Desvantagens do homebanking

O homebanking é, para muitos clientes, uma alternativa ao atendimento prestado nos balcões das sucursais. No entanto, devido a vários factores, não é acessível a todos. Eis porquê.

Desvantagens do homebanking
O homebanking pode não ser para todos

Num artigo anterior, referimos em que consiste o serviço homebanking, quais as suas principais vantagens e como podemos utilizá-lo.

Falámos ainda sobre as questões de segurança subjacentes à utilização deste serviço, assim como até que ponto as operações efectuadas através do banco virtual são vulneráveis a fraudes. No presente artigo vamos apresentar possíveis desvantagens da utilização do homebanking.

 

Limitações e inconvenientes do homebanking

1. Iliteracia tecnológica

Se para muitos clientes o homebanking é um serviço que lhes permite a realização de operações financeiras de forma cómoda e fácil, para outros o mesmo não acontece, pois a utilização deste serviço implica o domínio de tecnologias de acesso à internet. Há um segmento de clientes, sobretudo os mais idosos, que apresentam dificuldades na utilização das ferramentas informáticas. Se um banco depender totalmente do homebanking limitará os seus clientes a uma determinada faixa etária ou a um determinado nível de conhecimento.

 

O mesmo acontece em relação ao mercado no qual o banco actua, pois está condicionado pelo respectivo grau de desenvolvimento. Nas regiões onde a iliteracia é elevada existem também maiores dificuldades de acesso e de utilização das ferramentas da Web, o que contribui para a limitação do internet banking.

 

2. Serviço bancário menos apoiado

Outro factor importante que se prende com as limitações do serviço homebanking é o facto do cliente ter que analisar individualmente os serviços disponibilizados online, já que através do homebanking não é efectuado qualquer apoio ou acompanhamento pessoal.

 

Existem outros suportes destinados ao esclarecimento das dúvidas dos clientes, nomeadamente os fóruns ou a linha de apoio, no entanto, em geral é depositada maior confiança por parte dos clientes no contacto presencial, tanto num pedido de informações, como na realização de um negócio ou na assistência pós-venda, uma vez que as temáticas financeiras implicam normalmente uma elevada complexidade.

 

Quando um cliente demonstra interesse em aderir a um banco, na maior parte dos casos dirige-se a uma sucursal para obter informações específicas, pois dessa forma é assistido por um funcionário que lhe disponibilizará toda a atenção para o esclarecimento de dúvidas. Já através do serviço homebanking terá que ser o próprio cliente a pesquisar toda a informação pretendida.


Veja também: