7 medidas para combater o desperdício alimentar

Não precisa de luvas de boxe para combater o desperdício alimentar, apenas precisa de adotar medidas simples, que também o vão ajudar a poupar dinheiro.

7 medidas para combater o desperdício alimentar
Não deixe o desperdício vencer.

O desperdício de comida é um assunto muito sério, e enquanto existem pessoas que não têm o que comer, existem pessoas que inadvertidamente desperdiçam comida à qual têm acesso. Combater o desperdício alimentar é essencial não só para evitarmos o desperdício de dinheiro gasto em comida, mas também o desperdício de um recurso tão importante como este.
 

 7 medidas fáceis para combater o desperdício

 

1. Planeie as suas refeições

Um modo de combater o desperdício alimentar baseia-se no planeamento das suas refeições. Ao ter as suas refeições planeadas vai poder gerir melhor os ingredientes que tem em casa, podendo assim evitar que algum se estrague.

Se possível, aprenda também algumas receitas novas que englobem os ingredientes que usa regularmente, para poder ter mais combinações disponíveis, e para não incomodar o resto da família sempre com o mesmo prato.

 

2. Faça uma lista de compras

Antes de ir ao supermercado, elabore uma lista de compras com alimentos essenciais, e siga-a à risca. Assim não compra aquilo de que não precisa o que ajuda a evitar gastos desnecessários, e eventuais desperdícios de comida.  Nada de ceder à tentação.

Uma lista de compras ajuda-o também a fazer um orçamento adequado.

 

3. Aproveite sempre o máximo possível dos alimentos

É possível aproveitar quase tudo nos alimentos que utilizamos para cozinhar, mas muitas vezes não o fazemos. Com alguma criatividade, a casca de uma laranja pode ser transformada num doce apetitoso, e as claras de ovo que sobram depois de fazer gemada podem ser transformadas numa deliciosa omelete. 

Assim, está a combater o desperdício e pode ir aprendendo novas receitas para saber aproveitar tudo. Nem o caule do aipo deve ir para o lixo.

 

4. Consumir produtos fora da data preferencial

Sabe a diferença entre “consumir até” e “consumir de preferência antes de”? Pois é. Pode estar a deitar muito dinheiro fora quando elimina de sua casa os segundos produtos. Isto porque a data de consumo preferencial é indicativa de qualidade máxima, ou seja, não quer dizer que o produto esteja estragado após essa data. Em plataformas como a GoodAfter encontra produtos seguros mas que podem ser vendidos a preços substancialmente inferiores.

 

5. Conserve os alimentos adequadamente

De modo a evitar ter de lidar com comida estragada, é importante conversar bem com os alimentos. Regra geral, deve conservar os alimentos do mesmo modo que os encontra no supermercado, respeitando sempre a validade dos mesmos. Caso saiba que não consegue consumir algo antes deste prazo, congele e aproveite para mais tarde os consumir. Pode também oferecer ao seu vizinho ou a alguém a quem deva alguma coisa.

 

6. Não deixe nada estragar-se

Pão duro pode ser transformado em pudim, e fruta madura pode -ser combinada num batido para ser consumida rapidamente. Com alguma criatividade, todos os alimentos que ainda não estejam podres podem ser aproveitados, e ao evitar que se estraguem está a combater o desperdício, a poupar dinheiro, e a adiar uma ida ao supermercado.

 

7. Aproveite a água da cozedura

Sempre que coze peixe, legumes, ou carne está a dar sabor à água, fazendo assim um caldo. Pode depois vir a utilizar este caldo para fazer sopas ou molhos, e assim evita comprar caldos no supermercado, e reduz o desperdício de água – esta é preciosa e também custa dinheiro.

Veja também: