom guardar alguns sacos de papel e/ou plástico para serem usados quando há necessidade. O que não é bom é guardar quantidades astronómicas de sacos, que sabemos que nunca vamos usar. Deitar fora alguns de tamanhos repetidos é uma boa forma de começar o ano novo sem tralha.



Itens partidos à espera de conserto

Vamos ser sinceros: se se partiram há algum tempo e ainda não correu para um qualquer salvador para os arranjar, é porque não fazem assim tanta falta.



DVDs antigos

A não ser que seja o seu filme ou série preferidos, se perceber que nunca mais vai assistir ao conteúdo do monte de DVDs que tem em casa, dê-os a alguém. As bibliotecas municipais ou até de algumas escolas agradeceriam a oferta e a sua casa também. Veja também outras ideias para reutilizar DVDs antigos



Menus de restaurantes

Há muito que todos os menus de restaurantes estão disponíveis na Internet. Não se engane a si próprio porque no dia em que lhe apetecer encomendar comida já feita provavelmente não lhe vai apetecer levantar do sofá para ir à gaveta ou à porta do frigorífico ver o menu. Comece o ano novo sem tralha e sem papéis dispensáveis em casa.



Medicamentos fora do prazo

Mais do que uma tralha dispensável em casa, os medicamentos fora do prazo podem ser um grave perigo para a saúde. Coloque-os num saco e leve-os até à farmácia mais próxima.



Telemóveis antigos

A não ser que tenha em casa um exemplar mais do que apto para substituir o seu telemóvel no caso de avaria, coloque todos os telemóveis antigos fora. A probabilidade de já nem existirem pessoas capazes de arranjar telemóveis antigos é grande e é uma forma fácil de arrumar a casa e começar o ano novo sem tralha.



Pequenos eletrodomésticos que não usa

Olhe para os pequenos eletrodomésticos que tem em casa e pense: preciso mesmo de uma máquina de fazer fondue? De acordo com a resposta e com a frequência com que usa cada um deles, dê alguns a amigos ou vizinhos.
 

Quando for difícil livrar-se da tralha, pergunte a si mesmo:

  • Usei este artigo alguma vez este ano?
  • Está partido? Se sim, tem arranjo? Se sim, vou mesmo arranjá-lo?
  • Vou precisar deste item num futuro próximo?
  • Seria caro ou difícil arranjar outro item igual a este?
  • Tem valor sentimental?
  • Preciso deste item (quer para a minha vida quotidiana, quer para propósitos legais)?
  • Se tivesse de mudar de casa e tivesse pouco espaço, levaria isto comigo?
  • Alguém que eu conheço apreciaria este item mais do que eu?

Uma resposta positiva a alguma destas questões pode justificar manter um item. Na verdade, só vai saber o que pode ou não eliminar de sua casa pensando em cada um deles individualmente. 

Veja também: