Como registar faturas passo a passo

O guia passo a passo para registar as suas faturas no portal e-fatura e beneficiar da dedução das suas despesas. Saiba como.

Como registar faturas passo a passo
E porque o deve fazer.

Desde a reforma do IRS que é possível registar faturas online e beneficiar da respectiva dedução de despesas. O portal “e-fatura” permite registar, validar e completar os registos das suas despesas. Saiba como!

Só as despesas facturadas com NIF (Número de Identificação Fiscal) é que podem ser deduzidas no cálculo do IRS. Quando solicita fatura com número de contribuinte, a empresa é obrigada a registar a compra online até ao dia 25 do mês seguinte.
 

Como e porquê registar faturas no e-fatura

Registar faturas permite exercer algum controlo sobre os prestadores de serviços, e, ao comprador, permite garantir que todas as despesas dedutíveis são efectivamente contabilizadas. Não convém deixar o crédito por mãos alheias…!
 

Que despesas são dedutíveis?

  • Reparação e manutenção de automóveis e motociclos
  • Despesas gerais familiares
  • Restauração
  • Habitação
  • Cabeleireiro e institutos de beleza
  • Educação (compra de material e frequência de acções de formação)
  • Lares
 

Qual o montante máximo que pode reaver?

Pode obter um reembolso de 250 euros, no máximo. O reembolso respeitante a cada despesa contraída corresponde a 5% do IVA do produto ou serviço.

 

Como aceder à plataforma de registo de facturas?

Aceda ao Portal e vá até ao “Menu”, área do “Consumidor”, para fazer a sua autenticação. Irá ver um quadro onde aparecem os registos das faturas com NIF que solicitou. Na coluna “Situação”, poderá conferir se as suas facturas estão “registadas” ou “pendentes”, devendo neste último caso corrigir as informações necessárias para que sejam aprovadas.

 

Confira os dados das suas facturas

Todas as facturas com NIF que o consumidor solicitar são registadas no e-fatura. Não apenas aquelas que são pedidas pela prestação de serviços que beneficiam de dedução fiscal.

Confira a secção “Verificar Faturas” e tenha atenção ao facto de poderem ter sido inseridas faturas com dados incompletos. Faturas inseridas pelos prestadores de serviços sem “Sector de Actividade” não serão contabilizadas, a não ser que as corrija!

 

Registar faturas por sua iniciativa

Por vezes verifica-se que as facturas que pedimos não são inseridas na plataforma, mesmo depois de expirado o prazo dado aos prestadores de serviços para o fazerem. Registar facturas por sua iniciativa garante que todas as suas facturas com NIF são contabilizadas!

Aceda à área do “Consumidor”, secção “Registar Faturas”, e acrescente à tabela o NIF do prestador do serviço, o tipo e número da fatura, a data de emissão e os valores respectivos. Deve ainda preencher o “total” e indicar a taxa de IVA a aplicar. Não se esqueça de clicar “guardar” para validar cada uma das faturas registadas por si.
 

O mesmo serviço, preços diferentes

Tenha atenção: por vezes, o valor da factura que regista por sua iniciativa pode ser diferente do valor apresentado pelo prestador do serviço. Tal pode dever-se a um arredondamento feito pelos sistemas de facturação, e mesmo que a diferença seja mínima, invalida a factura. Para que possa deduzir os 5% do IVA, deve emendar o valor no campo “informação divergente”.
 

É possível registar facturas de despesas contraídas no estrangeiro?

Sim! Siga estes passos:
  • No Portal das Finanças, escolha a opção “e-fatura”
  • Seleccione a opção “Faturas”
  • Clique em “Consumidor”
  • Digite os seus dados de autenticação: NIF e palavra-passe
  • Clique em “Registar Faturas”
  • Clique em “Registe-a Aqui”
  • Registe a factura não esquecendo nenhum dado.

O sistema aceita, desde Novembro de 2015, as faturas emitidas no estrangeiro referentes a despesas de saúde, de educação e de encargos com habitação que sejam dedutíveis no IRS. Atenção: só são dedutíveis as despesas contraídas nos países da União Europeia e do Espaço Económico Europeu.

Tudo sobre os Impostos que aí vêm com a Newsletter do E-Konomista


Veja também: