7 coisas a ter em conta ao escolher um quarto de hotel

Passa horas a procurar o hotel ideal, mas depois reserva um quarto qualquer? Saiba como escolher um quarto de hotel para uma estadia perfeita.

7 coisas a ter em conta ao escolher um quarto de hotel
Escolher o quarto é tão importante como escolher o hotel

Normalmente, estamos mais preocupados com a reserva do hotel do que com a escolha do quarto, mas para que a nossa experiência fora de casa seja o mais agradável possível, aquela é igualmente importante. Neste artigo, mostramos-lhe como escolher um quarto de hotel através da resposta a 7 perguntas fundamentais.

Ainda que muitas vezes não pensemos nisso, cada hotel costuma disponibilizar diferentes tipos de quartos, que diferem em área, tipo de cama, piso, vista, etc. Cada opção poderá ter ou não um preço por noite diferente, mas cabe ao hóspede decidir de acordo com o seu estilo e necessidades.

7 perguntas a responder antes de escolher um quarto de hotel

Vai partilhar o quarto com um(a) amigo(a)?

Quarto de hotel twin

Calma, este não é uma pergunta indiscreta. Colocámos esta questão porque nem todos os quartos duplos são iguais. Há quartos com cama de casal e há os quartos ‘twin’, com duas camas de solteiro separadas.

Para evitar constrangimentos, sobretudo se o amigo não é ‘colorido’, talvez seja aconselhável escolher um quarto com duas camas e poder dormir, ler ou, simplesmente, mexer-se mais à vontade.

Tem limitações ao nível da mobilidade?

Mobilidade reduzida

Há cada vez mais hotéis com excelentes condições para quem possui mobilidade reduzida, no entanto, se este é o seu caso, pode não ser suficiente saber se a unidade hoteleira tem ou não elevador. Se se faz transportar em cadeira de rodas, certifique-se de que o quarto tem as dimensões e as adaptações adequadas.

Se caminha habitualmente com o apoio de uma canadiana ou precisa deste apoio temporariamente, peça um quarto a pouca distância do elevador ou das escadas, e informe-se também da distância do quarto à sala de pequenos-almoços, por exemplo.

É fumador?

Quarto de hotel para não fumadores

Se respondeu sim, na hora de escolher o quarto – e uma vez que há cada vez menos locais interiores onde é possível fumar – certifique-se de que é um quarto para hóspedes fumadores e de que tem boa ventilação, amplas janelas que possam ser abertas e, idealmente, uma varanda.

Se não é fumador, por certo que não quer ocupar um quarto com vestígios aromáticos de cigarro, por isso, não se esqueça de confirmar de que o seu é um quarto para não fumadores.

É sensível a ruídos?

Quartos virados para a rua

Se é daquelas pessoas que houve um alfinete cair no quarto ao lado, ficar num quarto virado para a rua numa cidade movimentada talvez não seja a melhor opção. Quase todos os hotéis têm quartos virados para as traseiras ou para uma rua mais sossegada, pelo que se é sensível aos barulhos, certifique-se de que escolhe um quarto tranquilo.

Certifique-se também de que no piso do seu quarto não vai haver nenhum evento ou não há nenhum grupo barulhento hospedado. Imagine que um grande grupo de amigos de uma despedida de solteiro está distribuído pelo seu piso: a noite é capaz de ser tudo menos calma.

Precisa de economizar no peso da bagagem?

Casa de banho de hotel equipada

Esta pergunta é fundamental logo na escolha do hotel. Se vai viajar em low-cost e não quer pagar pela bagagem de porão, mas não abdica do secador de cabelo, por exemplo, certifique-se de que escolhe um hotel que lhe oferece esta comodidade.

O hotel disponibilizar toalhas de praia ou piscina, pode também fazer a diferença no peso da sua mala. Em todo o caso, há hotéis que oferecem quartos de diferentes níveis de conforto e serviço, por isso, é bom que se informe antes de partir e confirme as condições acordadas no momento do check-in.

Vai passar muito tempo no quarto?

Quarto de hotel com condições para trabalhar

Uma noite num quarto minúsculo é fácil de superar, mas se estivermos a falar de uma semana, pode tornar-se stressante, sobretudo se, por qualquer razão, tiver de passar bastante tempo no seu interior. Assim, na escolha do quarto tenha em conta a duração da estadia e o tipo de utilização que dará à divisão.

Se precisar de trabalhar no quarto, por exemplo, garanta que este tem uma secretária e ligação à internet. Um minibar pode ser igualmente útil.

Trata-se de uma viagem irrepetível?

Hotel nas Maldivas

Se estamos a falar de viagens curtas, de trabalho, cujo destino facilmente se repete, a escolha do quarto pode ter que obedecer a critérios mais práticos do que emocionais. Mas se falamos da viagem da sua vida ou da sua lua de mel, talvez seja importante escolher o quarto de uma forma mais indulgente.

Se acha que não vai repetir a viagem às Maldivas, escolha ficar num bungalow sobre as águas do Índico; se vai a Nova Iorque numa viagem de sonho, escolha um hotel com vista sobre Manhattan e não virado para as traseiras… Claro que o preço não será igual ao dos quartos standard, mas a experiência, estamos certos, compensará a extravagância!

Veja também: