10 coisas que não sabia sobre Paris

Por muitos filmes que tenhamos visto sobre Paris ou por muitas vezes que lá tenhamos ido, há sempre detalhes que escapam. Descubra estas curiosidades.

10 coisas que não sabia sobre Paris
Paris: tantas atrações como segredos

Na capital francesa o pão é delicioso, as atrações são famosas, os museus são de ficar de boca aberta e as pontes são do mais romântico que há. Isto para si não era novidade, certo? Mas estamos seguros de que há coisas que não sabia sobre Paris e por isso reunimos esta lista de factos curiosos. Ora veja.

10 factos curiosos sobre a capital gaulesa

Paraíso escondido

la campagne a parisFonte da imagem: Paris Tourist Office

Sabia que há uma aldeia pitoresca no centro de Paris, que muitos parisienses desconhecem? Dá pelo apropriado nome de La Campagne à Paris (“o campo em Paris”) e é um pequeno bairro composto por cerca de cem casas tradicionais, adornadas de bonitas trepadeiras e sebes, que na primavera se enchem de glicínias. Está no 20º Arrondissement, a poucos minutos a pé da estação de metro Porte de Bagnolet.

O maior relógio do mundo

Quase que apostamos que esta era outra das coisas que não sabia sobre Paris: que o maior relógio do mundo é um relógio de sol e está na Praça da Concórdia. No pavimento da praça podem ver-se os numerais em romano, sendo o ponteiro do relógio a ponta do Obelisco de Luxor, de 23 metros de altura. O obelisco tem mais de três mil anos e veio do Templo de Luxor, no Egito.

Chama da Estátua da Liberdade

memorial princesa diana parisFonte da imagem: VideoBlocks

Provavelmente sabia que a Estátua da Liberdade foi oferecida aos americanos pelos franceses, mas o que talvez desconhecesse é que o escultor francês responsável pela obra fez vários ensaios, de dimensões mais reduzidas, que se encontram espalhados por Paris. Existe ainda uma réplica, de tamanho real, da chama da estátua, oferecida à cidade pelo jornal International Herald Tribune. Hoje funciona como memorial à Princesa Diana, uma vez que está sob o túnel onde Lady Di sofreu o acidente fatal.

Casas medievais

São poucos os vestígios medievais de Paris, no entanto, se visitar o bairro de Marais, no 4º Arrondissement, não deixe de passar na rua François Miron e observar as duas casas que se destacam das demais, com as suas traves de madeira na fachada. Datam do século XV.

Margens de costas voltadas

margens rio sena parisFonte da imagem: Paris for Travelers

O rio Sena, cujas margens são consideradas Património Mundial da Humanidade pela Unesco, contribui em larga medida para o charme de Paris. Mas nem tudo é romântico: existe um forte bairrismo entre os habitantes de ambas as margens e a sua convivência nem sempre é amistosa. Muitos dos habitantes de uma margem passam praticamente uma vida sem se deslocar à outra.

A cidade mais visitada do mundo

Paris é a cidade que recebe mais turistas e visitantes. Dos cerca de 80 milhões de pessoas que entram em França todos os anos, por motivos turísticos, 25 milhões visitam Paris. Consequentemente, os seus museus e monumentos, como o Museu do Louvre e a Torre Eifel, são os campeões, logo a seguir à… Disneylândia Paris.

Cemitério como atração

cemiterio parisFonte da imagem: TravelFeatured

O que têm em comum o escritor Marcel Proust, o cantor Jim Morrison, a atriz Sarah Bernhardt ou o pintor Modigliani? Estão todos sepultados no mesmo cemitério, talvez o mais visitado cemitério do mundo: o Père Lachaise, em Paris. Inaugurado em 1803, encontra-se no 20º Arrondissement e é o maior cemitério da cidade, com 44 hectares. Curiosidade: só pode ser enterrado aqui quem tenha vivido ou morrido na cidade, e de acordo com uma longa lista de espera.

Cenário cinematográfico

Todos os dias há filmagens nas ruas de Paris. Calcula-se que, em média, haja dez sessões de filmagens para filmes ou anúncios de TV por dia. Se as produtoras quiserem filmar nos jardins, em museus ou piscinas, têm de pagar uma taxa à cidade, nos outros locais é gratuito. “O fabuloso destino de Amélie Poulain”, “Meia-noite em Paris”, “Antes do anoitecer” e o “Código Da Vinci”, são apenas alguns filmes conhecidos rodados nesta cidade fotogénica.

A ponte mais antiga

pont neuf parisFonte da imagem: Lotus Reads

Qual a ponte mais antiga de Paris? Pelo nome, não é fácil: é a Pont Neuf, que em português significa “ponte nova”. Confuso? A ponte data do século XVI e o seu nome pretendia diferenciá-la das pontes entre casas e edifícios medievais, que existiam em ambas as margens, acabando por se manter, mesmo depois de outras pontes serem construídas. Recentemente, após os cadeados dos casais apaixonados terem sido proibidos na Pont des Arts, que sofreu danos devido ao peso excessivo daqueles, a Pont Neuf tem sido a preferida pelos pares de namorados para o famoso gesto romântico de prender o cadeado à ponte e atirar a chave ao rio.

Palavras traiçoeiras

E para terminar esta lista de coisas que não sabia sobre Paris, deixamos uma curiosidade tão insólita como verdadeira: o sistema ferroviário da região de Paris esteve para ser chamado “Métro Express Régional Défense-Étoile”. No entanto, como as suas iniciais – M.E.R.D.E – formavam uma palavra de gosto duvidoso, em francês e não só, tiveram de mudar rapidamente a designação, que passou a ser “Réseau Express Régional”.

A pensar marcar viagem para Paris? Descubra os melhores hotéis ao melhor preço >>

Veja também: