6 coisas que não deve fazer durante uma viagem de avião

Qualquer viajante tem de ter o máximo de consideração pelos outros passageiros. Descubra aqui 6 coisas que não pode mesmo fazer numa viagem de avião.

6 coisas que não deve fazer durante uma viagem de avião
Educação, higiene e alguma intuição. Eis o segredo de um bom viajante.

Qualquer viajante sabe que nunca é demais recordar os comportamentos que não se deve ter durante uma viagem de avião. Isto porque, apesar de até os contratos das companhias aérea proibirem os passageiros de fazer algo que coloque em perigo a segurança ou conforto dos restantes, são muitas as pessoas que parecem esquecer-se das normas básicas da educação, convivência e até higiene. 

Para que todos tenhamos consciência do que podemos e devemos ou não fazer quando viajamos com outras pessoas, decidimos levar a cabo um breve apanhado de comportamentos altamente reprováveis, que devem ser evitados a todo o custo. Assim, seja para fazer um mea culpa, para enviar a alguns conhecidos ou apenas para se rir um pouco, eis 6 coisas que nunca deve fazer durante uma viagem de avião.

 

6 comportamentos a evitar durante uma viagem de avião 

 

O avião é de todos

1. Sim, a cadeira é reclinável... mas não abuse, por favor

Esta dica tem mesmo a ver unicamente com a boa educação e a consideração pelas outras pessoas. Sim, é verdade que a cadeira é reclinável e, sim, é verdade que tem o direito de usar e abusar desse mesmo ângulo de reclinação. No entanto, lembre-se que tem uma pessoa sentada atrás de si, e aquela coisa dura que sente a bater nas suas costas são os joelhos dela!

Sugestão: obviamente, deve ter particular atenção a este ponto na altura das refeições, uma vez que é impossível comer numa viagem de avião se o passageiro da frente tiver a cadeira praticamente no nosso colo.
 

2. Os compartimentos de bagagem não são o seu armário em casa

O espaço que os aviões disponibilizam para guardarmos a nossa bagagem de mão nunca sobra. Assim, tente colaborar, primeiro reduzindo o volume da mesma e depois evitando ocupar cada pedacinho de espaço livre, só porque chegou primeiro. Atenção: se alguém lhe pedir para mexer nos seus pertences, de forma a conseguir arrumar os dele, deixe - a não ser que prefira levantar-se e fazê-lo você.

Sugestão: se tiver um trolley, tente arrumá-lo voltando as rodas para dentro e nunca de lado; quanto aos casacos, nem pense em colocá-los deitados a toda a extensão do compartimento, sob o risco de alguém com menos paciência colocar a sua bagagem em cima deles.
 
 

O corpo é seu, mas...

3. Os pés são para manter dentro dos sapatos... ou pelo menos, das meias!

Nem deveria ser preciso dizer que os outros passageiros dispensam ver ou, pior, cheirar os seus pés. Nós até compreendemos que, sobretudo em viagens de avião longas, exista a tendência de as pessoas se porem confortáveis, mas recorde-se que já é suficientemente stressante viajar tão próximo de outras pessoas, sem ter de ver partes do seu corpo nuas.

Sugestão: até pode tirar os sapatos, para aliviar a pressão, mas nunca retire as meias. Se, por acaso, sentir algum tipo de odor, volte a colocar os sapatos imediatamente!
 

4. Água e sabão... eis a fórmula mágica

Mais uma que deveria ser óbvia, mas nem sempre é... Assim, e dado que nem toda a gente é adepta dos banhos diários, fica a recomendação: sempre que for viajar – ou conviver! – com outras pessoas, por favor tenha especial cuidado com a sua higiene pessoal. Além de que ninguém gosta de ser obrigado a suportar os odores das outras pessoas, por muito “especiais” que sejam, este pode mesmo ser motivo de expulsão de um voo.

Sugestão: a acrescer ao banho obrigatório antes de ir para o aeroporto, leve sempre umas toalhitas higiénicas na sua bagagem de mão. Assim, poderá refrescar-se sempre que tal seja necessário.
 
 

Cuidado com o que faz

5. Um avião não é o pub ao lado de casa

Esta é outra das atitudes que podem pô-lo fora de um voo, uma vez que qualquer companhia aérea pode recusar-se a transportar um passageiro que esteja ou aparente estar embriagado. Na nossa opinião, nada faz mais sentido: afinal, se uma pessoa bêbada pode ser irritante e até perigosa em situações do dia a dia, imagine-se dentro de um avião, fechada com uma enorme quantidade de outros seres humanos que não conhece, e impossibilitada de sair durante um espaço de tempo específico... É a receita certa para a desgraça!

Sugestão: se tem necessidade absoluta de uma bebida antes ou durante o voo, por favor beba isso mesmo: uma bebida. E só.
 

6. Atenção às conversas!

Por norma, as pessoas são seres sociais, que gostam de conversar umas com as outras. Nada contra. No entanto, há que ter algum cuidado, não só com o conteúdo, mas também com o tom das conversas. Afinal, os outros passageiros não têm qualquer necessidade de ouvir ou serem perturbados pelas mesmas. Se tiver dúvidas, procure sinais de irritação: muitos movimentos bruscos, abrir e fechar de revistas ou jornais, desviar o olhar... para bom entendedor...

Sugestão: evite também quaisquer piadas idiotas, como “Tenho uma bomba!”... Além de a graça ser muito questionável, vai assustar as outras pessoas e levá-lo diretamente para uma sala de interrogatório das autoridades competentes.


Como já deve ter calculado, esta é apenas uma pequena amostra das coisas que deve evitar fazer durante uma viagem de avião. Servirá para dar o tom, mas o resto terá mesmo de ser feito por si: deixe a sua consciência guiá-lo, procurando ser sempre o mais simpático e educado possível para toda a gente. Se for você o perturbado com determinado comportamento, já sabe... muita, muita paciência e... boa viagem!


Veja também: