Como comemorar o Dia da Mulher

O Dia da Mulher nasceu para não esquecer que as mulheres têm direitos. Surge da luta de mulheres operárias no início do século passado e ainda hoje faz sentido.

Como comemorar o Dia da Mulher
O Dia da Mulher é mais do que oferecer rosas.

O Dia da Mulher assinala-se, todos os anos, no dia 8 de março. Em 1910, na segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas, em Copenhaga, Clara Zetkin sugeriu que fosse consagrado o dia 8 de março como o Dia Internacional da Mulher.

Clara apenas pretendia que fosse seguido o exemplo das mulheres americanas que, em 1908, em Chicago, organizaram o primeiro Dia da Mulher onde 1500 mulheres reivindicaram igualdade política, económica e social. A partir daí, em 1909, as mulheres socialistas americanas passaram a organizar o Dia da Mulher e a data foi ganhando cada vez mais adeptas.

Ao longo dos anos, o movimento das mulheres, foi crescendo pela Europa, com destaque na Alemanha, na Suécia e na Rússia. A data foi coincidindo com ações de greve, encontros e boicotes até que, segundo a investigação de Renée Coté, nesta data em 1917, acaba por dar origem à Revolução Russa. Eram cerca de nove mil grevistas nas ruas, a maioria mulheres.

Em 1921, na Conferência Internacional das Mulheres Comunistas, uma búlgara propõe a data de 8 de março como Dia Internacional de Mulher. A partir de 1922, este dia é celebrado oficialmente a 8 de março. Apenas foi decretado em 1975, pelas Nações Unidas. E só em 1979 foi aprovada pela Convenção das Nações Unidas, a eliminação de todas as formas de discriminação contra as mulheres.

Por tudo isto, não faltam razões para comemorar este dia. Se lhe faltam ideias, vejas as nossas.


5 Sugestões para comemorar o Dia da Mulher


1. Celebre as mulheres da sua vida reunindo-as num almoço. A sua mãe, avó, tias, primas, irmãs, sogra, cunhadas mas também as suas amigas, aquela professora que a inspirou ou aquela mulher que está a fazer a diferença na sua terra. Porque não fazer disto uma acontecimento aberto à comunidade?

2. Aproveite o próximo Dia da Mulher para estar mais atenta às mulheres que a rodeiam. Pode formar um grupo de apoio aos sem-abrigo da sua cidade, tornar-se voluntária em associações como a APAV, a Ajuda de Berço ou a Corações com Coroa.

3. Inicie uma campanha para angariar roupa, calçado, produtos de higiene, livros e dinheiro para apoiar meninas em risco. Dentro e fora do país há meninas que querem estudar e não podem. Apoiar uma menina, é apoiar todas as mulheres.

TOME NOTA:
Se quer receber mais notícias gratuitas como esta, basta registar-se no E-Konomista. Toda a informação sobre lazer actualizada ao minuto.
4. Reserve o Dia da Mulher para visitar mulheres e meninas institucionalizadas, seja em lares da terceira idade, orfanatos, reformatórios ou hospitais. Leve um livro, a sua experiência e o seu carinho.

5. Este também pode ser um dia de massagens, cabeleireiro e mimos. Se é o que precisa depois de um ano inteiro a dar-se aos outros, faça-o. Mas não vá sozinha. Ofereça esse mimo a outra mulher ou menina que precisa tanto a mais desse cuidado.


Veja também: