AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Competências pessoais: porque são importantes?

As competências pessoais assumem um papel de destaque no recrutamento e podem ser determinantes na escolha de um candidato.

Competências pessoais: porque são importantes?
Nem só de competências técnicas é feito um profissional. As competências pessoais também contam… e muito!

Se pensa que um bom conjunto de competências técnicas já faz de si um bom profissional e que está “safo”, está enganado. Há outras competências tidas em conta e essas são muitas vezes desvalorizadas. Falamos das competências pessoais. Sim, essas também contam e, na hora do recrutamento, podem ser fundamentais para ser o escolhido.
 

Competências pessoais: quais são?

Entre as competências pessoais que certamente vão ter um impacto positivo na sua carreira podemos incluir competências como:
  1. Confiança (auto-estima)
  2. Capacidade de adaptação
  3. Iniciativa e/ou proatividade
  4. Otimismo e atitude positiva
  5. Empatia
  6. Assertividade
  7. Liderança
  8. Espírito de equipa
  9. Facilidade de relacionamento interpessoal
  10. Pensamento crítico
  11. Controlo emocional
  12. Facilidade de integração
  13. Autonomia
  14. Determinação
 

Porque são importantes?

Como deve ter percebido, as competências pessoais estão intimamente ligadas aos traços de personalidade de cada um. Essas são desenvolvidas ao longo da sua vida e, em contexto profissional, estas competências são particularmente importantes já que, em boa medida, são elas que o vão ajudar destacar o seu valor e competências técnicas.
Repare. Pode até ser um ótimo gestor, mas se não tiver confiança em si mesmo, dificilmente será capaz de demonstrar o seu valor nessas funções.

Muitas destas competências pessoais integram também o leque das soft skills, das quais já aqui falamos e cuja importância já conhece.

No fundo, as competências profissionais resultam da combinação de conhecimentos técnicos, aptidões e comportamentos, revelados em situações profissionais com o intuito de ir ao encontro dos objetivos da organização em que trabalha, sendo que esses comportamentos e reações perante um determinado cenário são fortemente influenciados pelos seus traços de personalidade e pelas suas competências pessoais.

 

Como as destacar?

Qualquer profissional ambicionar ter sucesso. Até aqui sem novidades. Para alcançar esse sucesso, precisa antes de mais de perceber qual o caminho a seguir para lá chegar. E logo aqui as suas competências pessoais entram em jogo, já que o primeiro passo é identificar as suas competências profissionais (ou técnicas), bem como as suas competências pessoais para determinar os seus pontos fortes e/ou mais fracos.

Esta avaliação é fundamental na medida em que permite determinar quais os aspetos da sua personalidade que podem influenciar o seu percurso, as suas aptidões e conhecimentos profissionais, ou ainda os seus interesses e motivações que serão determinantes para a sua atividade profissional.

Ao fazer esta avaliação será capaz de ter uma visão mais clara daquilo que pode querer transmitir aos empregadores e/ou realçar no seu Curriculum Vitae (CV).

A forma como se apresenta, a sua presença ou até a forma como interage com outros serão determinantes para destacar as suas competências pessoais.  

 

Seja você mesmo

De pouco ou nada lhe adianta tentar “mostrar” competências pessoais que não tem. Mais tarde ou mais cedo os seus reais traços acabarão por “vir ao de cima”. Por isso, analise as suas competências (as que realmente tem) e use-as a seu favor.


Veja também: