5 coisas que não deve dizer no Porto

Há expressões que irritam qualquer português e depois há coisas que não deve dizer no Porto. De todo.

5 coisas que não deve dizer no Porto
Vá preparado para a reação…

Que os habitantes do Porto são expansivos já toda a gente sabia… mas sabe o que é que não deve dizer no Porto sob pena de ouvir o que não quer? Nós damos umas dicas.

Saiba o que não deve dizer no Porto

porto 2

“Vocês falam praticamente espanhol, certo?”

Não, não somos território espanhol e o nosso título europeu já devia ter clarificado toda essa questão. Ainda assim, há quem ainda assuma que se fala uma espécie de espanhol em Portugal. Assumir que no Porto se fala Espanhol seria o mesmo que assumir que no Norte de Itália se fala francês. Seja como for, esta é uma das expressões que não deve dizer no Porto.

“Preferia morar em Lisboa?”

A (esmagadora) maioria dos portuenses não trocaria o Porto por Lisboa. Pela comida, pelo clube, pelas tradições… Há muitas razões, portanto.

francesinha

“Ouvi dizer que o prato mais tradicional do Porto é a Francesinha”

É verdade que a Francesinha é um prato icónico da cidade. Mas também é verdade que não é o prato mais tradicional. Nesse campeonato ganhariam as Tripas à Moda do Porto. Por isso mesmo, não deve dizer no Porto que a Francesinha é a rainha da gastronomia. Coma uma, duas, três se for preciso, mas não deixe de experimentar os outros pratos igualmente típicos.

“Obrigado, mas estou a fazer dieta”

Ora, se está numa dieta rigorosa, uma visita ao Norte talvez não seja a melhor ideia. A comida é boa e, acima de tudo, é bem servida. Não deve dizer isto no Porto, portanto.

“Dizer asneiras é feio”

No Porto, asneiras não existem. Pelo contrário, elas fazem parte do vocabulário normal e nem são mal vistas. Não significam que uma pessoa é mal educada. Simplesmente significam que uma pessoa se sente à vontade e não tem necessidade de esconder o que realmente quer dizer. Além disso, uma asneira bem dita na altura certa faz milagres. À alma e aos nervos.

Veja também: