PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Sabia que deve correr para ficar inteligente?

Estudos recentes mostram que é possível correr para ficar inteligente e fortalecer a mente.

Sabia que deve correr para ficar inteligente?
Descubra como!

Se quando está a planear uma boa dose de corrida acha que está a fazer bem maioritariamente aos músculos do corpo, saiba que não é só a estes que está a estimular. Estudos realizados não só em ratos e macacos, como também em pessoas, já vieram demonstrar que ao exercitar os músculos das pernas está também a fortalecer a mente.

Se não acredita que pode correr para ficar inteligente, então veja: foi provado que ao realizar exercícios de resistência de longo prazo, como a corrida, os seus músculos ficam alterados de tal forma que provocam mudanças no cérebro e ajudam à aprendizagem e à memória.

De acordo com testes realizados em animais de laboratórios, verificou-se que, quando se dá a exercitação dos músculos, acontece um processo chamado “neurogénese”.

Este processo consiste na criação de novos neurónios nos cérebros, que vão ocupar diferentes áreas do mesmo, desde a zona do pensamento à das lembranças.

Apesar de ainda não estar cientificamente definido o processo de como é que é possível correr para ficar inteligente, a verdade é que, mais até do que estímulos mentais, os estímulos físicos levam à criação de novos neurónios.

Além disso, a corrida e o exercício físico são aliados inegáveis da nossa mente noutros aspetos.


3 vantagens de correr para ficar inteligente


Melhora a auto-estima

Ao praticar exercício físico regular, vai sentir-se melhor consigo e com o seu corpo e vai andar, naturalmente, mais feliz. Isto faz com que a sua mente não esteja ocupada com distrações como a preocupação com a má forma física, e se possa direcionar para temas mais estimulantes à nossa inteligência.

 

Aumenta a concentração e o foco

A corrida e outros treinos físicos de alguma intensidade e regularidade exigem uma disciplina e concentração relativamente grandes. Ao comprometer-se  com uma atividade destas está a estimular o seu cérebro a ter um maior foco nas tarefas a que se propõe fazer.

 

Melhora a produtividade

Pode parecer uma frase contraditória, mas a verdade é que o exercício físico dá energia! No final do treino pode sentir-se completamente esgotado, mas logo após este período terá uma sensação de energia renovada, que pode aplicar na realização de tarefas do trabalho, por exemplo.

 

Quanto preciso correr para ficar inteligente?

Ainda está em fase de estudos a determinação de quanto é necessário, ao certo, de exercício físico para “renovar” o cérebro. Para já, o que é sabido é que os resultados são muito eficazes em exercícios e treinos de alta intensidade.

No entanto, investigadores especialistas afirmam também que qualquer exercício praticado já é em si mais benéfico para o cérebro do que nenhum.

E agora, vai começar a correr para ficar inteligente?

Veja também: