AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Como escolher a creche

Escolher a creche para o seu filho não é tarefa fácil. São muitos os aspetos a considerar e os cuidados a ter. Este artigo dá uma ajuda. 

Como escolher a creche
Um guia para a ajudar a decidir.

Na hora de escolher a creche para o seu filho, há alguns cuidados que deve ter para garantir que faz a melhor opção para a sua família. A escolha da creche afeta toda a família porque se o seu bebé não estiver feliz ou os pais se sentirem inseguros a ansiedade instala-se. Falamos com os pais e preparamos esta lista com os cinco aspetos a ponderar antes de escolher a creche para o seu bebé.

5 Dicas para escolher a creche para o seu filho

 

1. Referências

Os pais foram unânimes: as referências de familiares e amigos é o que mais pesa na decisão de escolher a creche. Por isso, fale com várias pessoas e pergunte-lhes que creche recomendam e porquê, assim como o que pesou na decisão de cada um. Uma pesquisa rápida na internet, sobre uma creche específica, também é boa ideia. Haverá sempre uma mãe, num fórum ou num blogue, que pode ter feito uma publicação sobre o assunto.
 

2. Localização

É importante não descurar a localização, optando por uma creche que fique perto de casa, do emprego da mãe, do pai ou de outro familiar próximo. Isto facilita imenso o dia a dia, poupando tempo e dinheiro em viagens, além de permitir que alguém esteja sempre por perto no caso de uma emergência.
 

3. Custo

Curiosamente, o preço da mensalidade não foi indicado como uma das principais preocupações na hora de escolher a creche, contudo, é fundamental que faça bem as contas, considere os prós e contras e prepare um orçamento. Consegue suportar o custo de uma creche privada? Ponderando todos os extras a pagar (atividades ou horas extra), valerá a pena investir numa creche pública?
 

4. Visitas

Antes de avançar com as visitas às creches, confirme se ainda existem vagas para o seu filho para que possa logo reduzir a sua lista. Quando numa creche, tenha os olhos e ouvidos bem abertos e preste atenção à forma como educadores e auxiliares interagem com as crianças. Verifique se o espaço é limpo (os quartos de banho são um bom indicador), amplo, cuidado e seguro.

Esta é uma decisão muito importante, por isso, vá sem pressa, demore-se e tire todas as suas dúvidas. Tome nota de alguns exemplos de perguntas que pode fazer nas visitas às creches:
  • Têm licença de funcionamento? Foi fiscalizada pelas autoridades competentes?
  • Qual o número de crianças e adultos por sala?
  • Qual é a formação de educadores e auxiliares? Fazem formação com frequência?
  • Qual é o valor da mensalidade? O que inclui?
  • Qual é o horário? Existe prolongamento?
  • A creche fecha em algum período do ano?

Informe-se quanto à filosofia da creche quanto à disciplina, alimentação ou sestas.
  • Quem confeciona as refeições? Como variam as ementas?
  • Há algum médico ou enfermeira na creche?
  • Que atividades são realizadas com as crianças? Qual é metodologia?
  • Até que ano podem as crianças ficar nesta creche (inclui ensino primário)?
 

5. Instinto

No fim de contas, confie no seu instinto. Normalmente, as primeiras impressões não enganam. Como foi recebido? O que achou dos profissionais e do espaço? Como sentiu o ambiente e as crianças? Pareceu-lhe que educadores e auxiliares são meigos com as crianças? O espaço é sereno ou reina o caos? O espaço é importante mas, vale a pena ter mais atenção às pessoas que vão cuidar do seu bebé, do que à decoração ou aos brinquedos de última geração. 

Por fim, considere as referências e familiares e amigos, tenha especial atenção à componente humana e às condições do espaço e da alimentação. Um espaço mais pequeno e familiar, pode ser a melhor opção para o seu bebé. 
  Valorize-se profissionalmente... Saiba como com o nosso Simulador de Emprego e Formação >>
Veja também: