Como poupar para a reforma

É essencial começar a poupar para a reforma, pois o Estado Social está cada vez mais posto em causa. Saiba como com as nossas dicas.

Como poupar para a reforma
Conheça algumas regras essenciais para garantir uma reforma confortável

As notícias recentes têm levado cada vez mais pessoas a concluir pela necessidade de poupar para a reforma. Os problemas financeiros em diversos países na Europa têm trazido para cima da mesa a discussão relativamente ao futuro do Estado Social. O que parece cada vez mais certo é que o Estado não irá conseguir assegurar as reformas como estávamos à espera. Assim, têm de ser as pessoas a acautelar o seu futuro. Mais uma vez, é fundamental POUPAR...
 

Porque é preciso poupar?

Temos visto que Portugal tem estado num declínio demográfico. Cada vez nascem menos pessoas e, felizmente, cada vez vivem mais anos. Assim, é fácil perceber que dentro em breve teremos menos pessoas a contribuir e mais pessoas a beneficiar. Logo, fazendo as contas, é natural que os benefícios tenham de ser reduzidos. Resta saber em que magnitude!
 

Comece a poupar o quanto antes:

O primeiro conselho que podemos dar a quem quer poupar para a reforma é que deve começar a poupar o quanto antes. Comece já hoje a poupar, nem que sejam apenas 5€ por mês. O tempo é uma arma muito importante a seu favor. Quanto mais cedo começar a poupar mais cedo irá começar a beneficiar do efeito dos juros compostos. A dada altura irá estar a receber juros sobre os juros que já recebeu no passado, num efeito bola de neve. Fazendo umas contas irá constatar que começar a poupar hoje 5€ por mês irá dar o mesmo efeito do que se começar a poupar dentro de 10 anos 20€ por mês...
 

Invista de acordo com a sua idade:

Diz a teoria financeira que o nível de risco da carteira deve ser de acordo com o prazo do investimento. Ou seja, se precisar do dinheiro dentro de 6 meses deve investir sem risco e se precisar do dinheiro apenas dentro de 20 anos poderá investir com mais risco. Assim, se está perto da idade da reforma procure produtos menos arriscados como os certificados de aforro ou os certificados do tesouro poupança mais. Se, pelo contrário, tem mais tempo para poupar opte por fundos de investimento ou planos poupança reforma sem capital garantido.
 
Para o ajudar a definir a percentagem de ações na sua carteira, sugerimos uma regra muito simples:
 
100 — sua idade = % de ações na sua carteira.
 
Por exemplo, se tiver 30 anos deverá investir 70% da sua carteira em ações.
 

Procure as poupanças automáticas:

O ser humano é um animal de hábitos. Assim, quanto mais enraizados estiverem determinados comportamentos nos hábitos humanos mais fácil será desenvolve-los. No campo da poupança, sugerimos que faça transferências automáticas de um determinado valor para a sua conta de poupança para a reforma. Mais uma vez, comece em valores mais baixos e vá aumentando com o tempo. Hoje pode ser apenas possível poupar 10€ por mês mas dentro de uns anos poderá aumentar esse valor.
 

Analise os vários PPR:

Os Planos Poupança Reforma (PPR) são ótimos produtos para quem deseja poupar para a reforma especialmente pelo efeito dos benefícios fiscais que lhes estão associados. Conheça a oferta de PPR do mercado e escolha um produto adequado à sua idade.
 
Uma última ideia que convém não esquecer. Ao fazer os seus créditos e ao fazer a previsão de pagamento desses mesmos créditos, garanta que conseguirá liquidar todas as suas dívidas antes da sua idade de reforma. Na prática, estará a garantir que quando se reformar conseguirá ter uma redução significativa de encargos mensais.
 

Veja também: