Como congelar alimentos

Congelar alimentos é uma prática comum na maioria das casas, mas será que o faz da forma correta? Saiba como coneglar corretamente.

Como congelar alimentos
A forma como congela vai mudar drasticamente!

Congelar alimentos, sejam frescos ou sobras de comida, é muito frequente na maioria das casas e ainda bem. Não só preserva as características dos alimentos quando ainda estão frescos, como pode poupar muito dinheiro. Mas será que está a congelar os alimentos da forma certa? 
 

4 Regras essenciais para congelar alimentos

 
 

1. Temperatura antes da congelação

Para começar, o congelador deve estar regulado nos 18 graus negativos. Depois, nunca coloque alimentos quentes ou à temperatura ambiente no congelador. Antes de os congelar, coloque-os dentro de uma caixa ou saco de congelação e leve-os ao frigorífico antes de os colocar no congelador.Lembre-se que os alimentos dilatam com a congelação, por isso, nunca encha os recipientes até cima.
 

2. Proteja a comida

É fundamental proteger a comida antes de congelar os alimentos mas as embalagens que usa podem não ser suficientes para os proteger de queimaduras pelo frio, especialmente quando se trata de grandes pedaços de carne. Comece por enrolar a carne em papel vegetal e, depois, isole com película aderente.

Para os restantes alimentos, use sacos com fecho. Depois de colocar os alimentos no interior, feche o saco mas deixe uma pequena abertura para que possa retirar todo o ar e só depois feche o saco. Isto reduz a quantidade de ar em contacto com os alimentos, impedindo queimaduras, preservando-a por mais tempo e em melhores condições. Usando sacos, poupa imensa espaço já que os pode guardar na horizontal e na vertical.
 

3. Identifique os sacos

Coloque etiquetas em todas as embalagens com a indicação do conteúdo e a data da congelação. Com certeza já lhe aconteceu ter algo no congelador que não é capaz de identificar, certo? Além disto, os alimentos congelados também têm prazo de validade, a saber:
  • Carne de caça: 6 meses 
  • Carne de frango: 10 meses
  • Carne de vaca: 12 meses
  • Carne de borrego: 8 meses
  • Carne de porco: 6 meses
  • Carne picada 2 meses
  • Enchidos: 2 meses
  • Hortaliças: 12 meses
  • Peixes azuis: 3 meses
  • Peixes brancos: 6 meses
  • Salgados: 6 meses
  • Manteiga: 6 meses
  • Marisco: 3 meses
  • Natas: 3 meses
  • Pão e bolos: 3 meses
  • Pratos cozinhados: 3 meses
  • Queijos de pasta mole: 8 meses
 

4. Como organizar 

No congelador, como no frigorífico, coloque os alimentos crus na parte inferior e os alimentos cozinhados, caixas de gelado e cubos de gelo na primeira prateleira. Quando congelados, os alimentos não escorrem, mas enquanto estão em processo de congelação sim.


 

6 Dicas para congelar alimentos como um mestre

 

1. Tenha refeições prontas

Se tem carne picada que vai congelar, porque não transformá-la em almôndegas, trouxas, empadas, pequenas quiches de carne ou rissois? Leve a congelar e já tem uma refeição pronta para aqueles dias em que não tem tempo.

 

2. Congele os líquidos em sacos 

Fez molho de bolonhesa, francesinha, caril ou caldo de carne e sobrou? Não deite fora! Coloque o líquido num saco plástico (sim, num saco pástico), feche e com cuidado coloque no congelador. Quando precisar, vai ver que é muito mais fácil descongelar um pedaço de molho espalmado do que se o tivesse congelado numa caixa que resulta em forma paralelepípedo - além do que poupa espaço!

 

3. Guarde todos os pedacinhos de queijo

Ralou queijo e sobrou-lhe aquele canto final? Não gastou o pacote todo de queijo ralado? Tem fatias à solta no frigorífico? Vai deitar fora? Nem pensar! Guarde todos os pequenos pedaços de queijo numa caixa de congelação e, quando fizer lasanhas ou qualquer outro gratinado, use essas sobras e vai poupar muito dinheiro (o queijo ralado não é nada barato!).

 

4. Congele em doses individuais

De vez em quando, é boa ideia fazer alguma comida a mais para congelar e usar nos dias em que não tem tempo ou vontade de cozinhar. Tenha o cuidado de congelar em doses individuais porque descongela e cozinha mais rápida, além do que, pode não precisar de tudo de uma vez. Use sempre a técnica do saco de que falamos acima.

 

5. Atenção às frutas e legumes 

As frutas devem ser sempre lavadas e os caroços retirados antes de congelar e servem para usar em sobremesas e sumos. No caso das legumes, há mais cuidados a ter sendo necessário branquear os alimentos para conservar cor, sabor e textura. 

Primeiro, deve retirar qualquer parte estragada, depois, os legumes são escaldados em 2,5l de água  a ferver, em porções de 300 g de cada vez, num determinado período de tempo. Cada água só serve pode ser usada 8 vezes para cada legume, se trocar de legume, tem que trocar de água. De seguida, os legumes são imediatamente passados por água fria corrente e mergulhados em água gelada, no mesmo espaço de tempo em que foram escaldados. 
 
TABELA DE BRANQUEAMENTO DE LEGUMES  
Aipo escaldar 4 minutos
Abóbora escaldar 3 minutos
Acelga (folhas ou talos) escaldar 2 minutos
Alcachofra escaldar 8 minutos em água com limão
Alho francês escaldar 4 minutos
Beterraba (inteira) escaldar 8 minutos
Beringela escaldar 4 minutos
Brócolos demolhar 30 minutos
escaldar 8 minutos em água com sal
Cenoura (inteira) escaldar 5 minutos
Cenoura (rodelas) escaldar 3 minutos
Chuchu escaldar 2 minutos
Couve escaldar 2 minutos
Couve-flor escaldar 3 minutos
Ervilha fresca (grãos) escaldar 2 minutos
Ervilha fresca (vagem) escaldar 3 minutos
Espargos escaldar 4 minutos
Espinafre escaldar 2 minutos
Favas (grãos) escaldar 4 minutos
Nabo escaldar 5 minutos
 

6. Cuidado!

Antes de cozinhar qualquer coisa que tirou do congelador, certifique-se que descongelou completamente. Nunca cozinhe algo que ainda está congelado e coloque sempre os alimentos no frigorífico para descongelar. Ah! E se descongelou, não volte a congelar, a não ser que cozinhe primeiro.
 
Veja também: