AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Depressão pós-férias: o que fazer?

Aprenda a reconhecer os sintomas e saiba como evitar a depressão pós-férias.

Depressão pós-férias: o que fazer?
Sim, existe mesmo!

Voltar ao trabalho depois das férias nem sempre é fácil e para alguns pode mesmo tornar-se um problema sério. Falamos da depressão pós-férias. E não, não é invenção, nem “fita” de quem regressa ao trabalho depois de umas magníficas férias.

A depressão pós-férias (ou stress pós-férias, como também é chamado) existe mesmo e pode manifestar-se através de vários sintomas. No entanto, não se pode falar de depressão pós-férias “por dá cá aquela palha”, mas apenas quando certos sintomas se prolongam. Aprenda a reconhecê-los e saiba como evitar a depressão pós-férias.
 

Os sintomas

Todos os profissionais conhecem bem a sensação de voltar a casa e ao trabalho depois de umas belas férias. Mas para uns, os efeitos nefastos do regresso à rotina podem ser mais “pesados” do que para outros. Entre os sintomas mais frequentes podem contar-se, por exemplo:
  1. Dores musculares;
  2. Dores de cabeça;
  3. Insónias;
  4. Sono;
  5. Tristeza;
  6. Cansaço;
  7. Desânimo;
  8. Angústia;
  9. Ansiedade;
  10. Culpa;
  11. Falta de interesse;
  12. Dificuldade de concentração.
Estes são apenas alguns exemplos dos sinais de depressão pós-férias. Ainda assim convém analisar cuidadosamente cada caso, já que todos os profissionais tendem a sentir alguns destes efeitos nos primeiros dias de trabalho, depois do regresso das férias. Para alguns será apenas uma fase de “ressaca” passageira. A depressão, por outro lado, manifesta-se quando os sintomas se prolongam. Nesses casos, o melhor é ler as nossas dicas para combater o problema.

 

4 Dicas para combater a depressão pós-férias

Findas as férias há que enfrentar a dura realidade. Fácil? Nem um pouco. O mais provável é sentir-se exausto e até um pouco desmotivado e pensar que talvez não fosse má ideia ter uma semaninha de férias para descansar… das férias. Tudo isso é normal, mas acredite que os seus empregadores esperam que volte revigorado e produtivo depois das férias. E você pode fazê-lo e “derrotar” essa depressão pós-férias. Ora veja.
 

1. Divida as férias

Não seja “guloso”. É normal que pense em usufruir do maior tempo de férias possível de uma só vez, mas essa não é a melhor estratégia. Evite acumular e usar as suas férias todas de uma só vez. Ao invés reparta as suas férias por vários períodos ao longo do ano. Recomendam-se três períodos de férias por ano. Desta forma tem sempre a motivação de saber que dentro de algum tempo está de regresso a mais umas aguardadas férias.
 

2. Guarde um período de “ressaca”

Ou seja, não regresse das suas férias no dia anterior a voltar ao trabalho. O ideal é que reserve um dia ou dois para estar em casa antes de voltar ao trabalho. Assim vai poder organizar-se e ainda ter algum tempo para descansar da animação das férias.  
 

3. Planeie o primeiro dia de trabalho

A melhor maneira de entrar no ritmo é ser você a definir o ritmo. Por isso, programe o seu primeiro (ou primeiros) dia(s) de trabalho. Agende as reuniões que achar necessárias (e se forem necessárias), defina a agenda de trabalhos e a ordem de prioridades, etc. Esta programação vai ser-lhe muito útil para o ajudar a manter-se focado.
 

4. Pense nas próximas férias

Nada melhor para bater a depressão pós-férias do que começar já a pensar nas próximas. Se seguir a nossa sugestão de dividir as suas férias, pode começar já a planear as próximas. As melhores datas, locais/viagens possíveis, … enfim, vai ver que fica logo mais animado.
 

E agora?

Se as férias acabaram, agora é tempo de voltar à realidade. E você está pronto para voltar ao trabalho?


Veja também: