Publicidade:

5 coisas que não devia fazer com o seu smartphone

É importante saber que erros comete ao utilizar o smartphone - como deixá-lo a carregar toda a noite ou ignorar atualizações - para poder evitá-los.

5 coisas que não devia fazer com o seu smartphone
Há muitas coisas que faz ao smartphone e não devia

O smartphone é, talvez, o gadget mais importante da nossa vida, por isso, é importante saber cuidar dele. Sendo um dispositivo de utilização diária para vários tipos de tarefas, torna-se ainda mais fundamental que a sua manutenção seja bem feita. Descubra 5 coisas que não devia fazer com o smartphone (sendo que a maioria faz ou já fez).

5 coisas que faz com o smartphone e não devia


1. Ter o telemóvel sem código de bloqueio

O smartphone é um dispositivo onde estão guardados muitos dados pessoais e profissionais. Por isso, é importante manter este dispositivo seguro.

O primeiro passo para tal é colocar um código (ou padrão) de bloqueio. É a primeira barreira de proteção em casa de roubo e é uma medida que se toma sem fazer muito esforço.

nao fazer com smartphone

2. Ignorar atualizações de apps e sistema

Falhas de segurança, bateria fraca, sobreaquecimento e erros de ligação são problemas que estão frequentemente associados ao facto de o utilizador ignorar atualizações de apps e/ou sistema operativo.

Para que o software e as apps estejam no seu máximo de eficácia em termos de performance e segurança, deve sempre fazer atualizações quando o seu dispositivo as solicita.

3. Não fazer backups

É importante que todos os seus dados estejam seguros na cloud. Existem imensas aplicações para ajudar a fazer backups dos ficheiros que tem no smartphone, por isso, não há desculpa para este descuido.

Certifique-se de que faz backups regulares de toda a informação que guarda no telemóvel. Isto é útil não só para quando muda de gadget, como também por motivos preventivos (perda, roubo, avaria, etc.).

4. Deixar o smartphone a carregar durante toda a noite

A maioria dos utilizadores deixa o telemóvel a carregar durante a noite para se certificar de que sai de casa com a bateria carregada ao máximo. Isso é nocivo para o equipamento, uma vez que causa problemas de aquecimento e pode deixar a bateria viciada.

Uma dica para esta situação é deixar o telemóvel em modo de voo enquanto carrega (deste modo, poupa-se energia durante o carregamento e evita-se o aquecimento).

carregar telemovel

5. Não proteger fisicamente o dispositivo

Os smartphones são bastante diferentes dos telemóveis tradicionais e um dos fatores que melhor os distingue é a sua resistência contra quedas, salpicos, choques, riscos, etc.

Se antigamente o gadget caía ao chão e nada acontecia, agora é diferente. Quando deixa cair o smartphone, é muito provável que parta o ecrã (uma vez que este é feito de vidro) e isto resulta num grande prejuízo.

Mas porque acidentes acontecem até aos utilizadores mais prudentes, o melhor é apostar na prevenção. Existem imensas capas (a vários preços e de diversas formas) que protegem bem o dispositivo.

Mas se não quiser ter uma capa, pelo menos deve mesmo ter uma película que proteja o ecrã. É uma forma económica e prática de proteger o equipamento contra alguns perigos do quotidiano (quedas, transporte do equipamento nos bolsos juntamente com moedas e chaves que riscam o ecrã, etc.).

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.