Como poupar na decoração da casa

Poupar na decoração da casa e fazê-lo bem feito é um desafio e tanto! Mas é possível e a internet está aí para provar.

Como poupar na decoração da casa
10 dicas de decoração para quem não quer gastar muito dinheiro

Poupar na decoração da casa e, mesmo assim, surpreender família e amigos é possível. Aliás, na maioria das vezes, as peças de decoração mais originais surgem de reciclagens, de longas horas em feiras de velharias ou de mãos prendadas para as artes manuais. Se tem o jeito mas lhe faltam ideias já sabe que pode recorrer ao nosso bom amigo Pinterest onde a inspiração nunca falta! Para começar, conheça as nossas dez sugestões para decorar com pouco dinheiro.
 

10 Dicas para poupar na decoração da casa sem economizar no conforto

 

1. Reciclar

Se está farto de alguns dos móveis, reciclar é a palavra de ordem. Pinte-os com uma cor contrastante, forre as gavetas com tecido ou papel de parede, mude os puxadores, aplique tachas ou substitua o tecido dos abajours. Junte pequenos elementos decorativos da mesma cor, podem ser livros, e terá uma simetria de cor perfeita.
 

2. Pintar

Usar cor nas paredes é a forma simples e económica de mudar completamente uma divisão. Especialmente se não gastar dinheiro em mão de obra e puser as mãos na massa ou, neste caso, na tinta. Experimente pintar as paredes num tom pastel de verde, azul ou cinzento e as molduras das portas e janelas a branco. A sua casa vai imediatamente ficar mais acolhedora.
 

3. Almofadas

As almofadas são as melhores amigas de um orçamento curto. Ultimamente, até nos hipermercados há almofadas decorativas muito bonitas, diferentes e a preços mais do que simpáticos. Se não lhe agradar nenhuma, procure um tecido a seu gosto e peça a uma costureira que lhe faça uma fronha nova para as suas.
 

4. Tapetes

Logo a seguir às almofadas, são os tapetes. Mais difíceis de encontrar a bons preços mas, aproveitando as feiras, os saldos, as lojas de fábrica e as vendas online em páginas como o OLX ou o Custo Justo, é capaz de encontrar bons negócios. Os tapetes são uma boa forma de mudar a decoração mas também fazem toda a diferença na acústica e isolamento térmico das casas.
 

5. Feiras de velharias

O que é velho está na moda, por isso, é capaz de já não conseguir os mesmos preços que há uns anos atrás. Ainda assim, nas feiras e lojas de antiguidades ou velharias há sempre uma ou outra peça que com uma limpeza, pintura ou estofo fica como nova. Não perca as feiras como a Feira da Ladra (Lisboa) ou a Feira da Vandoma (Porto) para descobrir boas pechinchas.
 

6. Paredes

Dê vida às suas paredes! Faz toda a diferença e não precisa de muito investimento. Precisa de ideias? Temos três! Uma parede de pratos, de molduras ou de espelhos. Se fizer uma visita às feiras, encontra tudo por quase nada. Coloque fotografias nas molduras ou ilustrações feitas pelos seus filhos, por si ou retiradas da internet.
 

7. Mude

Mude tudo de lugar. Pode ser a disposição dos móveis ou a cómoda do quarto que passa para a sala e o aparador da sala que passa para o escritório. Os pratos da cozinha vão decorar paredes, as jarras da sala vão conhecer o quarto, os copos do serviço da bisavó passam a jarras e as molduras passam para a cozinha. Veja o que funciona melhor em sua casa e mude!


Veja também: As 5 melhores lojas de decoração online
 
 

8. Família

Melhor do que as feiras de velharias pode ser a casa da avó, dos pais ou dos padrinhos. Se tem a sorte de ter parentes que guardam tudo porque um dia pode dar jeito, está na hora de ir atacar garagens, arrumos e arrecadações. Boa caça!
 

9. Faça você mesmo

Ou peça para fazer! Tem um cunhado que é um artista em madeira? Peça-lhe que faça a mesa de centro da sala, um baú para guardar brinquedos, uma estante de apoio ou um banco que é também uma mesa de leitura. Quanto mais tosco ficar, mais personalidade tem e fica com uma peça, cheia de história, para passar de geração em geração.
 

10. Alternativas

É fã do mobiliário escandinavo dos anos 50? Também nós. Contudo, estas peças estão longe de caber no orçamento da maioria dos portugueses. Tem bom remédio. Das duas uma: ou opta pela loja sueca ou procura um bom carpinteiro que lhe faça os móveis à medida do seu gosto e do seu bolso. Acredite: compensa.
 
Veja também: