Publicidade:

Como poupar no cabeleireiro sem descurar a imagem

Quer ter o cabelo sempre arranjado, as unhas pintadas e a pele brilhante, mas isso fica caro demais? Saiba como poupar no cabeleireiro mantendo o visual.

Como poupar no cabeleireiro sem descurar a imagem
Dicas para economizar em serviços de beleza

Poupar no cabeleireiro é, para muitas mulheres, um desafio, dado que cuidar da imagem, para além de ser um hábito saudável, deixa a autoestima nos píncaros. Mas as idas regulares ao salão de cabeleireiro para fazer esta manutenção pesa na carteira. Ou melhor, deixa-a mais leve! Mas manter o visual não tem que continuar a ser tão dispendioso. Há formas simples de poupar no cabeleireiro que pode pôr já em prática.

Se é daquelas pessoas que vai todos os meses, ou até todas as semanas, tratar do cabelo e estética, saiba que é possível cortar nessas despesas. Seja mulher ou homem, comece por fazer uma lista dos serviços de beleza que utiliza, quanto custam e quais são os essenciais. Provavelmente, vai concluir que há uma ou outra coisa que é dispensável, o que é menos um gasto na equação. Depois veja qual das seguintes sugestões se aplicam ao seu caso e experimente-as.

Formas de poupar no cabeleireiro

1. Coloração

como-poupar-no-cabeleireiro

Se pinta o cabelo para cobrir as brancas pondere deixar de o fazer. O cabelo branco está super na moda e assumi-lo pode ser uma forma de economizar muito dinheiro. Aproveite para mudar de visual e estar trendy. Além disso, pondere as seguintes sugestões:

1. Opte por pintar com uma técnica que exija pouca manutenção e retoques. Ombré Hair, Color Ombré, Sombré ou Californianas são tipos de coloração muito modernas, que dão luminosidade e um tom natural ao cabelo;

2. Escolha uma coloração tom sobre tom em vez de tinta com oxidação. Em média fica mais barato cerca de 10€ e é mais duradoura;

3. Perca a vergonha e peça ao seu cabeleireiro que guarde um pouco da cor que aplicou num frasco para a altura em que as raízes necessitarem de ser retocadas. Em casa pode fazê-lo com uma escova de rímel lavada e adiar um pouco a próxima coloração;

4. Pintar o cabelo em casa é, sem dúvida, a forma mais económica. Por cerca de 10€ faz a festa. Mas tem de estar preparada/o para correr alguns riscos. Para evitar erros, compre um tom próximo da sua cor natural.

2. Escolha cabeleireiros mais económicos

como-poupar-no-cabeleireiro

Os cabeleireiros low cost estão por todo o lado. Por isso, se quiser lavar, secar ou cortar as pontas espigadas para quê ir ao um salão famoso? Num cabeleireiro low cost consegue fazer estes serviços por menos de 10€!

Se tem dúvidas sobre o barato e bom, peça referências a amigos e familiares sobre o melhor sítio para cortar ou pintar o cabelo. Vá experimentando até encontrar aquele salão que lhe oferece a melhor relação preço-qualidade.

Se é daquelas pessoas que só põe os seus cabelos em mãos de profissionais de gabarito, alterne com um salão mais em conta na hora de simplesmente lavar e secar. Mantenha-se a par de promoções que possam fazer e se estão inseridos em sites de cupões de descontos.

3. Escolas de cabeleireiro

como-poupar-no-cabeleireiro

Uma forma simples de poupar no cabeleireiro é ir às escolas que formam estes profissionais. Os alunos precisam sempre de “cobaias” para realizarem os seus exercícios e exames e, para si, fica muito mais económico. Quem sabe se não cai nas mãos de um novo talento?

4. Invista em produtos e material

como-poupar-no-cabeleireiro

1. Se pinta o cabelo compre um champô e amaciador adequados e de boa qualidade que preserve a cor. Opte pela embalagem maior que, geralmente, fica mais em conta. Para render use apenas a quantidade necessária em cada lavagem, junte água quando estiver no fim ou abra o frasco com uma tesoura para não desperdiçar nada;

2. Leve os seus próprios produtos para o cabeleireiro. Muitos salões aceitam isso e cobram apenas o trabalho;

3. Os homens também podem poupar no cabeleireiro. Se usam o cabelo curto ou até rapado, pode compensar muito adquirir uma máquina de corte de cabelo e cortar em casa. Embora qualquer salão faça agora cortes masculinos, um barbeiro continua a ser a opção mais barata para os homens;

4. Se gosta de ter o cabelo esticado ou aquelas ondas largas para dar algum movimento, pode obter estes efeitos usando uma placa modeladora em casa e, assim, poupar no cabeleireiro. Compre uma com revestimento de cerâmica para proteger o cabelo da agressão do calor e um spray protetor térmico;

5. Com o verão à porta estar com a depilação feita é essencial, mas isso pode implicar uma ida ao salão de duas em duas semanas. Poupe comprando uma máquina depilatória ou um aparelho de cera quente em roll on (custa em média 10€). Quer as recargas de cera, quer um pacote de 100 bandas custam não mais do que 2€ cada.

5. Faça em casa… ou peça a uma amiga!

como-poupar-no-cabeleireiro

Com alguns produtos de styling, que pode comprar no supermercado, e equipamento básico como um secador e uma escova modeladora, ganchos e fitas consegue fazer penteados bonitos e a custo zero. Há imensos blogues, vídeos no Youtube e Instagram que dão o passo a passo para penteados originais ou simples. É só explorar!

Se usar franja e tiver algum jeito considere aparar a franja em casa para poupar no cabeleireiro. Vá a uma loja de produtos de revenda para cabeleireiro e compre uma tesoura apropriada. O preço ronda os 30€, um valor muito menor comparado com o que gastaria no cabeleireiro anualmente.

Pode fazer a depilação em casa, e a cera para durar mais, usando produtos que arranja facilmente no supermercado ou em lojas da especialidade. Pode sempre deixar a zona do biquíni para fazer no salão se quiser estar mais descansada na praia!

O mesmo se aplica a arranjar e pintar as unhas, sobretudo se gostar de mudar de cor regularmente. Há vernizes para todos os gostos e baratos. Se tiver uma ocasião especial, então marque manicure e pédicure no cabeleireiro.

Se é daquelas pessoas que não tem jeito nenhum para estas coisas, marque uma tarde de beleza com as suas amigas. Podem ajudar-se umas às outras a porem-se bonitas, sem gastos e, seguramente, com muita diversão à mistura!

Veja também:

Alexandra Nunes Alexandra Nunes

Alexandra Nunes é jornalista com experiência em imprensa e rádio. Depois de quase uma década a trabalhar na Rádio TSF partiu rumo ao Médio Oriente. A sede de conhecer novos mundos levou-a até ao Dubai, onde vive atualmente. Por lá, tem-se dedicado a explorar novas áreas da Comunicação e escreveu a biografia “Uma Mulher no Topo do Mundo” sobre a primeira portuguesa a chegar ao topo do Monte Evereste. É apaixonada por viagens, pessoas e as suas estórias.