AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

6 descontos para desempregados a que tem direito

Pode usufruir de descontos para desempregados desde a área da saúde a programas culturais, passando pelos sectores dos transportes e energia.

6 descontos para desempregados a que tem direito
Confira os apoios que pode receber, caso esteja sem emprego

Se está em situação de desemprego, sabe que todos os apoios que nos ajudam a poupar e a pagar as contas no final do mês são bem-vindos. Actualmente, é quase inevitável não ter um familiar, amigo ou conhecido que neste momento  se encontra sem emprego.

Neste artigo, apresentamos uma série de descontos para desempregados na área da saúde, transportes, energia, IMI, telecomunicações e cultura para ajudar todas as pessoas que se encontram desempregadas.
 

6 descontos para desempregados


Saúde

Se estiver em situação de desemprego, está isento de pagar taxas moderadoras. Este desconto para desempregados estende-se, também, ao cônjuge e aos seus dependentes. Para usufruir da isenção tudo o que precisa é de estar inscrito no centro de emprego.



Transportes públicos

As empresa de transportes também têm descontos para desempregados ou famílias carenciadas. Para o passe mensal pode conseguir um apoio de 25% e os 50%, de acordo com o escalão em que se insere. A operadora de transportes públicos Transdev tem descontos para desempregados de 75%. 


Energia

Para ter acesso aos descontos no acesso à eletricidade e gás natural, tem de beneficiar do rendimento social de inserção ou do subsídio social de desemprego, entre outros factores.
Este desconto funciona de forma automática, uma vez que que a informação é submetida diretamente para a EDP e é actualizada de 3 em 3 meses.
 

IMI

Se estiver em situação de desemprego e a sua família estiver inserida no escalão de baixos rendimentos também poderá usufruir da isenção do pagamento do Imposto Municipal sobre os Imóveis.
Para aceder a esta isenção, o rendimento bruto total do agregado familiar englobado para efeitos de IRS não pode ser superior a 14.630€ e o valor patrimonial da habitação do contribuinte não pode exceder os 66.500€


Telecomunicações

Se estiver desempregado por um período superior a seis meses e se for cliente MEO, esta operadora dá-lhe 50% de desconto na fatura do telefone. Para usufruir do desconto tem de ser o titular do contrato e só é válido para linhas de telefone analógicas.


Cultura

Os museus tutelados pela Direção Geral do Património Cultural possibilitam a entrada gratuita aos desempregados.  Para entrar gratuitamente, apenas tem de apresentar um comprovativo em como está desempregado.
Pode usufruir deste benefício no Museu Nacional de Arqueologia, no Mosteiro dos Jerónimos, na Torre de Belém, no Museu Nacional dos Coches e muitos outros. Além disso, os teatros nacionais, a Cinemateca e a Companhia Nacional de Bailado também oferecem descontos para desempregados.

Veja também: