Contas para emigrantes: o que saber

As contas para emigrantes são um dos produtos financeiros que os bancos oferecem hoje em dia. Mas o que há de diferente neste tipo de contas?

Contas para emigrantes: o que saber
Há cada vez mais bancos a apostar em contas para emigrantes
  • Os Certificados de Aforro são a melhor aposta para os emigrantes

Têm sido muitos os bancos que insistem em oferecer produtos diferentes para emigrantes. As contas para emigrantes têm vindo a ganhar terreno ao longo dos anos e a verdade é que isto deve-se essencialmente à vontade da banca em cativar os rendimentos que vêm do estrangeiro.
A ideia é que o dinheiro que gerações e gerações de portugueses vão ganhando além-fronteiras, seja depois canalizado para as poupanças na banca portuguesa.


Onde abrir uma conta para emigrantes

Segundo um estudo recente da DECO – Associação de Defesa do Consumidor, existem algumas soluções vantajosas no mercado para os residentes no estrangeiro investirem. São elas:

1. Banco Banif

O Banif foi considerado o Banco cuja oferta é a mais generosa para residentes no estrangeiro. Por exemplo, se  o depósito for feito em euros, as taxas anuais líquidas variam entre 1,5% a 1,7%, podendo atingir 2,6% se abrir a conta em dólares canadianos e aplicar mais de 100 mil euros.


2. Montepio

O Montepio é uma das entidades que oferece um depósito generoso, mas cuja aplicação apresenta prazos entre 1 e 12 meses sem que a taxa anual líquida supere os 0,5%.


3. Correios

Após uma análise do mercado, as aplicações dos Correios são de longe as mais benéficas para o dinheiro dos emigrantes. Os chamados Certificados de Aforro rendem uma taxa anual líquida de 2,3% no prazo de dois anos.
Informe-se aqui.


Benefícios Fiscais

As contas para os emigrantes garantem um benefício fiscal essencial. Estes produtos financeiros preveem a isenção do Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT).
Por outro lado, desde 2007 que já não é possível haver dedução da taxa de IRS sobre os juros de depósitos em contas para emigrantes. Assim, as mesmas estão sujeitas à mesma tributação que qualquer conta poupança ou depósito a prazo.


Vantagens

Para além do benefício fiscal, as contas de emigrantes têm algumas condições associadas que podem ser benéficas para os portugueses que fazem vida além-fronteiras. Os tipos de depósitos mais generosos ou os produtos financeiros desenhados especificamente para o perfil dos emigrantes podem ser consideradas vantagens que mais tarde se reflectem nos resultados dos investimentos.


Desvantagens

A principal desvantagem das contas para emigrantes está associada às taxas anuais líquidas dos depósitos para residentes no estrangeiro. Estas variam entre 0,5% e 1,7% para prazos de cerca de 12 meses, valores esses que não são substancialmente vantajosos face às taxas de juro dos depósitos não dirigidos a emigrantes.


Veja também: