Crédito Pessoal: Qual o melhor banco?

São inúmeras as possibilidades quando se fala de crédito pessoal.  Não se perca no meio dos números e escolha o melhor banco com o produto certo para si, que muitas vezes poderá não ser aquele com a prestação mais baixa.

Crédito Pessoal: Qual o melhor banco?
  • O facto de a oferta ser muita e variada faz com que o comum consumidor acabe por ficar perdido entre TAEG’s e TANB’s.

Para que consiga, comodamente, escolher o crédito pessoal que melhor se adequa a si e à sua família, existem alguns pontos a ter em consideração. Antes de mais, é necessário que tenha consciência que a mensalidade baixa não representa, de todo, a melhor opção pois o montante final imputado ao consumidor poderá ser bastante maior do que o normal.


Quando estiver a comparar créditos pessoais, tenha em mente que poderá alterar os parâmetros para que o produto se torne ainda mais vantajoso. No entanto, lembre-se sempre do impacto que essas mudanças poderão implicar, a longo prazo, um maior dispêndio de dinheiro, quer pelo prolongamento do prazo de pagamento, quer pelas penalizações por atrasos nas prestações.


Consciente de todas estas situações, afinal qual é o melhor banco para contratualizar o seu crédito pessoal? Segundo diversas simulações, existem diferenças substanciais entre os variados produtos oferecidos pelas instituições bancárias. Por norma, a média do montante total imputado ao consumidor tem menos impacto nas empresas que contratualizam os créditos pessoais através da internet e do telefone.


De acordo com o que se pode verificar, o ActivoBank possui o valor mais atrativo, com o Crédito MultiUsos, seguido do BPI e, de muito perto, é acompanhado pelo Deutsche Bank e pelo Montepio com a opção de taxa indexada à Euribor. Do outro da balança, aparecem as soluções mais pesadas para o bolso dos consumidores, apresentadas pelo Santander Totta, BES e a Caixa de Crédito Agrícola.


As melhores taxas anuais (TAN) são apresentadas pelo ActivoBank, BPI e o Montepio Geral, seguido do Deutsche Bank. O Santader Totta, o BES e o Crédito Agrícola, voltam também neste índice a apresentar os piores resultados, com taxas entre os 17,5% e os 16,5%.


Analisando friamente todos os resultados obtidos, é indubitável que o ActivoBank oferece o crédito pessoal mais atrativo, seguido do Deutsche Bank e o Montepio. Já no que toca aos menos atrativos, surge o Santander Totta, o BES e o Crédito Agrícola. De ressalvar que todos os resultados são bastante subjetivos, sendo necessário analisar o seu caso concreto, dependendo das características que queira imprimir ao seu crédito pessoal, nomeadamente ao nível de outros produtos que possa ter nessas instituições ou mesmo dos prazos de pagamento. Seja de que forma for, informe-se de todas as condições e muna-se dos melhores argumentos para que consiga, da melhore forma, negociar o produto que lhe oferecem.

 

Tenha também em atenção que, antes de avançar para um crédito pessoal, convém fazer todas as contas, nomeadamente ao nível de eventualidades que possam surgir no futuro. Desta forma, estará a evitar constrangimentos que possam vir a surgir e a evitar uma possível instabilidade financeira. Acima de tudo, seja responsável!



Veja também: