Os 10 melhores destinos para viajar em janeiro

Ano novo, novas viagens. Se este é o seu mote, vai adorar conhecer os melhores destinos para viajar em janeiro.

Os 10 melhores destinos para viajar em janeiro
Locais imperdíveis para começar o ano em grande

Se na Europa, o frio, a chuva, as baixas temperaturas e os breves períodos de sol não incentivam viagens, fora de velho continente não faltam maravilhosos destinos para viajar em janeiro

África e Ásia apresentam as melhores alternativas, quer sejam praias paradisíacas, quer locais mais perigosos e cheios de adrenalina.

Para viajar em janeiro, independentemente de seguir ou não as nossas sugestões, evite os seguintes locais: Indonésia, Seicheles e Polinésia, onde ainda está a estação chuvosa e Madagáscar, Reunião e Maurícias, havendo um alto risco de ciclones.


10 ótimos destinos para viajar em janeiro


1. Abidjan, Costa do Marfim

abidjan
Abidjan é a capital económica e populosa da Costa do Marfim e que enfrenta, atualmente, um tremendo crescimento industrial. A cidade está dividida em duas partes e cada parte é sub-dividida em várias comunidades, cada uma com as suas próprias características; alguns bairros modernos mais europeus com imponentes moradias e grandes jardins, outros organizados ao estilo de aldeias africanas.

Abidjan também possui o porto mais importante da África Ocidental e já dispõe de inúmeras instalações viradas para os turistas, nomeadamente bons hotéis, centros desportivos, restaurantes e bares. Os pontos de referência para visitar são o Parc du Banco, um parque situado às portas da cidade, as mesquitas em Cocody e Treichville, a Catedral de Saint Paul, o Museu da Cidade, vila Ki Yi Mbock, o Museu de Arte Contemporânea, e o Museu Nacional. Temperatura média: 26º



2. Bamako, Mali

Enquanto capital do Mali, Bamako fica às margens do rio Níger e tem uma população de pouco mais de dois milhões. Possui um grande porto, mas também um centro administrativo e comercial, que têm providenciado o desenvolvimento comercial e sociológico da cidade.

Se optar por este destino para viajar em janeiro, visite a Craft House, o centro cultural Hampaté Ba Palace Amadou, o Museu Nacional, o Jardim Botânico e o Palácio Koulouba, é a sede presidencial do país. Bamako é uma cidade que simboliza o desenvolvimento acelerado de Mali sem esquecer as suas tradições e raízes que lhe dão um caráter atraente e colorido. Temperatura média: 26º



3. Dakar, Senegal

dakar
Mais conhecida por acolher um dos maiores ralis do mundo, a capital do Senegal, Dakar tem mais de um milhão de habitantes e está situada num antigo vulcão, o que lhe dá uma espécie de micro clima. Dakar é a cidade anfitriã de vários grandes eventos culturais, como o Festival Mundial de Artes Negras, o Festival Internacional du Film de Quartier, o Festival Internacional de Dança, e a Bienal de Arte Contemporânea Africana.

Por aqui não pode também perder uma visita ao Museu Monod Thodore, dedicado à arte e tradições da África ocidental, e, para uma noite de diversão, a discoteca Youssou Ndour. Uma cidade de contrastes, Dakar não o deixará indiferente com a sua animada vida noturna, dezenas de mercados locais, praias tranquilas, e o Parque Nacional das Ilhas Madeleine. Temperatura média: 23º



4. Male, Maldivas

Male está construído em várias ilhas que foram ampliadas artificialmente para acomodar uma população em constante crescimento. Tem um aeroporto internacional e o tráfego rodoviário é muito congestionado, devido essencialmente ao pequeno tamanho da cidade, que também limita as oportunidades de turismo.

Não perca o Museu Nacional construído no coração de Sultan Park, que abriga também um jardim botânico e um zoológico. Mas se anseia pelas praias de sonho, vai encontrá-las na periferia da cidade: lagoas azul-turquesa e praias de areia branca contra um pano de fundo de céu azul profundo. Temperatura média: 27º



5. Santiago, Chile

santiago
Fundada no século 16, a cidade Santiago situa-se entre os Andes e o litoral. Aqui não faltam locais de interesse para visitar: a Plaza de Armas na parte antiga da cidade colonial, o Palácio de la Real Audiencia, a igreja de Santo Domingo, o Museu de arte pré-colombiana situada no Real Palace Casas de la Aduana, o Mercado Central e o bairro Bellavista, onde encontrará uma grande variedade de restaurantes, bares e discotecas.

Não pode perder a viagem de funicular que o levará até Cerro San Cristobal dominado pela estátua da Virgem ou o teleférico para admirar a vista sobre a cidade. Temperatura média: 22º



6. Hyderabad, Índia

Capital do estado de Andhra Pradesh, Hyderabad tem uma população de mais de seis milhões e localiza-se no centor da Índia. É uma cidade cheia de cultura e história e que apresenta inúmeras influências muçulmanas e hindus.

Há um monumento que simboliza a cidade, um arco triunfal com uma mesquita e quatro minaretes, mas outros edifícios na cidade também merecem uma visita, como a enorme mesquita Mecca Masjid, o forte de Golconda, os sete túmulos dos reis Qutb, o templo de Birla Mandir feito de mármore branco, e os 17 metros de altura estátua de Buda no meio do lago Hussain Sagar.

Existem inúmeras possibilidades de alojamento disponíveis para atender a uma ampla gama de orçamentos, de albergues da juventude até hotéis de luxo. Temperatura média: 24º



7. Recife, Brasil

recife
Construído em duas ilhas interligadas, a cidade de Recife, capital de Pernambuco, tem um clima equatorial, quente e húmido. Possui um aeroporto internacional, por ser uma cidade turística por excelência, em parte devido à sua arquitetura influenciada pelos portugueses e holandeses.

Tem a reputação de ser a Veneza do Brasil e a capacidade de seduzir uma grande variedade de turistas. São pontos obrigatórios: o Museu Pernambuco, as igrejas de São Pedro e Santo António, a Sinagoga Kahal Zur, que data de 1630, o Teatro Santa Isabel, o mercado São José mercado e o centro de Olinda, um local histórico classificado como Património Mundial da UNESCO, o Palácio dos Governadores, e o Parque Dois Irmãos.

A cidade possui uma boa rede de transportes, com metro e autocarros a circular para todo o lado e com frequência. Temperatura média: 29º



8. Praia, Cabo Verde

A cidade é um misto de cultura e descanso. Espectáculos, exposições, teatro, convivem com uma vida nocturna animada e praias perfeitas para relaxar. Vai adorar conhecer o Museu Etnográfico, o Centro Histórico de Arquivos Nacionais, a igreja Nossa Senhora da Graça, o Palácio Presidencial, o Old Town Hall e o Palácio da Assembleia.

Sugerimos ainda uma caminhada até ao farol existente numa das pontas da ilha que lhe dará uma vista panorâmica incrível sobre a cidade. Temperatura média: 24º



9. Bridgetown, Barbados

barbados
Capital de Barbados, no Caribe, Bridgetown tem uma série de atrações turísticas, tais como Broad Street, a praça central com a estátua de Nelson Mandela, a Catedral de St. Michaels e o  Museu dos Barbados, uma antiga prisão transformada num museu que traça a história das ilhas através de uma série de colecções reais.

A vida noturna não vai decepcionar depois de um dia de praia em Brighton, no norte da cidade e muito popular entre aqueles que procuram relaxamento. Temperatura média: 25º



10. Banguecoque, Tailândia

A fechar a lista de locais para visitar em janeiro, temos a capital da Tailândia, Bangkok com os seus seis milhões de habitantes. A cidade encontra-se dividida em dois pelo rio Chao Phraya. Na margem direita está a parte mais tradicional da cidade e na margem esquerda estão os principais edifícios de interesse turístico e os bairros modernos.

Há vários lugares que não pode deixar de visitar: Wat Pho com a sua grande estátua do Buda reclinado, o Palácio Real que tem um Buda de Esmeralda, e Vimarn Mek, o antigo Palácio Real que é agora um museu. Imperdíveis são também os antigos bairros da cidade de Bang Phra Athit Lampu e o gigantesco mercado de rua que vai mexer com os seus sentidos. Temperatura média: 27º

Pegue num mapa e trace o destino para viajar em janeiro!

Veja também: