Publicidade:

10 destinos baratos na Europa para conhecer este ano

A diversidade do velho continente é sempre um estímulo para viajar, mas o orçamento às vezes é restritivo. Por isso, revelamos dez destinos baratos na Europa para conhecer este ano, sem ter que gastar uma fortuna.

10 destinos baratos na Europa para conhecer este ano
Viajar sem esgotar o orçamento

Cidades incríveis e culturas tão diferentes quanto irresistíveis: assim são estes dez destinos baratos na Europa que lhe propomos para as viagens deste ano.

Até pode já ter férias marcadas, mas há sempre fins de semana prolongados que poderão ser aproveitados da melhor maneira. A viajar, claro! Basta conferir para onde…

Destinos baratos na Europa para descobrir


Quando pensa em viajar, já imagina os euros a sair da conta? Então, temos dez boas ideias para agarrá-lo a este artigo. Descubra destinos baratos na Europa, para aproveitar sem peso na consciência!

1. Kiev, Ucrânia

kievFonte: Pixabay / 12019

Kiev sempre foi uma cidade bastante barata e ainda muito pouco concorrida, principalmente em comparação com o resto da Europa, mas a partir de agora é um dos destinos baratos a descobrir.

Os conflitos históricos que marcaram a região já fazem parte do passado. Agora só precisa de dedicar tempo a subir e a descer as colinas verdes, ou a passar tardes em frente ao rio Dnipro e passer por Khreshchatyk, que é a avenida principal da cidade.

2. Cracóvia, Polónia

cracóviaFonte: Pixabay / chicotek08

Em Cracóvia, os preços baixos atraíram um maior número de viajantes, principalmente para escapadinhas. Há muitos alojamentos e bares excelentes e baratos para poder respeitar o seu orçamento, enquanto desfruta de uma bela cidade antiga e da cultura local.

O Castelo de Wawel é um dos grandes atrativos, enquanto a Cidade Velha está cheia de igrejas elevadas, museus impressionantes e o vasto Rynek Główny, a maior praça de mercado da Europa. Poderá ainda descobrir o antigo bairro judeu, Kazimierz, cheia de igrejas e praças animadas que simbolizam a renovação do século XXI.

3. Bucareste, Roménia

bucaresteFonte: Pixabay / Bianca9012

Pode até não ser a cidade mais charmosa da Roménia, mas Bucareste vale bem as críticas positivas que tem recebido.

A capital da Roménia é dinâmica, enérgica e divertida, onde o comunismo ainda não reconstruído encontra um capitalismo desenfreado. Uma dicotomia que lhe conferem um ambiente muito próprio e que vale a pena descobrir. Seja para conhecer bons museus, para passear pelos parques ou visitar os cafés da moda. Embora grande parte do centro seja moderna e extravagante, aqui encontrará também igrejas ortodoxas dos séculos XVII e XVIII e grandes mansões de estilo “art nouveau” escondidas em recantos tranquilos.

4. Budapeste, Hungria

budapesteFonte: Pixabay / 12019

Outro excelente destino barato na Europa é a cidade de Budapeste, desde que escolha um alojamento mais afastado dos pontos turísticos localizados junto ao rio.

Os castelos e catedrais são motivos mais que suficientes para valer a visita. Arquitetonicamente, esta cidade é um verdadeiro tesouro à vista de todos e que poucos descobrem, com edifícios de estilos tão variados, como barroco, neoclássico ou eclético. O ambiente apresenta uma sensação de “fin de siècle”, como se ainda se vivesse a idade de ouro de final de séc. XIX.

5. Zagreb, Croácia

zagreb

É certo que as cidades costeiras da Croácia são a atração principal, pelas praias paradisíacas, mas Zagreb, localizada no interior do país, é uma aventura à espera de ser vivida.

Tem cultura, arte, música, arquitetura, gastronomia e todos os outros motivos que fazem com uma cidade se torne numa capital de qualidade, facto comprovado pelo crescente interesse nos roteiros turísticos mundiais.

6. Istambul, Turquia

istambul

A clássica cidade do Leste beneficiou, em termos turísticos, com o declínio da lira turca nos últimos anos.

Não há escassez de mercados, mesquitas e atrações diferentes, devido à sua localização estratégica que, ao longo dos séculos, atraiu muitos exércitos invasores. Mas, uma das maiores atrações é o povo, que tem um amor contagiante pela vida e demonstram uma generosidade de espírito pouco vista nos dias de hoje. Esta comunidade vibrante, inclusiva e em expansão, está repleta de pessoas que trabalham muito, mas que também sabem celebrar cada momento e valorizam a família, os amigos e o pouco que têm como poucos.

7. Santorini, Grécia

santoriniFonte: Pixabay / Mariamichelle

Indiscutivelmente, Santorini é a ilha de férias mais popular da Grécia, procurada por pessoas que têm como objetivo máximo relaxar ao sol durante o dia e celebrar a vida durante a noite.

Com falésias multicoloridas, Santorini parece um bolo gigante em camadas, tendo em Thira, a ilha principal, um local de tirar o seu fôlego até aos espíritos menos emocionáveis. Os motivos para tal são vários: desde as casas brancas, que revestem os topos das falésias, ao final do dia, altura em que o sol se despede e projeta um cenário quase irreal de cores.

8. São Petersburgo, Rússia

são petersburgo

Muito mais turística do que a capital Moscovo, São Petersburgo também é mais barata e, dizem alguns, bem mais interessante.

A grandeza e a história da capital imperial da Rússia nunca deixam de surpreender, nem mesmo o seu espírito revolucionário. Para os turistas é um dos destinos a apontar na “bucket list”, pelos canais elegantes, que atravessam as mais de 340 pontes da cidade e que levam a que São Petersburgo fosse classificada como a Veneza do Norte da Europa.

9. Praga, República Checa

pragaFonte: Pixabay / Julius_Silver

Já desde o início dos anos 90 que Praga é conhecida por ser uma cidade incrivelmente acessível, mas ainda mais bonita e histórica.

Esse facto levou a que se tornasse num dos destinos europeus mais procurados, mas se esquecer esse facto, poderá desfrutar de
Mas mesmo as multidões não lhe podem tirar o espetáculo de atravessar vagarosamente uma qualquer ponte de pedra do século XIV, de se deslumbrar com um castelo no alto de uma colina e perder horas a olhar para o rio Vltava, que, aliás, serviu de inspiração para a composição de umas das peças mais bonitas da música do séc. XIX: a Smetana’s Sinfonia de Moldau.

10. Valletta, Malta

valleta

Malta é um pequeno grupo de ilhas com um clima agradável e infraestruturas turísticas em constante melhoria. A pequena capital de Valletta é Património Mundial da UNESCO e oferece uma mistura agradável de locais históricos e praias agradáveis.

Valletta foi construída pelos Cavaleiros de São João numa península de apenas 1 quilómetro por 600 metros. E tem conseguido manter a sua elegância de séc. XVI, bem como as atrações turísticas, que a tornam num local que facilmente lhe fará parecer que conheceu desde sempre.

Veja também: