AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Como dizer “não” ao chefe?

Aprenda a lidar com a situação e saiba como dizer “não” ao chefe sem que isso prejudique a sua imagem profissional.

Como dizer “não” ao chefe?
Saber dizer “não” nem sempre é fácil, mas pode evitar cargas desnecessárias de trabalho e aumentar o seu grau de satisfação laboral.

Já por diversas vezes aqui mencionamos a importância de saber dizer “não”. E as vantagens são mais que muitas. Saber dizer “não” na altura certa é essencial para gerir de forma eficaz o seu tempo e, consequentemente, contribuir para a sua felicidade no trabalho. E isso significa, também, dizer “não” ao chefe. Veja como.

 

3 Dicas para dizer “não” ao chefe

Pode não se dar conta, mas saber dizer “não” é uma das ferramentas mais poderosas que os profissionais têm ao seu dispor. E isso inclui usar essa "palavrinha mágica" também com ao seu chefe.

As chefias contam sempre (obviamente) com a sua total disponibilidade e flexibilidade, mas isso não significa que você o possa fazer. Por várias razões. A principal, para não falhar.

Claro que ninguém quer ser aquela pessoa que recusou (ou adiou para uma data mais conveniente) um trabalho diretamente solicitado pelas chefias (com receio de passar a ideia de preguiçoso ou incapaz), mas por vezes é necessário que o faça. Se não fizer, o mais certo é dar por si completamente sobrecarregado de trabalho e sem capacidade para cumprir de forma eficiente as suas funções. Mas não basta dizer “não”. Há que saber como fazê-lo sem prejudicar a sua imagem ou comprometer o seu emprego.
 


1. Avalie as suas razões para dizer “não”

Responda a esta pergunta: porque vai dizer “não”? Porque não tem tempo para se dedicar ao projeto/tarefa? Porque não tem as competências ou conhecimentos necessários? Acha que esta tarefa vai afetar outros trabalhos que tem em mãos? Ou porque simplesmente não gosta da tarefa? A sua resposta vai determinada a validade da sua recusa e fundamentar a sua justificação.

 

2. Escolha bem as palavras

Nunca comece a conversa a dizer simplesmente “não”. Lembre-se que a forma como comunica com o chefe é fulcral. Ou seja, quando tiver que dizer “não” evite fazê-lo de forma brusca. Comece por reconhecer que em última instância a decisão é sempre dele e que a sua decisão tem em vista os interesses da empresa, mas tente mostrar o seu ângulo, a sua visão.

Explique porque não é possível para si aceder ao pedido e justifique com argumentos válidos (a sua carga de trabalho no momento ou os prazos apertados para cumprir, por exemplo). E acima de tudo, deixe claro que o seu objetivo é contribuir para o sucesso da empresa e encontrar as melhores soluções.

 

3. Ofereça opções

Não se limite a dizer que “não”. Se não tem disponibilidade para cumprir os projetos ou tarefas que o seu chefe lhe pretende atribuir, a melhor maneira de o convencer passa por oferecer soluções e de provar que a sua recusa não implica que a tarefa não seja realizada. Talvez consigam adiar essa tarefa para uma data mais conveniente, que a deleguem noutra pessoa ou até optem por outro recurso.

Ao apresentar outras possibilidades está a mostrar que está preocupado com os objetivos e interesses da empresa, simplesmente não tem capacidade para dar resposta no momento. Mais. A capacidade de encontrar soluções para estes impasses pode influenciar positivamente a imagem que o seu chefe tem de si, vai moldá-lo para aceitar futuras recusas, aumentar a confiança no seu discernimento e até (quem sabe) fazer com que o venha a procurar em situações futuras.
 


Dizer “não” ao chefe? Sim, é possível.

Não só é possível como viável que o faça. Pense desta forma, ninguém melhor do que você para saber qual a carga de trabalho que tem em mãos e se tem ou não capacidade para assumir novas tarefas ou projetos. Por isso, seja honesto e exponha a situação ao seu chefe. Ele certamente vai apreciar a sua sinceridade. Só assim pode conciliar a sua vida profissional e pessoal de forma saudável.

E se nada resultar, bem, nesse caso talvez queira procurar um novo emprego e estabelecer limites desde logo.



Veja também: