AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Curriculum Vitae: o que incluir sempre

Para captar a atenção dos recrutadores, muitos candidatos focam-se apenas nas informações que devem evitar no seu Curriculum Vitae e descuram as que devem incluir sempre. 

Curriculum Vitae: o que incluir sempre
Há informações que não podem faltar no seu CV. Saiba quais!

O seu Curriculum Vitae (CV) pode captar as atenções dos seus recrutadores pelas melhores ou piores razões, pelo excesso ou escassez de informação. Portanto, o ideal é assegurar que encontra “a dose certa”.

Se está à procura de emprego é provável que – quando estiver a atualizar o seu Curriculum Vitae - dê por si a pensar sobre quais as informações que lhe darão maiores possibilidades de se destacar. Saber a resposta a esta questão não é uma ciência exata e apenas os seus potenciais recrutadores o poderiam ajudar.

Mas saiba de antemão que a competição é cada vez mais “feroz” no mercado de trabalho atual e, com ou sem fórmula mágica, há coisas que são imprescindíveis.


As 5 coisas que deve incluir sempre no seu CV

Por muito que se “atirem ao ar” dicas sobre como criar um CV imaculado, a verdade é que não existem formas corretas ou erradas de o fazer. No fundo tudo se resume a perceber qual a informação mais adequada ou qual a que deve ser eliminada. A adaptação do seu CV é o segredo. Mas esta questão já foi tema de “conversa” para outros textos. Dito isto, chegamos ao assunto central: as informações fundamentais que não podem faltar no seu Curriculum Vitae.

Para o ajudar veja as nossas sugestões.

1. Dados pessoais

Incluir os dados pessoais no seu CV parece-lhe uma dica demasiado óbvia?! Claramente não recebe candidaturas de emprego ou analisa CV’s. A verdade é que ainda há muitos candidatos que “teimam” em falhar nos detalhes mais elementares. Além do nome, não devem nunca faltar os contactos telefónico e de email, já que são os meios de contato direto entre si e a empresa/recrutador. E acima e tudo lembre-se que os seus recrutadores têm uma janela de tempo disponível muito limitada e a última coisa que vão querer fazer é andar à procura destas informações. O seu Curriculum Vitae deve disponibilizar de forma fácil e rápida os dados de contacto. Inclua-os no topo do seu CV e – se pretender – pode ainda acrescentar o URL para o seu perfil no LinkedIn (é quase certo que os seus recrutadores vão procurar por si e não custa facilitar).

2. Formação e Qualificações académicas

A sua formação académica ou as suas qualificações são informações que todos os recrutadores vão querer saber. Omitir as suas qualificações pode não ser a opção mais correta. Claro que pode sempre argumentar que a sua experiência profissional é suficiente para provar que tem competências para desempenhar as funções, mas ainda assim os seus recrutadores vão correr o seu CV em busca da informação sobre as suas qualificações académicas.

3. Experiência profissional

Esta não pode mesmo falhar, afinal de contas é para isso que serve o seu Curriculum Vitae. No entanto, a informação listada deve ser adaptada a cada oferta a que se está a candidatar. Assegure-se que inclui as experiências que tenham relevância para as especificações de cada oferta; e nas quais tenha desenvolvido ou adquirido competências técnicas que possam ser encaradas como uma mais-valia para as funções a que se está a candidatar.

4. Competências e pontos fortes

Ainda no seguimento do ponto anterior, não deixe de listar e reforçar as suas competências, sejam elas técnicas ou pessoais. Ao assinalar esta informação aos seus recrutadores vai permitir que eles criem uma imagem mais completa de si enquanto profissional/candidato.

5. Referências profissionais (se solicitadas)

Preste atenção à oferta de emprego. É fulcral que – sempre que solicitado – indique as suas referências profissionais. Esta informação deve apresentada no final do seu Curriculum Vitae.


Certo e sabido… convém que não esquecido!

Ao ler este texto, muitos terão suspirado e pensado: “Básico!”. Mas o problema dos detalhes básicos é que tendem a ser esquecidos ou descurados. Por muito que os candidatos a emprego conheçam as regras, a verdade é que frequentemente tendem a focar-se mais nas informações a evitar do que naquelas que são essenciais.

Mas o seu sucesso pode depender dos “pequenos detalhes”. Como tal, se quer ser bem-sucedido trate de prestar atenção às regras mais simples e garanta que o seu Curriculum Vitae não passa despercebido.


Veja também: