Contabilidade organizada: o que é?

O regime fiscal definido como contabilidade organizada, traz mais vantagens do que deavantagens e possibilita fortes deduções em IRS. Saiba mais neste artigo.

Contabilidade organizada: o que é?
Tire todas as dúvidas sobre contabilidade organizada

Existem duas formas de organizar a sua contabilidade: através da contabilidade organizada ou através do regime simplificado. Ter a contabilidade organizada significa optar por tributar os rendimentos que são consequentes de uma actividade comercial ou de um negócio que possa ter. A contabilidade organizada é por isso um regime fiscal obrigatório para determinadas pessoas, como pode ler a seguir.

Quem é obrigado a ter contabilidade organizada?

A contabilidade organizada é obrigatória para os seguintes casos:
  • Todas as sociedades, como por exemplo as sociedades anónimas, sociedades por quotas ou sociedades em nome individual;
  • Para todos os profissionais liberais ou empresários em nome individual que tenham um rendimento anual líquido superior a 200 mil euros.

Tome nota:
Mesmo os profissionais liberais ou empresários em nome individual cujo rendimento não exceda os 200 mil euros por ano, podem optar pela contabilidade organizada ou, se preferirem, pelo regime simplificado.


Vantagens e desvantagens


Vantagens:

  • Consegue organizar as contas de forma a apurar o lucro ou o prejuízo de forma rigorosa. É ideal para actividades maiores e mais complexas;
  • É o regime fiscal mais eficiente para todos aqueles que se encontrem na situação acima mencionada;
  • Permite deduzir a generalidade dos encargos com a profissão;

Desvantagens:

  • Se optar pela contabilidade organizada, é obrigado a contratar um técnico oficial de contas, o que lhe trará um custo mensal acrescido que pode rondar os 150€/mês.


Deduções de IRS

Se optar pela contabilidade organizada, pode fazer deduzir no IRS o seguinte:
  • As despesas que tem mensalmente com o Técnico Oficial de Contas;
  • As despesas com o carro para fins profissionais e os respectivos gastos: combustível, deslocações, entre outros;
  • As despesas com estadias, caso fique fora em trabalho;
  • Multas se cometer infracções;
  • Despesas com material informático;
  • Despesas do local físico de trabalho, como manutenção e restauro, rendas, contas, empréstimos bancários, entre outros.

Saiba que:
Tendo a contabilidade organizada, o período mínimo de permanência neste regime é de três anos. Se não quiser cumprir com esta permanência terá de comunicar a alteração do seu regime mediante a apresentação de uma declaração.


Veja também: