Como negociar despesas mensais em 4 passos

Não são só as prestações do carro e da casa que têm impacto no final do mês. Pode poupar ao gerir melhor. Saiba como negociar despesas mensais.

Como negociar despesas mensais em 4 passos
Alguma ajuda no orçamento mensal

Poupar, orçamentar, cortar despesas. Atividades e verbos que têm um peso mensal muito importante, graças às muitas despesas pagas mês após mês, pelas mais diversas razões. Apesar de não conseguir escapar a estes gastos, saiba como negociar despesas mensais mais comuns.

As que chamam mais a atenção e as que têm na sua base uma decisão importante, por exemplo, a compra de casa ou de carro, são as que temos tendência para negociar com as respetivas entidades: taxas de juro, financiamentos, prazos de pagamento, etc.

Pode atingir uma poupança mais imediata ou a curto prazo se prestar alguma atenção às suas despesas mensais fixas e tentar reduzir custos. Mantenha uma posição firme, mas educada, quando se preparar para negociar com as empresas que fornecem o serviço.

Como negociar despesas mensais: quais e porquê?

1. Serviços de TV + Net + Telefone fixo ou móvel

ALT tv

Se usa todos os tipos de serviço, considere a utilização que faz de cada um. Precisa do telefone fixo? Precisa de um pacote de canais com alguns que nem faz ideia que existem? Com o advento dos serviços de streaming, a sua televisão ou serviço consideram isso e incluem-nos na assinatura? Ou compensa mais ter somente esse serviço e uma ligação à internet?

Depois de fazer estas escolhas, pense também nos preços baixos oferecidos aos clientes novos. Se já é cliente há mais de dois anos (o período padrão de obrigatoriedade de contrato), contacte quem lhe disponibiliza o serviço e tente negociar a mensalidade. Se não baixar o valor, pode pedir alguns serviços ou canais que o façam sentir que a mensalidade já vale a pena. Em último caso, mude de fornecedor para usufruir das vantagens de ser um novo aderente a determinado serviço.

2. Taxas de cartão de crédito

cartoa

Tente negociar as taxas de juro associadas ao cartão de crédito. Sobretudo quando já é cliente há algum tempo, tem toda a legitimidade para o fazer. Por exemplo, este ano foi decidido pelo Banco de Portugal que o limite máximo de juros nos cartões é de 16,7%, para novos clientes. A diferença relativamente a clientes mais antigos é bastante grande, se fizermos as contas. Aproveite este facto para ligar para o banco. Estar informado é uma grande parte desta lista de como negociar despesas mensais.

3. Luz

eletricidade

Já considerou mudar o seu contador? Por vezes, estamos a pagar por uma potência de eletricidade mais alta ou por um tipo de utilização bem acima das necessidades reais. Esta questão é algo que pode negociar com o fornecedor de eletricidade. Pode preferir um quadro de potência contratada.

Existe também uma modalidade de faturação que lhe permite pagar um valor fixo todos os meses, para evitar variações muito flutuantes nas faturas da eletricidade. O valor é sugerido com base nos valores médios de consumo, mas neste caso, está depois sujeito aos acertos no final do ano.

Além de poder fazer pequenas alterações inteligentes para poupar luz, informe-se junto de outras companhias para ver qual a tarifa que mais lhe agrada. A relação potência/tarifa/gasto real determina o que paga todos os meses.

4. Renda

renda

Pode sempre renegociar o valor da renda com o senhorio. A tendência é a negociação seguir no sentido contrário, mas se tentar aumentar o período temporal do contrato, ou se houver algum acordo no que diz respeito às despesas de água, luz e internet, pode tentar chegar a um acordo com o senhorio e baixar o valor da renda. Ser um bom inquilino vai ajudar a construir uma relação de confiança importante para o futuro.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.