A depilação a laser é permanente? Saiba tudo

Saiba se a depilação a laser é permanente ou não. Conheça melhor o processo e saiba quanto tempo realmente dura.

A depilação a laser é permanente? Saiba tudo
Conheça a resposta à pergunta: a depilação a laser é permanente?

Para quem se questiona frequentemente sobre se a depilação a laser é permanente ou não, saber a resposta a esta questão é, de facto, importante.

Mesmo sendo uma solução dispendiosa, acabar com pelos indesejados parece um sonho aos olhos de quem está cansado de se barbear, aparar ou depilar com frequência.

Saiba se a depilação a laser é permanente


Como funciona a depilação a laser

“A luz laser é dirigida e absorvida pelo pigmento do próprio pelo, que fica no folículo piloso”, explica Robyn Gmyrek, dermatologista da Union Square Laser Dermatology em Nova Iorque. “Quando a luz laser é absorvida, ela cria calor. Se for gerado calor suficiente pelo folículo capilar, ele irá destruir o centro de crescimento do pelo no folículo. Se o centro de crescimento do pelo for destruído, a pessoa não deve criar um novo pelo”.

A Dra. Gmyrek explicou que o pelo passa por um ciclo de descanso e crescimento, razão pela qual são agendados uma série de tratamentos de acompanhamento a cada 4-6 semanas.

“Quando o pelo está na fase de repouso do ciclo, pode não ser capaz de absorver luz laser suficiente ou gerar calor suficiente para destruir o seu centro de crescimento”, disse ela. “Isto significa que tem que se usar laser várias vezes – geralmente cerca de 6 sessões – para remover uma parte substancial do pelo de uma dada área”.

O tratamento pode ser dispendioso

Os custos, os métodos e a eficácia do tratamento dependem do tipo de pele de cada pessoa, da espessura do pelo e da área a depilar a laser.

“Não importa a área que esteja a tratar, geralmente são necessários cerca de 6 tratamentos para alcançar aproximadamente 80% da depilação. Isto baseia-se no ciclo do pelo”, disse Gmyrek.

Depilar a laser um buço ou ambas as pernas não é a mesma coisa, portanto prepare-se para abrir os cordões à bolsa. Fique a conhecer os preços da depilação a laser.

depilacao a laser

O tratamento não funciona para todos

Os três médicos consultados concordaram que o candidato ideal para a depilação a laser é uma pessoa magra com pelos escuros e fortes. As pessoas com cabelo vermelho, loiro, branco ou muito fino têm muito mais dificuldade em ver resultados.

“Isto ocorre porque não há pigmento suficiente para absorver a luz laser no pelo. Se não for suficiente, a luz laser é absorvida e o calor gerado é muito pequeno para destruir o folículo, sendo que o tratamento não terá êxito”, explicou Gmyrek. Para pessoas consideradas más candidatas para fazer depilação a laser, a especialista sugere que explorem a eletrólise.

Depilação a laser para pessoas com pele mais escura

De acordo com o Hooman Khorasani, chefe de cirurgia dermatológica e estética na Icahn School of Medicine no Hospital Mount Sinai de Nova Iorque, é possível tratar indivíduos com pele mais escura, reduzindo a quantidade de energia utilizada e usando longos comprimentos de onda de luz.

No entanto, ele disse que as pessoas com pele mais escura têm maior probabilidade de obter hiperpigmentação, ou um escurecimento da pele, como efeito colateral dos tratamentos.

Gmyrek concordou que as pessoas com pele mais escura podem ter excelentes resultados com a depilação a laser, mas também recomendou que façam um teste primeiro.

“Existe um laser específico chamado  Depilação a Laser Nd: YAG, que é mais seguro de usar em tipos de pele mais escuras”, disse ela. “Pacientes com tipos de pele mais escuras devem proceder com cautela, ir a médicos com experiência no tratamento de tipos de pele mais escuras e obter manchas de teste com o laser antes de tratar uma área maior, pois têm maior risco de possível descoloração da pele com o tratamento a laser.”

A depilação a laser nem sempre é permanente

“É improvável que remova permanentemente cada folículo piloso porque o crescimento do pelo ocorre em várias fases e pode ser influenciado por hormonas ou medicamentos”, explica o Wright Jones, cirurgião plástico e fundador da Muse Plastic Surgery em Atlanta, ao agregador de blogs americano HuffPost.

O cirurgião afirmou ainda que “múltiplos tratamentos podem levar à redução do pelo a longo prazo, mas que os pacientes não devem esperar que a depilação a laser seja permanente”.

Por sua vez, Khorasani assegura que a depilação a laser é eficaz na remoção de 80 a 90 por cento dos pelos, mas nunca a 100%. “Haverá sempre um pouco de pelo que pode voltar”, disse ele.

Encontrar o fornecedor certo é a chave para o sucesso

O fator mais importante na depilação a laser é encontrar o médico certo, com as qualificações corretas. Caso contrário, o tratamento pode não resultar e, no pior dos casos, pode acabar mal.

“É fundamental que os pacientes encontrem um provedor experiente que entenda como adaptar cada tratamento a um tipo específico de pele e cor do pelo”, afirma Wright.

“A depilação a laser pode ser perigosa em mãos inexperientes”, disse Gmyrek. “Eu recomendo que seu tratamento seja realizado por um dermatologista com certificação e que seja treinado e habilidoso no uso de lasers, tendo um profundo conhecimento da pele”.

Como cada tratamento deve ser adequeado a um tipo específico de pele e cor do pelo, o laser nas mãos erradas pode levar a problemas como bolhas, cicatrizes, hiperpigmentação ou hipopigmentação. Portanto, certifique-se de fazer uma pesquisa intensiva antes de expor a sua pele às mãos de alguém!

Veja também: