Crédito rápido: onde, como e cuidados a ter

Crédito rápido pode ser a solução para fazer face a despesas inesperadas ou mesmo para investimento pessoal. Conheça aqui as principais precauções a ter.

Crédito rápido: onde, como e cuidados a ter
Precauções a ter e ofertas disponíveis no mercado

Crédito rápido pode ser uma boa solução de resposta a uma despesa inesperada, uma emergência médica ou o pagamento urgente de uma dívida. Mas pode também ser um recurso útil apenas como almofada financeira, ou uma forma de investimento pessoal: investir na formação e educação, realizar uma viagem de sonho ou simplesmente adquirir bens ou serviços com ofertas no momento.

O Crédito Pessoal Rápido é uma solução de crédito que pode responder aos mais diversos fins, e que apresenta como vantagens a rapidez de resposta (por vezes em menos de 48 horas) e a possibilidade de ser solicitado online.

Existe, sem dúvida, uma maior rapidez e simplificação do processo, face à solicitação de um crédito num balcão tradicional.

Crédito rápido: precauções a ter

credito-rapido

Como qualquer crédito, o Crédito Pessoal Rápido tem taxas de juro associadas. Neste caso, a rapidez do processo e o maior risco associado acarretam taxas de juros mais altas. Nesse sentido, deverá avaliar com cuidado o valor de crédito de que realmente necessita e a capacidade de resposta ao prazo de pagamento estabelecido.

Por essa razão, antes de optar pela solução de crédito rápido, tenha em atenção algumas questões:

  • Confirme a credibilidade da instituição financeira em causa (através das informações prestadas pelo Banco de Portugal, por exemplo);
  • Avalie as taxas de juro associadas, nomeadamente a TAEG (Taxa Anual Efetiva Global) e todas as comissões associadas;
  • Avalie os custos de adesão a um seguro ao crédito;
  • Desconfie se for solicitado um valor para despesas de processo;
  • Não forneça dados bancários de contas em seu nome, nomeadamente códigos de acesso de Home Banking.

Acima de tudo, tenha em conta que a constituição de um crédito pessoal tem, obrigatoriamente, de cumprir um conjunto de regras estabelecidas pelo Banco de Portugal.

Em que instituições se pode solicitar um crédito rápido?

Para solicitar um Crédito Pessoal Rápido não necessita de ser cliente de uma instituição bancária em particular. Em vários sites encontrará simuladores, que lhe indicarão, para o montante pretendido e o prazo, a mensalidade a pagar, as taxas de juro associadas e o MTIC (montante total imputado ao consumidor, ou seja, o valor final que pagará pelo crédito, incluindo todas as taxas, comissões, impostos e encargos de qualquer natureza. Este valor exclui apenas os prémios de seguro, que é de adesão facultativa).

Alguns produtos disponibilizados no mercado:

1. Crédito pessoal Cofidis

Em Portugal desde 1996, a Cofidis tem conquistado uma posição de referência na venda e gestão de crédito a particulares. Apresenta como produtos uma série de soluções, entre as quais o crédito pessoal. No seu site poderá fazer uma simulação rápida e avaliar todos os custos associados.

2. Crédito Online Cetelem

A Cetelem, marca comercial do BNP Paribas Personal Finance, está presente em Portugal desde 1993, e, tal como a Cofidis, disponibiliza no seu site um simulador que permite avaliar rapidamente os custos de um crédito rápido, e compará-lo com outras propostas de mercado.

Caso pretenda obter um crédito rápido a partir de instituições bancárias das quais já é cliente, poderá, naturalmente, beneficiar de condições vantajosas. Nesse sentido, poderá verificar as propostas do Santander Totta, ou do Millennium BCP.

No entanto, os simuladores disponibilizados são menos eficazes, não apresentam todas as taxas e custos associados, aconselhando-se uma consulta mais personalizada através de contacto directo com a instituição bancária, caso seja cliente.

Veja também:

Continuar a Ler