O bom tempo voltou! Como vender o que já não usa para ganhar espaço… e dinheiro.

Aquilo que já não lhe faz falta pode ser exatamente o que outras pessoas procuram. Descubra como vender o que já não usa de forma simples e rápida!

O bom tempo voltou! Como vender o que já não usa para ganhar espaço… e dinheiro.
"Destralhe" a sua casa!

Muitas vezes não nos apercebemos daquilo que temos em casa a que já não damos qualquer uso, seja a roupa de inverno que deixou de servir mas ainda está como nova, ou a bicicleta arrumada na garagem porque entretanto adquirimos um modelo mais recente para aproveitar o verão. A verdade é que hoje em dia é simples ganhar espaço e dinheiro, basta saber como vender o que já não usa.


Plataformas online

Vamos começar pela maneira mais fácil de vender o que já não usa. Os sites de vendas online são verdadeiras portas abertas para fazer bom dinheiro e existem, atualmente, bastantes alternativas em Portugal.
O maior e mais completo portal de compra e venda online no nosso país é mesmo o OLX. Com milhares de anúncios ativos é o local ideal para encontrar exatamente aquilo que procura; por outro lado, há sempre alguém exatamente à procura daquilo que quer vender.


Como começar a fazer dinheiro no OLX:

  • É muito fácil. Crie uma conta de utilizador, clique em “anunciar e vender” e preencha os campos do formulário. Escolha a categoria em que se enquadram os seus artigos (moda, desporto, carros, tecnologia, imóveis, bebé & criança, etc.), insira uma descrição simples mas completa do item que está a vender (ano de fabrico, estado de conservação, medidas…) e indique a sua localização geográfica.

  • As fotografias que anexar ao seu anúncio são, talvez, a parte mais importante do mesmo: anúncios com imagens têm o dobro das probabilidades de serem vistos, por isso importa que as fotografias que acompanham a descrição dos artigos sejam de boa qualidade.

  • Tem, ainda, a possibilidade de destacar o seu anúncio no topo das pesquisas ou no topo da página, mediante um custo diário que vai de 1€ a 3€.

  • Clique em “publicar anúncio” e está pronto para fazer dinheiro! Simples, não é?


Outras formas de pôr as suas "tralhas" à venda:


Feiras e mercados urbanos
Se há uns anos eram praticamente inexistentes, hoje abundam nas principais cidades portuguesas. As “velhinhas” feiras da Vandoma, no Porto, e da Ladra, em Lisboa, continuam a ser locais de eleição para vendedores e compradores mas há, atualmente, uma maior variedade de opções. Não é difícil encontrar mercados e feiras a acontecer no Porto e em Lisboa, pelo menos uma vez por mês.

No entanto, estas feiras e mercados urbanos apresentam algumas desvantagens. Por norma, é necessária inscrição prévia (paga) para montar um lugar nestes eventos e, não raras vezes, a lista de espera é considerável. Além disso, obriga também a deslocações e a carregar/descarregar todas as "tralhas" que pretende vender.

Lojas de usados e Facebook
As lojas de usados espalharam-se rapidamente um pouco por todo o país e representam uma das maneiras mais simples de vender o que já não usa. No entanto, o fato de serem cada vez mais procuradas por muitos vendedores faz com que, muitas vezes, estas lojas não aceitem os artigos de forma imediata (porque não querem acumular stock) e não paguem um valor "justo" pelas suas coisas.

Já aqui tínhamos falado do Facebook como a rede social de eleição para vender o que já não quer ou não precisa.
Prepare-se, no entanto, para ter algum trabalho antes de ver o retorno: é que depois de criar a sua página de vendas, terá de passar algum tempo a divulgá-la até chegar a potenciais interessados e conseguir uma comunidade considerável.


Qual a melhor opção?

Pesados os prós e os contras das alternativas para vender o que deixou de usar, já sabe o que tem a fazer quando acabar de ler este artigo: agarre no smartphone ou na máquina fotográfica, explore os armários e a garagem e coloque o que já não quer à venda no OLX. “É fácil anunciar e há de tudo para comprar.”


Não perca mais tempo. Comece já a vender o que não precisa!


Veja também: