AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Como fazer um relatório em 5 passos

As nossas sugestões sobre como fazer um relatório.

Como fazer um relatório em 5 passos
Como fazer um relatório - 5 sugestões

É uma tarefa frequentemente solicitada, quer em contexto académico, quer em contexto profissional. Dizemos-lhe como fazer um relatório e apontamos uma possível estrutura para este tipo de documento, para que se saia bem quando lho solicitarem.


Como fazer um relatório – 5 sugestões


1. Objetividade

A regra de ouro na redação de qualquer relatório é “ser objetivo”. Um relatório é um documento profissional, pelo que a imaginação deve ser deixada de lado. Informe o seu leitor sobre o que está a ser tratado, do que se pretende com o relatório e defina claramente o método usado para chegar às conclusões principais do seu relatório.



2. Clareza

Esforce-se para que o seu relatório seja o mais claro possível. Lembre-se de que está a redigir um documento profissional, e que este deve ser compreendido pelo menos pelas pessoas da sua área de formação ou trabalho. Use frases curtas, com palavras de significado compreensível.



3. Estrutura

Tudo o que se possa dizer sobre como fazer um relatório deve ter em conta a estrutura que escolher dar ao mesmo. A informação pode ser apresentada de mil e uma formas diferentes, e deve ser o autor a definir a estrutura mais adequada ao tipo de informação a apresentar.

Regra geral, um relatório é composto pelas seguintes secções: introdução, enquadramento teórico, metodologia, apresentação dos resultados, discussão dos resultados, conclusões.



4. Reflexão

Um relatório não é uma lista de acontecimentos ou de tarefas. Mais do que isso, deve incluir a visão do relator sobre esses mesmos factou ou acontecimentos e, de preferência, refletir o seu posicionamento crítico em relação aos mesmos. Por esse motivo, não poderíamos dizer-lhe como fazer um relatório sem sugerir que insira uma secção reflexiva em que dá o seu parecer pessoal acerca do que é tratado no resto do documento. Regra geral, este parecer é dado na secção “Conclusão”.

Os tópicos que pode abordar são muitos: análise crítica dos dados observados, possíveis implicações para a área de estudo em questão, impacto sobre a atividade da empresa ou organização, sugestões de melhoria ou de correção, ou propostas para se aprofundar o estudo de um dado tópico que possa acrescentar conhecimento ao que já foi dito no seu relatório.



5. Aspeto visual

Um bom relatório é visualmente apelativo! Embora se trate de um documento académico ou profissional, não deve descurar a imagem. Claro está que deve evitar o abuso das cores e/ou das imagens, e que deve utilizar um tipo de letra profissional (evite as letras demasiado arredondadas ou desenhadas. “Arial” ou “Helvetica” são as opções mais seguras!). Mas, dentro destes padrões, pode utilizar ilustrações pertinentes e que acrescentem informação útil ao texto.

Então, como fazer um relatório visualmente apelativo? Introduza gráficos, tabelas e ilustrações, todos eles devidamente legendados. Se estes elementos gráficos não forem da sua autoria, não se esqueça de fazer referência aos autores no final do relatório, na secção das referências bibliográficas. Para que o relatório seja legível, utilize um espaçamento entre linhas de pelo menos um ponto e meio. As margens devem ser grandes, sobretudo a superior.

Não se esqueça de pedir a alguém para ler o seu relatório antes de o entregar. Assim terá uma perceção clara dos erros que deve corrigir e ficará a perceber se o que escreveu é inteligível e coerente!

Veja também: