Depressão profunda: causas, sintomas e tratamento

O corpo, ressentido com a doença, pode enviar os primeiros sinais físicos deste quadro de tristeza extrema. Saiba como combater a depressão profunda.

Depressão profunda: causas, sintomas e tratamento
Esteja atento aos sinais de uma doença que pode ser silenciosa e grave

Sentimento constante de tristeza, pensamentos negativos, vontade de desistir e - até - dores no corpo. Conhece os sintomas da depressão profunda? O problema já fez soar o alerta de especialistas em todo o mundo, e eles garantem: a doença afeta cada vez mais pessoas. Fique atento a este artigo e saiba como combater o problema.

Se já chegou a pensar que a depressão é um mal que só se manifesta através de sintomas psicológicos, enganou-se. Quando a doença mental bate à porta, todo o corpo é capaz de dar sinais da sua presença.  Para diagnosticar o problema depressivo, um médico especialista deve ser consultado para iniciar os tratamentos, no entanto, é em casa que pode identificar os primeiros sintomas.

Descubra neste artigo quais são as causas, os sinais e as medidas a tomar quando a depressão profunda surge - e saiba quando deve agir para que sejam tomadas as providências de acompanhamento e de tratamento. Evitar entrar na espiral da doença é o primeiro passo a dar para não sair dela com consequências mais graves.



Causas da depressão profunda

Podem ser inúmeras as causas que levam a uma depressão profunda. A morte de um ente querido, uma separação, problemas financeiros, dificuldades familiares... Os motivos são variadíssimos e podem ser desencadeados a qualquer altura, apanhando mesmo os mais saudáveis.

No entanto, a doença pode ser também influenciada por traços da personalidade da pessoa.  A resistência em lidar situações menos positivas na vida, por exemplo, é um dos fatores que pode fazer surgir o problema.


Sintomas da depressão profunda

Cada pessoa reage de forma diferente à depressão profunda e pode manifestar diferentes sintomas. O facto de não sentir algum dos sinais aqui apresentados não significa que esteja livre da doença - assim como apresentar alguns sintomas não quer dizer, necessariamente, que deva ficar em alerta.  Lembre-se: diagnosticar é função do médico. 


Sintomas físicos

Nem só de sintomas psicológicos vive a depressão profunda. Esteja atento aos seguintes sinais:
 
  • Dor de cabeça intensa e profunda - este sintoma pode alargar-se muitas vezes a dores intensas pelo resto do corpo (costas, pernas, braços, zona abdominal, entre outras);
  • Prisão de ventre - este sintoma acontece porque as pessoas que sofrem com a depressão profunda não se sentem à vontade em praticamente nenhum lugar - e por isso mesmo podem não conseguir estabelecer a normalidade das suas necessidades fisiológicas;
  • Dores no peito - muitas vezes, são causadas pela ansiedade constante em que os doentes vivem.


Sintomas psicológicos

Em termos psicológicos, o sintoma mais comum da depressão profunda é o sentimento de tristeza intensa e constante. Para além disso, o doente pode apresentar:
 
  • Baixa autoestima;
  • Pensamentos negativos;
  • Isolamento;
  • Sentimento de culpa;
  • Dificuldade de concentração;
  • Tendências suicidas;
  • Auto crítica exacerbada;
  • Falta de energia para cumprir tarefas;
  • Choro fácil;
  • Comportamentos compulsivos.
 

Tratamento

Cada caso é único e deve ser analisado com a especificidade devida. Uma vez identificado o problema, existe uma série de abordagens que visam minimizar as consequências desta doença. É difícil alcançar a cura complea, pois quem sofre de tendências depressivas facilmente tem recaídas. 

O recurso à medicação é quase sempre inevitável e o acompanhamento em consultas periódicas é essencial para uma recuperação mais rápida e eficaz.


Veja também: