As famosas Crocs podem fazer mal aos pés

Desde 2002 que as Crocs têm conquistado o mercado de 90 países em todo o mundo, principalmente pelo conforto. Porém, há especialistas que as desaconselham.

As famosas Crocs podem fazer mal aos pés
Confortáveis mas desaconselhadas?

Não há quem fique indiferente às Crocs: é daqueles produtos que se ama ou se odeia, mas a que raramente se fica indiferente. Um dos pontos fortes mais apontados é o nível de conforto, além da capacidade de flutuarem ou de serem de borracha. Agradam a miúdos e graúdos, a turistas e profissionais de várias áreas.


Tendinites? A culpa pode ser das Crocs

Segundo as opiniões ouvidas pelo Huffington Post, as Crocs são práticas para fazer jardinagem, pois mesmo que se sujem muito, uma mangueirada resolve rapidamente o problema; oferecem uma excelente proteção para os pés e dedos dos pés (ao contrário dos chinelos de dedo) para os turistas que se querem defender do peixe-aranha, por exemplo; e o seu nível de conforto cativa os profissionais que passam muitas horas de pé (enfermeiros, cabeleireiros, cozinheiros). Assim se percebe como já se venderam mais de 300 milhões de pares em 90 países.

Porém, segundo alguns podologistas em declarações ao Huffington Post, elas podem fazer mal aos pés. Estes especialistas, que alegam já ter recebido algumas queixas, alertam para a falta de apoio no calcanhar e no arco entre os calcanhar e os dedos. Esses elementos podem provocar alguns problemas, como por exemplo tendinites, agravamento de deformidades ou problemas nos dedos dos pés, ou mesmo nas unhas. Referem ainda a possibilidade de provocar calos, embora as queixas se centrem principalmente nas dores no arco do pé.

A maior parte dos especialistas auscultados refere que o problema maior se prende com o excesso de uso das Crocs, isto é, não há problema em usar este calçado para uma ida à praia, embora seja completamente desaconselhado o uso diário de 8 a 10 horas. As pessoas menos afetadas negativamente pelo uso das Crocs são as que têm um arco do pé muito alto ou edema nas pernas e calcanhares, mas mesmo assim devem ser usadas apenas em períodos curtos.

Veja também: