AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Como desligar do trabalho?

Há várias razões pelas quais deve ser capaz de desligar do trabalho e essa capacidade pode até influenciar o seu desempenho. Conheça algumas dicas que o vão ajudar.

Como desligar do trabalho?
Durante o tempo de trabalho, trabalhe; fora dele, desligue.

Consegue desligar do trabalho quando não está no trabalho? A pergunta pode parecer estranha, mas são muitos os profissionais que mesmo estando fora do local de trabalho – já no final do dia, em férias ou no fim de semana – têm muita dificuldade em aproveitar esse tempo livre. E se, à partida, lhe pode parecer normal que isso aconteça, saiba que levar o trabalho consigo para casa interfere com o equilíbrio entre a vida privada e pessoal e pode mesmo afetar o seu desempenho.

 

3 Dicas para desligar do trabalho

Se quer encontrar culpados para o facto de não conseguir desligar do trabalho, pode começar pelos equipamentos tecnológicos. Smartphones, computadores portáteis, tablets são gadgets que fazem parte da vida da grande maioria das pessoas. E se o grande objetivo destes recursos tecnológicos é facilitar a vida dos utilizadores (e são de facto, uma grande ajuda para os profissionais de todas – ou quase – as áreas), podem ser os grandes vilões na hora de desligar do trabalho.

A verdade é que estes recursos tecnológicos são ótimos para manter qualquer profissional ligado ao mundo que o rodeia, inclusivamente ao trabalho, mesmo quando não está no trabalho. Graças a eles pode estar ligado a colegas e chefias, 24 horas por dia se quiser, e até aceder a documentos do trabalho. Ótimo, sem dúvida, mas prejudicial para quem tem dificuldade em separar as águas e deixar o trabalho no trabalho, para poder aproveitar as outras vertentes da sua vida. Felizmente há alguns “truques” que o podem ajudar a desligar do trabalho. Ora veja.
 

1. Diga “não” a compromissos de trabalho fora do horário de trabalho

Nem sempre é fácil, ma sé importante que o faça. Se o seu chefe lhe pede constantemente (e à última hora) que fique mais um ou duas horas ou agenda reuniões para depois do horário de trabalho, o melhor é começar a impor limites. Se não o fizer quando der por si está a trabalhar todos os dias até altas horas da noite e nem sequer tem tempo para relaxar.
 

2. Defina uma hora máxima para sair do trabalho

Surge no seguimento da anterior. Isto é importante principalmente para quem tem o hábito de ficar a trabalhar até mais tarde. Certamente haverá dias em que não vai conseguir “picar o ponto” assim que cumprir o horário de trabalho estipulado, mas é importante que não “estique” demasiado o horário de saída. Na grande maioria dos casos, trabalhar demasiadas horas é contra produtivo. Além de afetar o seu desempenho e produtividade, pode afetar – por exemplo – a qualidade do seu sono que, a longo prazo, terá consequências para a sua saúde.
 

3. Marque atividades para o seu tempo livre

Se é daqueles que não consegue estar desocupado, há uma forma simples de o ajudar a desligar do trabalho: mantenha-se ocupado com outras coisas. Vá ao ginásio, arranje um hobby, agende compromissos com a sua família e/ou amigos, … enfim. O que quiser, desde que sirva para o “arrancar” do trabalho e manter a sua mente longe dele.

 

Viva a sua vida!

A vida não é (nem pode ser) só trabalho. Há vida para além dele e você certamente tem a sua e deve aproveitá-la. Vai ver que no fim tem mais energia para o trabalho e ainda se sente mais motivado.



Veja também: