AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Quais os cursos com mais e menos emprego em Portugal?

Damos-lhe indicação dos cursos com mais emprego. Faça uma escolha sensata!

Quais os cursos com mais e menos emprego em Portugal?
Os cursos com mais emprego – conheça-os!

A escolha de uma formação superior levanta muitas dúvidas aos jovens, e uma delas é, naturalmente, “quais os cursos com mais emprego?”. Importa assim conhecer os cursos com taxa de empregabilidade mais atractiva! Mostramos-lhe ainda as áreas de estudo que têm registado menor taxa de integração no mercado de trabalho.


Os cursos com mais emprego – conheça-os!

Num mercado de trabalho em constante mutação, é impossível prever com precisão a atractividade de um curso superior para as empresas num prazo de 3 a 6 anos – tempos mínimos de conclusão de um ou dois ciclos de estudos superiores (licenciatura e mestrado integrado, respectivamente). Ainda assim, pelas tendências de emprego observadas e pelo cálculo das taxas de empregabilidade, é possível fazer uma escolha mais consciente e informada do seu curso universitário ou politécnico.


Saúde

Apesar de algumas áreas da saúde registarem um aumento do desemprego, a maioria dos profissionais deste sector conseguem colocação no mercado de trabalho.
Os cursos da área da saúde com taxas de empregabilidade mais apelativas são os de Medicina, Enfermagem, Ciências Biomédicas, Biotecnologia, Farmácia Biomédica e Ciências da Saúde.


Ciências Sociais e Humanas

No que toca às Ciências Sociais, os cursos que registam maior empregabilidade são os relacionados com Gestão: Matemática aplicada à Economia e à Gestão, e Gestão de Empresas.


Tecnologias

As áreas mais tecnológicas abrangem alguns dos cursos com mais emprego em Portugal, destacando-se a Informática, a Matemática aplicada à Computação e a Ciência de Computadores.


Engenharias

Algumas engenharia registam elevadas taxas de empregabilidade, destacando-se a Engenharia Informática, a Engenharia de Produção Industrial e a Engenharia Geológica e de Minas.


Ciências

No campo das Ciências, o curso vencedor é o de Matemática.

 

E os cursos com menos emprego, quais são?

O cenário oposto também se verifica, com um número elevado de jovens portugueses em situação de desemprego, muitos deles registados no Instituto de Emprego e Formação Profissional como desempregados.


Artes

No sector artístico, os cursos com menos emprego são os de Arquitectura, Teatro e Artes Performativas, Design de Comunicação, Animação e Produção Artística, Design e Animação Multimédia e Teatro e Educação.


Ciências Sociais e Humanas

Os cursos de Serviço Social são dos que registam menor taxa de empregabilidade. Nas áreas mais relacionadas com Gestão Financeira, os cursos de Gestão Comercial e Contabilidade registam uma baixa taxa de emprego.


Engenharias

Contrariando a tendência, o curso de Engenharia Zootécnica não promete uma entrada fácil no mercado de trabalho.

A observação das tendências de emprego revela que o número de recém-graduados inscritos nos Centros de Emprego tem vindo a diminuir. Apesar de estes dados poderem não constituir um retrato real da situação profissional dos jovens portugueses, porque nem todos os desempregados se inscrevem nos serviços de emprego, revelam algumas melhorias no panorama da integração profissional dos graduados em Portugal.

Aconselhamo-lo a manter-se a par das taxas de empregabilidade, assim como de outras informações sobre o ensino superior.
Cartão de Crédito Online a 0% de Juros >>
Veja também: