Crédito pessoal responsável

A facilidade com que se concedia crédito pessoal fez com que hoje as famílias se vejam a braços com a dificuldade de ver cumpridas todas as suas responsabilidades, fruto da atual conjuntura e do flagelo do desemprego. Mas isso significará o fim dos empréstimos?

Crédito pessoal responsável
Alguns cuidados a ter se pretende contratar um crédito

A sociedade vive de sonhos e projetos e a grande maioria deles necessita de dinheiro para ser concretizável. Assim, é imperioso que não exista uma cessão total de crédito. Para as famílias, a forma mais fácil e mais célere de conseguir realizar os seus sonhos e projetos é recorrer ao crédito pessoal. No entanto, há que ter alguns cuidados quando se pretende contratar este produto financeiro. Neste sentido, tome nota dos dez conselhos essenciais quando pensar em contrair um crédito pessoal.


Dez conselhos a ter em conta antes de pedir um crédito pessoal

1. Antes de mais, não acredite em tudo o que vê, ouve ou lê. Existem muitas empresas que não mostram, à primeira vista, o custo real do empréstimo e, portanto, convém fazer as contas e saber quais os encargos totais do crédito que pretende fazer. Já diz o ditado popular que «quando a esmola é demais o pobre desconfia» e, portanto, se encontrar um produto com condições extraordinárias, verifique junto do Banco de Portugal se as mesmas são reais e legais já que este é o organismo que fiscaliza toda a atividade financeira em Portugal.


2. Deve sempre recorrer às bases do Banco de Portugal, ou outras, para conhecer a instituição de crédito onde pretende adquirir o seu crédito pessoal, nomeadamente à qualidade dos seus produtos e dos seus serviços.


3. Quando escolher o seu crédito pessoal, compare sempre aquilo que é proposto à partida e aquilo que lhe é entregue para assinar aquando da contratação do empréstimo. Não se esqueça de ter em conta, também, os rodapés e letras de menor dimensão.


4. Para que não existam surpresas, confirme as taxas de juro, as despesas de comissão e de abertura de contrato. E se tiver dúvidas, não hesite em esclarece-las até estar totalmente à vontade com o crédito pessoal escolhido e com a proposta apresentada.


5. Existem juros indexados a taxa fixa ou a taxa variável e reflita sobre a modalidade que mais lhe convém, mesmo que isso represente uma mensalidade superior. De salientar que muitas vezes o crédito pessoal com menor prestação mensal poderá significar um maior montante total do crédito pelo superior prazo de reembolso.


6. É certo que quando contrai um crédito pessoal não pretende incumprir o seu pagamento. No entanto, imprevistos acontecem e, por isso, é fundamental que conheça as penalizações que poderão decorrer do incumprimento ou do atraso no pagamento da mensalidade.


7. Informe-se sobre os procedimentos e requisitos para realizar amortizações antecipadas, mesmo que não tencione pagar adiantado parte da dívida.


8. Muitas vezes, é possível ter melhores condições no crédito pessoal quando se subscreve alguns produtos e/ou serviços paralelos. Contas bancárias especiais e seguros específicos são os mais comuns. No entanto, é necessário ter a certeza que usufruirá efetivamente destas subscrições. Caso contrário, apenas estará a contratualizar algo totalmente desnecessário e que não tem qualquer interesse para si.

9. Esteja consciente dos seus direitos e peça sempre uma cópia do contrato do crédito pessoal assinado. Esta é uma garantia daquilo que acaba de contratualizar.


10. Por fim, não assuma que as informações que lhe foram dadas quando andava nas suas pesquisas pelo melhor crédito pessoal. Leia todo o contrato e demore o tempo que for necessário. Todos os intervenientes estarão de boa-fé e a cumprir aquilo que foi dito, mas antes ter a certeza do que ser surpreendido. 


Os dez conselhos já foram dados, mas de qualquer forma, fica um último: Responsabilidade é a palavra-chave quando se trata de crédito pessoal. Não tente resolver os seus problemas financeiros com mais um crédito. Pondere e lembre-se sempre que um crédito pessoal é a forma indicada para realizar os seus sonhos e não uma forma de tornar a sua vida num pesadelo…