Como deslocar-se em Madrid


Autocarro, metro, bicicleta... qual a melhor forma de circular em Madrid?
Neste guia, apresentamos-lhe as vantagens e desvantagens dos transportes madrilenos.

Como deslocar-se em Madrid
A capital espanhola oferece uma excelente rede de transportes

Como deslocar-se em Madrid? Numa cidade em cuja área central, de cerca de 600 km2, vivem mais de três milhões de habitantes, a mobilidade pode ser um desafio e o trânsito pode causar calafrios até aos turistas. No entanto, a capital espanhola soube responder a este desafio ao oferecer soluções de transporte público eficientes.

Recentemente, devido aos índices de poluição, foram implementadas medidas relativamente aos veículos particulares, como a proibição de estacionamento no centro da cidade por não-residentes ou a circulação pelo último número de matrícula, consoante seja dia par ou dia ímpar. Assim, o uso de carro próprio é desaconselhável.

Se pretende usar os transportes públicos na sua escapadinha a Madrid, talvez queira adquirir o Tourist Travel Card, aceite no metro, autocarros e comboio. Pode optar entre duas zonas – uma mais central e outra mais alargada – e escolher entre 1 a 7 dias de validade. Os preços vão de 8,40 euros (1 dia/centro de Madrid) até 70,80 euros (7 dias e toda a região de Madrid, incluindo Toledo).
 

Cinco formas de se deslocar em Madrid 

 

Metro

Metro Madrid

À pergunta ‘como deslocar-se em Madrid’, a primeira resposta tem de ser, obrigatoriamente, de metro! De facto, o sistema de metropolitano da capital espanhola é bastante abrangente e eficaz. São treze linhas e 301 estações que cobrem todo o centro da cidade e oferecem-lhe deslocações rápidas, ainda que na hora de ponta as carruagens possam estar bastante lotadas.

Funciona das 6h à 1h30 da manhã e a frequência varia de acordo com a hora e o dia da semana. Um bilhete de metro avulso de 1 viagem pode custar entre 1,5 euros e 3 euros (exceto aeroporto).
 

Autocarro

Autocarros Madrid

Com uma frota de dois mil veículos, os autocarros de Madrid asseguram mais de 200 linhas e dez mil paragens, abrangendo praticamente toda a cidade e seus arredores. Para além das rotas diurnas, que operam normalmente entre as 6h e as 23h30, há autocarros noturnos, batizados pelos madrilenos de Búhos (“mochos” em espanhol), que funcionam entre as 23h45 e as 6h. Uma das paragens mais conhecidas dos Búhos fica na Praça Cibeles, junto à estação de metro Banco de España, bem no coração da cidade.

Detalhe importante para quem visita Madrid no pico do verão, é que todos os autocarros têm ar condicionado. Um bilhete para 1 viagem, comprado no próprio autocarro, custa 1,5 euros.
 

Comboio

Comboios Madrid

A capital espanhola conta ainda com uma rede eficiente de comboios suburbanos - a rede Renfe Cercanías - rápidos e com tarifas económicas, que unem o centro da cidade a vários pontos da periferia. São uma excelente opção caso queira fazer alguma excursão, como por exemplo ao Mosteiro de El Escorial. Todos os comboios passam pela estação central de Atocha, com ligação ao metro. Os comboios iniciam a circulação entre as 5h ou 6h e os últimos partem por volta da meia-noite. 

Um bilhete simples para três zonas, por exemplo, custa 1,85 euros mas há várias opções disponíveis, podendo usar-se o mesmo título de viagem no metro e no autocarro, de acordo com as zonas.
 

Bicicleta

Bicicletas Madrid

São cada vez mais os que se rendem aos benefícios do transporte em duas rodas e em Madrid é cada vez mais fácil circular de bicicleta, seja em registo ocasional ou regular. Para além de várias empresas privadas de aluguer de bicicletas - e que oferecem outros serviços associados, como visitas turísticas guiadas – existe o BiciMAD, um sistema público constituído por 165 pontos de levantamento e recolha e que disponibiliza atualmente 2000 bicicletas elétricas.

Esta é, no entanto, uma opção mais aconselhada para os locais, que apenas precisam da bicicleta ao início e ao final do dia. Para percorrer a cidade durante todo o dia sobre duas rodas, de forma livre e mais económica, opte pelos operadores privados, como por exemplo a EcoMovingSports ou a Rent&Roll.
 

Táxi ou sistema de transporte equivalente

Táxis Madrid

Os táxis de Madrid são fáceis de identificar: brancos com uma lista vermelha na diagonal. Há mais de 15.600 táxis na cidade e para apanhar um, tanto pode dirigir-se a uma praça de táxis como acenar assim que vir um veículo com a luz verde acesa ou utilizar a aplicação Pidetaxi. Como em quase todo o mundo, esta é uma opção de transporte confortável mas cara. 

Para pagar um pouco menos por um serviço semelhante, pode recorrer às novas plataformas de transporte ligeiro com motorista disponíveis na capital espanhola, como a Uber ou Cabify.

Por último, neste guia de respostas à questão ‘como deslocar-se em Madrid’, saiba que pode alugar um Smart, de forma rápida e sem complicações, através do serviço Car2Go, que permite estacionar gratuitamente em vários parques públicos.

Veja também: