Como renegociar dívidas?

Renegociar dívidas não é um bicho de sete cabeças. Encare isso como uma solução para conseguir evitar o incumprimento.

Como renegociar dívidas?
Não espere pelo dia de amanhã. Procure renegociar dívidas o mais rápido possível
  • Se está a entrar em situação de incumprimento, saiba como renegociar dívidas

O estado de incumprimento é, infelizmente e cada vez mais, um lugar comum para as famílias portuguesas. O fantasma da crise ainda paira e atirou com muitas pessoas para situações difíceis de resolver a curto prazo. A falta de emprego, diminuição do poder de compra, entre outros factores, ajudaram a que muitas famílias tivessem de recorrer a vários créditos para conseguir cumprir as suas obrigações financeiras. No entanto, se está em incumprimento, saiba que há soluções para renegociar dívidas antes de acontecer o pior.
 

Dicas para renegociar as suas dívidas

1. Novas regras

Antes de qualquer outra coisa, é importante saber que em 2013 foi aprovado um Decreto-Lei com um conjunto de medidas que visam ajudar a solucionar as dificuldades que a maioria das famílias enfrenta no pagamento do crédito. Este Decreto-Lei previu que todos os bancos a partir de 2013 fossem obrigados a ter um sistema que identificasse os clientes que estejivessem prestes a entrar em incumprimento e a implementar um plano de renegociação das dívidas, conseguindo fazê-lo sem chegar a ir a tribunal.
 

2. Rede de apoio

Para conseguir renegociar dívidas, é preciso primeiro que admita que está a chegar ao limite do razoável. Se não consegue pagar os seus créditos há mais de três meses, então deve procurar ajuda. O primeiro passo é ir ter com o seu banco e expor a situação de forma a se encontrar a melhor solução para renegociar dívidas. Desde 2013 que foi também criada uma rede de apoio aos clientes que têm dificuldades económicas. Neste tipo de processos, o banco não cobra qualquer tipo de comissão.
 
JUNTE TODOS OS SEUS CRÉDITOS NUM SÓ
Simplifique as suas contas, consulte agora os nossos especialistas em crédito consolidado. Ao juntar os seus créditos, fica com apenas uma mensalidade, paga sempre ao mesmo dia do mês.

3. O papel dos bancos

Depois de procurar a sua entidade bancária, a mesma irá avaliar a sua situação e concluir se está ou não a entrar em incumprimento. Se depois da avaliação o banco perceber que o cliente tem capacidade para cumprir o pagamento do crédito, procede-se a uma renegociação da dívida ou consolidação do crédito. Partirá da entidade bancária apresentar um plano adequado à sua situação. Antes deve fazer uma simulação.
 

4. O que ganho em renegociar dívidas?

A renegociação das suas dívidas é, muitas vezes, uma excelente solução para conseguir sair do estado de incumprimento antes de chegar aos tribunais. É fundamental que analise muito bem a situação com a entidade bancária e que perceba até onde pode ir. Normalmente a renegociação de dívidas ou a consolidação de créditos resultam num alargamento dos prazos de pagamento e por consequência numa diminuição do valor mensal a pagar. Os juros também são revistos e reduzidos. A consolidação de créditos consiste em agrupar todas as prestações numa só que fica significativamente mais baixa. 
 
Saiba mais sobre o Procedimento Extrajudicial de Regularização de Situações de Incumprimento (PERSI).
 
Poupe até 60%, reduza as suas mensalidades com o crédito consolidado, saiba como.
 
Veja também: