Crédito Consolidado – Erros comuns a evitar

Conheça seis dos erros comuns que deve evitar no crédito consolidado. O que precisa saber para que o crédito consolidado seja efetivamente a solução ideal para si.

Crédito Consolidado – Erros comuns a evitar
Erros que não deve cometer.

O crédito consolidado pode ser uma boa solução para resolver situações de crédito malparado. No entanto, ainda que a ideia de juntar todos os seus créditos, como o empréstimo da habitação, do carro ou outros créditos de consumo, pagando um valor mais baixo mensalmente, mas alargando os prazos de pagamento possa solucionar alguns problemas financeiros mensais, deve estar ciente de que esta é apenas uma solução de recurso e que implica disciplina financeira.


Seis erros comuns a evitar no crédito consolidado


1. Não avaliar o seu (do agregado familiar) orçamento mensal

Antes de optar pela consolidação de créditos dever ter consciência do orçamento mensal disponível (despesas/receitas/valor disponível diário/mensal). A partir daqui calcule a sua taxa de esforço para saber quanto pode pagar para não voltar a entrar em incumprimento.


2. Não implementar disciplina orçamental

A sensação de “folga” criada pelo crédito consolidado (passa a pagar menos mensalmente pelo crédito) pode induzir a gastos desnecessários ou até em adquirir novos empréstimos. Se não implementar disciplina orçamental, em si e seu agregado familiar, a consolidação pode não ser benéfica.


3. Aceitar a primeira proposta

Existem muitas entidades financeiras com propostas de crédito consolidado. Mesmo que a primeira abordagem seja feita no banco onde tem o seu principal crédito (à habitação, por exemplo), não deixe de pesquisar no mercado outras alternativas e depois escolha o mais adequado para o seu caso. Compare taxas de juros e/ou comissões agregados ao novo crédito consolidado (lembre-se que a taxa a reter é a TAEG - Taxa Anual Efetiva Global), bem como o prazo de pagamento das prestações. Se ficar com dúvidas pode, também, recorrer a ajuda especializada.


JUNTE TODOS OS SEUS CRÉDITOS NUM SÓ
Simplifique as suas contas, consulte agora os nossos especialistas em crédito consolidado. Ao juntar os seus créditos, fica com apenas uma mensalidade, paga sempre ao mesmo dia do mês.

4. Julgar os benefícios do crédito consolidado, unicamente, pelo seu prazo de pagamento

É vulgar pensar-se que a melhor proposta é a que lhe dá um prazo mais alargado de pagamento, mas, convém não esquecer que quanto maior o prazo de pagamento, mais juros pagará. Neste âmbito, deve avaliar ainda o valor total a pagar no final do contrato do crédito consolidado pois poderá ser muito superior ao que pagaria com os outros créditos.


5. Não aproveitar a oportunidade para poupar

Aproveite a diminuição do encargo mensal para constituir uma poupança, assim estará preparado para qualquer eventualidade, evitando cair em novo incumprimento.


6. Não antever os riscos de novo incumprimento

No seguimento da ideia anterior, não se deve esquecer que entrar em novo incumprimento terá graves implicações. Por exemplo, a maior parte das consolidações implica uma hipoteca, quase sempre da casa associada ao crédito à habitação. Um novo incumprimento origina a perda da mesma. Projete o futuro.


Veja também: