Os 5 destinos mais baratos de 2017

Se está indeciso quanto às próximas viagens, damos-lhe a conhecer a lista dos destinos mais baratos para viajar em 2017.

Os 5 destinos mais baratos de 2017
Indeciso sobre o destino de férias para 2017?

Saber quais os destinos mais baratos para viajar em 2017 vai permitir-lhe decidir melhor o local das próximas férias e organizar de forma mais adequada o orçamento disponível. O 2017 Travel Hacker Guide analisou todas as despesas habituais de uma viagem, tendo em conta os parâmetros mais dispendiosos, como as passagens de avião e a estadia, e elaborou a lista que em seguida lhe iremos apresentar.

O guia Kayak classificou as cidades que constam na lista de destinos mais baratos de 2017 pelo preço do voo, e as taxas de estadia, tendo, para isso, analisado mais de um bilião de resultados nos motores de reservas online. Foram também analisadas as taxas medianas de cada cidade por mês, para que os viajantes possam perceber a flutuação de preços ao longo do ano.

Destinos mais baratos para 2017: o top 5

1. Cartagena, Colômbia

cartagena

É considerada uma das belas cidades coloniais da América do Sul. Aqui poderá passear pelas praças e ruas com edificações cheias de cores, que se revelarão como o cenário idílico de recordações mais vivas e inesquecíveis.

O novo milénio trouxe profundas transformações para Cartagena, tanto no âmbito económico, como no social, político e cultural. O desenvolvimento industrial e a consolidação de uma elite empresarial, representada por comerciantes, banqueiros e industriais, associados à imigração estrangeira, tornaram possíveis esta nova fase para a cidade, que nunca chegou a ser diretamente afetada pelas guerras civis que estremeceram a Colômbia.

A paz e a inauguração de uma estrada de ferro, unindo a cidade ao porto de Calamar, sob o Rio Magdalena, permitiram que a baía recuperasse o seu papel estratégico como porto comercial no mar do Caribe. Os voos podem variar entre 375€ em janeiro a 704€ em dezembro.

2. Quito, Equador

quito

Rica em história pré-colombiana, Quito, a capital do Equador foi fundada sobre as ruínas de uma cidade inca e, mesmo assim, oferece tudo o que um viajante moderno possa precisar.

Mantém o seu estatuto de centro histórico menos alterado da América Latina e foi designada Património Mundial pela UNESCO. As atrações importantes de Quito incluem jóias do barroco como os mosteiros de São Francisco e São Domingos, bem como a universidade e a igreja La Compañía.

Esta cidade enorme estende-se por um impressionante vale dos Andes rodeado de picos vulcânicos. Os voos mais económicos realizam-se em abril e rondam os 450€.

3. Reiquejavique, Islândia

reykjavik

A capital da Islândia, Reiquejavique, é uma das maiores povoações do país. Os prédios são raros e nunca muito altos, o trânsito é desafogado, as ruas largas e os canteiros ajardinados com flores garridas.

Reykjavik é uma cidade pequena, muito fácil de percorrer a pé, o que lhe possibilita ver com mais pormenor algumas das principais atrações: Hallgrímskirkja, a Igreja Luterana, a arquitetura típica das casas islandesas, o Lago Tjörnin, mesmo em frente à Câmara Municipal, e o bonito porto de Reykjavik com as montanhas ao fundo. Viajar para Reiquejavique fica mais económico em outubro, com preços de voos a rondar os 155€.

4. Lima, Peru

lima

Lima localiza-se nos vales dos rios Chillón, Rímac e Lurín, na parte central do litoral peruano, com vista para o Oceano Pacífico. Juntamente com o porto marítimo de El Callao forma uma área urbana contígua conhecida como Região Metropolitana de Lima e possui uma população de quase 10 milhões, o que a torna numa das regiões mais populosas do continente americano.

A melhor zona para ficar hospedado é no bairro de Miraflores, o mais nobre e seguro da cidade, onde, mesmo à noite, é tranquilo andar pelas ruas principais e onde há vários restaurantes e bares abertos até tarde.

Outros pontos de referência são o Centro Comercial Larcomar, Avenida Larco, ovalo de Miraflores, Parque Central de Miraflores, Parque Kennedy, Calle de las Pizzas. Os preços médios dos voos poderão ficar abaixo dos 600€ durante todo o ano. 

5. Oslo, Noruega

oslo

Esta pequena cidade é uma das mais atractivas capitais da Europa. Informal e maneável, cresceu sem perder a sua verdadeira identidade: chegar a um bosque continua a ser para os citadinos uma questão de minutos e o centro ainda mantém o calor de um pequeno povo.

Trata-se de uma das cidades mais modernas do continente, apesar do seu tamanho, mas é precisamente aqui que reside uma das suas maiores vantagens: tudo está a passos de distância. Abril é o mês ideal para visitar esta cidade, com voos a rondar os 430€.

O seu sonho é conhecer a península escandinava? Comece com Oslo ao aproveitar os programas de férias da TopAtlântico. Saber mais >>

A lista de destinos mais baratos para 2017 está cheia de locais diferentes e mágicos que vão ser a garantia de uma viagem memorável mas não deixe de conhecer os destinos mais baratos eleitos em 2016.


Estes foram os 10 destinos mais baratos em 2016

1. Luang Prabang, Laos

A cidade mais popular de Laos é, ainda assim, tranquila. Por cerca de 20,30€ por dia pode ver casas tradicionais de madeira, casas coloniais francesas, templos budistas, quedas de água e vida selvagem.

2. Kiev, Ucrânia

É uma das cidades mais antigas da Europa e tem tesouros arquitetónicos que fazem lembrar o passado soviético. Contas feitas pode gastar, aproximadamente, 19€ por dia.

3. Quito, Equador

A segunda capital mais alta do mundo foi uma das primeiras cidades a ser declarada Património Mundial da UNESCO. Estas e o facto de ser um dos destinos mais baratos do ano são apenas algumas das razões pelas quais 19,80€ por dia são uma pechincha.

4. Laos, Ásia

O rio Mekong é o cenário perfeito para relaxar. Segundo o guia, as férias ficam por 18,50€ por dia mas ainda pode poupar uns trocos se trocar a cerveja por vinho de arroz, típico da zona.

5. Carmandu, Nepal

Por 17,60€ diários pode apontar muitas visitas a tempos budistas e muitos festivais coloridos na sua lista de afazeres para as férias.

6. Chiang Mai, Tailândia

Se não é de praias e Banquecoque é demasiado mainstream para si, aposte em Chiang Mai. Não falta ar livre, montanhas e espaços verdes. Conte gastar 17€ por dia. Vá à Tailândia com a TopAtlântico >>

7. Goa, Índia

Para o panorama nacional índio, é uma das cidades mais caras. Aponte a despesa diária para uma média de 16,5€ e conte com muitas praias bonitas e muitas influências portuguesas para observar e conhecer.

8. Saigão, Vietname

A antiga capital transformou-se numa cidade modernizada mas ainda com muitos museus e relíquias do tempo da guerra. É uma das cidades mais caras do país mas, ainda assim, é possível gastar só 16€ por dia.

9. Hanói, Vietname

Destronou Saigão para se transformar na capital do Vietname, o que significa que apesar das tradições do país, é uma cidade que está a crescer a olhos vistos. Os 15,30€ diários fazem deste um dos destinos mais baratos de 2016. Vá ao Vietname com a TopAtlântico >>

10. Pokhara, Nepal

Os viajantes mais aventureiros veem na segunda maior cidade nepalesa um oásis de adrenalina. Quer um exemplo? A região de Annapurna, uma das montanhas dos Himalaias, onde é possível dar corda aos sapatos e caminhar. Guarde 14€ para cada dia neste destino.

Veja também: