Como escolher os óculos perfeitos

Óculos há muitos, mas nem sempre é fácil fazer a compra acertada. Descubra como escolher os óculos ideais para si.

Como escolher os óculos perfeitos
Dicas úteis na altura de encontrar o par ideal

Sejam de sol ou graduados, os óculos são um acessório muito pessoal. Estas 8 dicas simples vão facilitar a busca pelo par perfeito e ajudá-lo a escolher os óculos certos.

Está com pressa? É melhor deixar a compra dos seus óculos para outro dia. Escolher os óculos certos exige algum tempo e paciência para experimentar vários modelos e comparar preços. Não queira acabar por comprar uns óculos com os quais não se sente totalmente bem só para “arrumar” o assunto: a pressa é inimiga da perfeição.

Tenha a funcionalidade em atenção. Quer uns óculos para ler e usar em ocasiões específicas? Ou, por outro lado, irá utilizá-lo todos os dias? Estes pormenores devem estar presentes na altura da compra, pois no caso de necessitar de lentes para visão ao perto, por exemplo, estas são normalmente mais espessas no centro e é preferível escolher uma armação nem muito larga nem muito alta, para evitar que os óculos fiquem muito pesados.

Não vá em modas. Adora os óculos da sua melhor amiga? Isso não quer dizer que a si lhe fiquem igualmente bem. Por outro lado, os óculos espelhados são a moda deste verão, mas será que têm realmente a ver consigo? Abstenha-se de tomar uma decisão com base naquilo que se usa ou no que fica bem aos outros. 

Lembre-se: apoio nasal e sobrancelha. O apoio no nariz deve ficar confortável e encaixar bem, sem marcar a pele. Quanto maior a área de apoio no nariz, melhor, pois o peso é dividido. Já as sobrancelhas devem acompanhar o formato da armação, ou seja, não devem ficar dentro da lente. Não deve haver espaço entre a sobrancelha e os óculos, de forma a que não se crie uma sensação de ‘’segunda sobrancelha’’.

A armação deve estar sobreposta à parte inferior aos olhos, de forma a disfarçar as olheiras. Garanta, também, que as hastes estão bem ajustadas e que não apertam atrás da orelha, para evitar que fiquem protuberantes. Já a pupila deve estar centrada no desenho da armação, como se fosse um alvo.

Guie-se pelo seu formato de rosto. Se tem o rosto quadrado deve apostar em óculos arredondados e ovalados, fugindo de formas angulares. Se, por outro lado, tem rosto redondo ficará bem com armações retangulares e quadradas. O rosto oval é o que melhor serve à grande parte dos formatos de óculos sendo que, no caso dos rostos triangulares, os modelos mais adequados são os tipo aviador e mais ovalados em baixo. Se tiver o rosto pequeno poderá apostar em óculos maiores, e vice-versa. O importante é criar equilíbrio. 

Outras particularidades a ter em conta para escolher os óculos certos

Cabelo: Se usa franja, ela deve ser suficientemente curta para não encostar nos óculos.  Cabelos muito volumosos pedem modelos mais neutros, já os lisos, com pouco volume ou curtos permitem uma maior aposta na ornamentação - sem exageros, claro. Cabelos escuros casam bem com armações vermelhas ou cor de vinho. 

Tom de pele: Se esta é mais escura, não deixe de escolher óculos em tons âmbar, tartaruga, preto ou branco. Já as peles mais claras pedem um maior contraste no que diz respeito às cores da armação. 

Por último: escolha o que gosta! O formato do rosto é um bom indicador dos modelos que lhe poderão ficar bem, claro, e a cor da sua pele e cabelo também, mas na altura de escolher os óculos ideais, sejam de sol ou graduados, o mais importante é optar por um modelo que se adapte na perfeição à sua personalidade. Os óculos têm tanto de funcional como de acessório de moda e se cumprir o guia básico no que respeita ao conforto (apoio nasal, posição da pupila e hastes) a condição mais importante é mesmo sentir-se bem - sentir que os seus óculos são uma extensão natural da sua pessoa. Boas compras!

Veja também: