Como poupar para ter um filho

Se está a pensar ter um filho não pode perder o nosso artigo! Temos várias dicas de poupança para antes e depois do nascimento.

Como poupar para ter um filho
16 dicas para poupar.

Ter um filho vai mudar a sua vida. Para melhor, garantem todos os pais. Porém, as despesas vão aumentar e vai ser necessária alguma ginástica orçamental. Com alguns truques, muito rigor e organização vai conseguir fazer a diferença no seu orçamento familiar. Fique a conhecer os nossos conselhos para futuros pais.
 

16 dicas de poupança para quem vai ter um filho

 
 
Dê as boas vindas ao seu bebé!
Para além de poupar para ter um filho, é importante planear algumas despesas necessárias. Descubra a melhor forma de adquirir os essenciais para o bebé sem arruinar a carteira.
1. O mais cedo possível, comece a fazer um pé de meia. Tente guardar 20% do seu orçamento familiar durante dois anos. Ter um filho implica um grande investimento, com esta poupança ganha alguma folga para as primeiras compras ou para despesas de saúde fora do plano nacional, como algumas vacinas.
 
2. Agora que decidiu ter um filho, saiba que as contas de saúde começam mesmo de engravidar. Procure um bom seguro de saúde que lhe permita poupar nas despesas. Faça-o o mais cedo possível porque, regra geral, são necessários nove meses de carência, no caso de gravidez.
 
3. Começar uma poupança para os seus filhos é uma boa ideia. Ainda que seja apenas vinte euros por mês, ao fim de algum tempo terá um bom mealheiro para pagar uma formação, os estudos universitários, uma viagem pela Europa ou fazer face a qualquer imprevisto.
 
4. Vai ter um filho e as contas vão aumentar. Comece já a cortar nas despesas desnecessárias. Acabe com os pequenos-almoços fora de casa, reduza os gastos com jantares e saídas, corte nas compras de jornais e revistas, poupe na água e na energia e, pense bem, precisa mesmo de mais uma camisola?
 
5. Faça muita pesquisa. Peça emprestados livros de maternidade, frequente fóruns, blogues, grupos no Facebook, faça muitas perguntas a outros pais e colecione as melhores dicas de poupança de cada um. 
 
6. Antes de avançar com qualquer compra, fale com outros pais para saber o que é absolutamente necessário e aquilo que nunca vai precisar. Invista naquilo que é mesmo fundamental, não desperdice o seu dinheiro em pequenos nadas.
 
7. O quanto antes, prepare uma lista com tudo o que vai precisar para o seu bebé. Do carrinho ao soro fisiológico, não deixe nada de fora e inclua os preços nessa listagem. Assim, saberá exatamente o que vai precisar gastar e poupar.
 
8. Sempre que possível, tente comprar em lojas de segunda mão como a Kid to Kid ou a Tops N Dolls. A oferta é imensa, os produtos estão em boas condições e os preços são bastante mais baixos.
 
9. Se tem amigos ou familiares que foram pais recentemente, não tenha pudor de aceitar ou pedir algumas coisas emprestadas como a alcofa, o berço, o intercomunicador, o carrinho ou a espreguiçadeira.
 
10. Lembre-se que os bebés crescem muito rápido, por isso, vão usar tudo muito pouco tempo. Não faça grandes investimentos, opte por produtos de marca branca (muitas mães recomendam) e prefira as grandes superfícies e as lojas/marcas mais baratas para as suas compras.
 
11. Os seus amigos e família vão querer oferecer-lhe qualquer coisa. Considere fazer uma lista de bebé numa loja multimarca e quando lhe perguntarem o que precisa, já sabe o que responder. Também é uma boa opção organizar um Baby Shower.
 
12. Não faça stock! Seja de roupa, de fraldas, de biberões, enfim, não faça stock porque tudo deixa rapidamente de servir. Vá comprando à medida do que precisa. Poupe o dinheiro para quando precisar mesmo de investir.
 
13. Aproveite os saldos para aquelas compras que tem mesmo que fazer e privilegie as compras online. Com ajuda de comparadores de preços como o Kuanto Kusta pode conseguir descontos significativos que fazem toda a diferença no seu orçamento.
 
14. Quanto à roupa, nos saldos, compre dois ou três tamanhos acima para que sirvam para a próxima época. E prefira tons e modelos neutros. Sempre dão para os próximos bebés sejam rapaz ou rapariga. Enquanto não caminhar, também não precisa de sapatos.
 
15. Se possível, amamente o máximo de tempo possível, a sua carteira agradece. Contudo, se for doloroso ou pouco prático ao ponto de se tornar um sofrimento, desista. 
 
16. Tente fazer todas as pequenas obras que precisar com a ajuda de família e amigos. Seja para pinturas, montar móveis ou mesmo reparar pequenas coisas. Acredite: vão gostar de ajudar.

 
Veja também: