Publicidade:

Como poupar para ter um filho: 31 apoios e dicas

Está a planear aumentar a família, mas fica aflito quando faz as contas? Nada está perdido. Saiba como poupar para ter um filho e concretize o desejo.

Como poupar para ter um filho: 31 apoios e dicas
Não deixe que as razões económicas o impeçam de ter uma família

Portugal está na cauda da Europa no que respeita aos números da natalidade. Segundo os dados de 2017 do Eurostat (centro de estatísticas da União Europeia), somos o segundo país europeu onde nascem menos bebés. Os casais adiam cada vez mais o projeto de ter filhos, essencialmente, por razões económicas. Se quer saber como poupar para ter um filho este artigo é para si.

É certo que com a chegada de uma criança a sua vida vai mudar e o seu orçamento vai ter que ser ajustado às muitas despesas associadas a ter um filho. Mas com planeamento, rigor e organização é possível manter as contas orientadas. Deixamos algumas sugestões de como poupar para ter um filho sem fazer acrobacias financeiras.

Como poupar para ter um filho

como-poupar-para-ter-um-filho

Comece por planear as mudanças na sua vida financeira o mais rápido possível, antes de ter o seu bebé. Mesmo que não seja um bebé planeado, vá poupando o máximo que puder durante a gravidez:

1. Comece a fazer um pé de meia o quanto antes. Se planeia ter um bebé só daqui a dois anos, tente guardar 20% do seu orçamento familiar até lá para ganhar folga para os primeiros tempos e investimentos.

2. Procure um bom seguro de saúde que lhe permita poupar nas despesas de saúde. Escolha um que cubra gravidez e parto e faça-o o mais cedo possível para respeitar os meses de carência (9 em média).

3. Corte já nas despesas supérfluas. Se calhar não precisa daqueles sapatos novos que anda a cobiçar. Opte por fazer jantaradas com amigos em casa para ficar mais barato, tente poupar no cabeleireiro, saídas e faça também por poupar nas contas de casa.

4. Opte pelo crédito consolidado ou renegoceie as dívidas. Com estas modalidades financeiras pode baixar a sua prestação mensal e, dependendo dos casos, poupar 40% ou até 60%. Informe-se das vantagens e desvantagens.

5. Renegoceie os seus contratos de serviços. Aproveite agora que ainda tem tempo para avaliar e comparar os tarifários dos seguros, serviços de telecomunicações e internet. Se encontrar mais barato renegoceie as suas condições ou mude.

6. Comece já uma poupança para os seus filhos. Se tiver margem esta é uma forma suave de lhes fazer um mealheiro para que possam no futuro pagar a universidade ou fazer face a um imprevisto.

Beneficie dos apoios do Estado

como-poupar-para-ter-um-filho

Em Portugal há alguns incentivos à natalidade aos quais vale a pena estar atento. Se quer saber como poupar para ter um filho beneficiando dos direitos que o Estado lhe confere, tome nota desta lista.

1. Abono de família pré-natal

Se está grávida pode pedir este apoio após a 13ª semana de gravidez ou nos primeiros seis meses após o nascimento. Tem de ser residente em Portugal, o rendimento anual do agregado familiar deve ser abaixo dos 8.803,62 euros e o património inferior a 100.612,80 euros. O pedido é feito à Segurança Social. Saiba mais.

2. Subsídio por Risco Clínico

Nas situações de gravidez de risco, as futuras mães têm direito a um apoio financeiro de 100% da sua remuneração de referência. Os dias de licença por risco clínico não são descontados na licença parental inicial.

3. Deduções no IRS

Os encargos com a gravidez (da amniocentese às ecografias) podem ser usados para pagar menos IRS. O mesmo se aplica às despesas com o internamento e parto, amas e infantários, receitas médicas, desde que existam recibos. Para bebés abaixo dos 3 anos pode deduzir até 750€, e acima desta idade até 600€.

4. Abono de família

abono de família está acessível a todas as famílias que recebam até 1,5 vezes o Indexante dos Apoios Sociais (428,90€), multiplicados por 14 meses. Há 4 escalões que variam consoante os rendimentos. Este apoio é atribuído por cada criança/dependente.

5. Apoios das autarquias

Muitas câmaras municipais oferecem apoios financeiros a famílias com bebés e que, em alguns casos, podem chegar aos 500€. Verifique se a sua localidade tem algum incentivo e candidate-se.

Poupar com a gravidez e o bebé

como-poupar-para-ter-um-filho

Como poupar para ter um filho, passa também pelo momento da gravidez ou mesmo com o bebé. Ainda que o aumento de gastos seja inevitável com a chegada de um filho, é possível poupar dinheiro com o bebé durante a gravidez e após o nascimento. Ponha em prática estas dicas práticas e vai ver poupança.

5 dicas para a grávida poupar

1. Não compre roupa de maternidade, adapte a sua. Saias com elastano, túnicas, vestidos e camisolas largas que tenha no armário e alargadores para calças podem fazer o mesmo efeito.

2. Use creme gordo ou óleo de coco para hidratar a barriga e seios e evitar estrias. Os cremes para grávida são muito caros e nem sempre garantem resultados.

3. Invista em soutiens de amamentação logo de início. Vão, com certeza, ser usados quando o bebé nascer e são também confortáveis para usar durante a gravidez quando o peito está maior e mais dorido.

4. Compre roupa para amamentação só depois do bebé nascer. Não sabe ainda se vai acabar por dar fórmula. Adquira apenas básicos como tops de amamentação, bons para dormir e andar por baixo de blusas. Um avental de amamentação pode ser suficiente para quando sai;

5. Vá a piscinas municipais, faça caminhadas e use vídeos da internet para manter a forma física. As aulas pré e pós-parto ficam caras. Peça à sua obstetra para lhe indicar os exercícios mais adequados e encha-se de vontade!

10 dicas para poupar com o bebé

1. Faça uma lista para o enxoval do bebé com os essenciais para não se perder quando vai às compras;

2. Compre apenas o essencial. Vai receber muitas ofertas e os bebés crescem muito rápido, por isso, evite acumular.

3. Peça emprestado tudo o que puder, sobretudo peças mais dispendiosas como o carrinho, berço e cadeira para o carro.

4. Aceite os presentes que lhe quiserem dar. Faça um chá de bebé e partilhe antes a lista do enxoval para que as pessoas comprem o que realmente precisa.

5. Compre em segunda mão. Encontra equipamento para bebé, roupas, acessórios com pouco uso e a metade do preço.

6. Opte por fraldas de pano reutilizáveis, ou descartáveis mas de marca branca.

7. Amamente para poupar em leite de fórmula e faça comida em casa quando o bebé começar os sólidos.

8. Contenha-se na compra de roupa porque os bebés crescem muito depressa e, literalmente, vestem cada peça meia dúzia de vezes.

9. Não compre brinquedos caros. Nos primeiros meses entretêm-se mais com uma simples colher do que com um brinquedo XPTO;

10. Se puder deixe os seus filhos aos cuidados de um dos avós quando regressar ao trabalho. Em alternativa procure antecipadamente infantários públicos ou peça ajuda aos padrinhos.

Veja também:

Alexandra Nunes Alexandra Nunes

Alexandra Nunes é jornalista com experiência em imprensa e rádio. Depois de quase uma década a trabalhar na Rádio TSF partiu rumo ao Médio Oriente. A sede de conhecer novos mundos levou-a até ao Dubai, onde vive atualmente. Por lá, tem-se dedicado a explorar novas áreas da Comunicação e escreveu a biografia “Uma Mulher no Topo do Mundo” sobre a primeira portuguesa a chegar ao topo do Monte Evereste. É apaixonada por viagens, pessoas e as suas estórias.