4 cuidados a ter quando for conduzir no estrangeiro

Pretende conduzir no estrangeiro? Basta ter alguns cuidados extra e pode ir descansado, que tudo correrá bem

4 cuidados a ter quando for conduzir no estrangeiro
Não deixe que nada corra mal fora de Portugal

Poupe em média mais de 250€ por ano com o seu Seguro AutomóvelS​e vai levar o carro a passear para fora de Portugal, então há certos cuidados que precisa de ter quando for conduzir no estrangeiro. Vale mais prevenir do que remediar, e se estiver lá fora é bom que tenha tudo prevenido para não se meter em sarilhos.
 

4 Cuidados a ter antes de ir conduzir para fora

 

1. Tenha a Licença Internacional de Condução (LIC)

Se tirou a carta de condução em Portugal, então esta é reconhecida em toda a União Europeia (UE), mas não é reconhecida em todo o mundo. Se é portador de carta de condução pode, no entanto, requerer a licença internacional de condução no IMTT para poder conduzir lá fora. 

Atenção, a guia provisória não o deixa conduzir no estrangeiro.

A licença apenas o deixa conduzir quando acompanhada com a carta de condução. No estrangeiro apenas com a licença é capaz de ter problemas, sendo que o melhor é informar-se com as autoridades do país para onde vai. No IMTT terá de pagar uma taxa de €30 para ter a licença, e lá fora uma grande multa se não a tiver.

 

2. Fale com a sua seguradora

Se vai conduzir no estrangeiro apenas temporariamente, desde que na UE, precisa apenas de ter o carro registado em Portugal e o seguro obrigatório contra terceiros. Este seguro é válido em toda a UE. No que toca a seguros facultativos deve-se informar com a sua seguradora pois não existem regras comuns para toda a UE.

Se for conduzir permanentemente no estrangeiro, ou por longos períodos de tempo, deve registar o seu carro no país de acolhimento. Antes de partir para conduzir no estrangeiro dê sempre um telefonema à seguradora.

 

3. Informe-se acerca do país para onde vai

Vários países têm regras de condução específicas que não lembram a ninguém, e o melhor é fazer os trabalhos de casa acerca do país para onde vai. Por exemplo na Rússia é obrigatório ter o carro limpo, senão pode apanhar com uma coima em cima.

Não se esqueça de ver qual é o número de emergência local para o caso de algo correr mal. Na UE o número é o 112, mas fora dela existem outros.

 

4. Verifique tudo antes de ir para estrangeiro

Não se esqueça de atualizar os seus mapas do país para onde vai. O mundo está em constante mudança e se tiver um mapa que esteja diferente da realidade pode acabar perdido sem saber falar a língua para pedir ajuda – não é uma situação muito agradável para ninguém.

Por fim, não se esqueça de ir com o carro ao mecânico ver se está tudo em condições e de levar todos os documentos. Vai dar muito menos trabalho do que meter-se em problemas noutro país e ter de os resolver enquanto decifra o que lhe dizem lá fora.
 

Proteja o seu carro de todas as más surpresas. Simule um Seguro Auto adaptado às suas necessidades!


Veja também: