Colesterol: reduza os seus níveis em poucos dias, naturalmente

Alguns truques na sua dieta e a introdução de novos alimentos podem fazer a diferença na sua saúde e poupá-lo à ameaça de doenças cardiovasculares!

Colesterol: reduza os seus níveis em poucos dias, naturalmente
Reduzir os níveis de colesterol está ao seu alcance!

O colesterol é uma espécie de vilão na nossa saúde! Quando está em excesso, não pesa, não dói, nem atrapalha o dia-a- dia! Mas pode fazer notar-se súbita ou gradualmente em doenças cardiovasculares pela sua acumulação nas artérias, obstruindo as mesmas e dificultando a passagem do sangue.

Angina de peito, enfarte do miocárdio, AVC (acidente vascular cerebral), são perigos que derivam essencialmente de elevado LDL (Low Density Lipoproteíns), ou mau colesterol, enquanto que o HDL (High Density Lipoproteins) funciona como a fração protetora, ou bom colesterol.

Portanto, quanto mais alto for o valor do colesterol total e a fração LDL pior, e quanto mais elevado for o HDL, melhor. O valor de referência é 190 mg/dl, numa pessoa saudável e sem patologia cardiovascular prévia. Acima deste valor, estamos perante um fator de risco que deve ser tratado e controlado com mudanças de estilo de vida e hábitos mais saudáveis, mesmo quando há tendência genética, para que o colesterol suba menos.

Outros fatores de risco como excesso de peso, tabagismo, sedentarismo, sexo, idade e diabetes associados ao colesterol alto piora o quadro de saúde.

Todos nós devemos saber o valor do colesterol no sangue para podermos agir a tempo de reverter. Os fármacos disponíveis para reduzir o colesterol, as estatinas, são bastante eficazes para o efeito, no entanto, não deixam de acarretar riscos para a saúde a nível hepático, biliar, sistema digestivo, músculos, pele, sistema nervoso, etc.

A principal arma para combater e prevenir o colesterol alto é a alimentação correta e equilibrada.

Os alimentos e plantas que reduzem o colesterol

Alho

alhoTem uma ampla ação medicinal, mas o destaque vai para sua capacidade de proteger as artérias, diminuindo a agregação de placas de ateroma, baixando o colesterol LDL. Não existe limite máximo do seu consumo, pelo que se recomenda a ingestão de vários dentes de alho por dia.

Brócolos

broculosDevem ser cozinhados a vapor, conservando as suas propriedades terapêuticas, das quais se destacam a inibição da oxidação do colesterol LDL, diminuindo a inflamação das paredes das artérias. O seu consumo deve ser diário.

Abacate

abacateTem uma potente ação redutora do colesterol. Deve ser ingerido cerca de meio abacate por dia em jejum. Para potenciar o seu efeito terapêutico deve ser regado com sumo de limão e marinar uma noite.

Alcachofra

alcachofraReduz a formação de placas de ateroma e a absorção de gorduras, ajudando a baixar o colesterol. Facilitadora de digestões difíceis pode ser consumida em chá diariamente ou ingeridos os corações de alcachofra nas saladas.

Linhaça

linhacaAção anti-inflamatória, reduz a aterosclerose e diminui o colesterol. Deve ser consumida uma ou duas colheres de sopa por dia em sementes inteiras.

Berinjela

berinjelaColocar os pedaços cortados em água durante a noite, coar e beber a água durante o dia.

Gugul

gugulÉ uma resina purificada, tem sido um dos suplementos mais utilizados para baixar o colesterol. Previne a formação das placas de aterosclerose e promove a regressão das já existentes.

Cana-de-açúcar

cana se acucarUm dos principais alimentos no combate ao colesterol, reduzindo o colesterol total e o LDL, aumentando o HDL. Não existe a infusão, podendo ser consumido sob a forma suplemento alimentar.

Arroz vermelho fermentado

arroz vermelhoInibe a formação de células adiposas e protetor das paredes das artérias, sendo por isso, um dos eleitos melhor alimento no combate ao colesterol sob a forma de suplemento alimentar.

Outros alimentos e plantas para combater o colesterol

O gugul, a cana-de-açúcar e o arroz vermelho fermentado podem ser tomados em suplementos isoladamente ou em conjugação num mesmo suplemento, podendo ser adquiridos em ervanárias ou farmácias.

No seu dia-a-dia elimine os fritos, opte pelo azeite e margarina em vez de óleo e manteiga. Substitua o pão branco pelo integral, evite os queijos e os iogurtes ou prefira os magros, beba leite de vaca magro ou experimente leite de soja. Troque as carnes vermelhas por carnes brancas sem pele ou pelo seitan e tofu. Consuma peixes rico em ómega 3 como o salmão, cava e a sardinha. Aumente o consumo de vegetais e fruta.

Pratique exercício, o que preferir. As caminhadas são sempre uma excelente opção.

Assuma-se como principal responsável pela sua saúde! Não se vai arrepender! Viva melhor.

Veja também:

Ana Luisa Santo Ana Luisa Santo

Enfermeira especializada em acupuntura e medicina tradicional chinesa. É uma apaixonada pela saúde natural e terapias alternativas, explorando ativamente formas seguras de cuidar a saúde e o bem-estar. Trabalhou no Serviço de Cuidados Intensivos do Hospital Geral Santo António, Porto. Atualmente trabalha na consulta de acupuntura do Hospital da Lapa. Docente no Instituto Jean Piaget. Enfermeira voluntária na AMI.